Analisando a competência e a Liderança Empresarial Caucaia, Ceará

O administrador tem a missão de conduzir os funcionários e profissionais através do exemplo, comando, incentivo e premiação, em direção à causa maior que é a assistência a saúde das pessoas. A autenticidade do administrador manifesta-se claramente em decorrência de dois aspectos fundamentais; Sólida formação acadêmica e profissional e qualidades pessoais peculiares. Leia mais no artigo abaixo.

Ines Mc Arruda
(85) 342-3212
r Presidente Getulio Vargas, 222, Centro
Caucaia, Ceará
 
Anb Águas do Nordeste do Brasil Ltda
(85) 224-5309
tv Santos Dumont, 1687, sl 210, Alto Da Balança
Fortaleza, Ceará
 
Persil Sc Adm Asses e Part
(85) 248-1272
av Rui Barbosa, 387, Meireles
Fortaleza, Ceará
 
Monteiro Braga Cons Empresarial Ltda
(85) 244-3684
r Coronel Virgilio Tavora, 1701, sl 406, Messejana
Fortaleza, Ceará
 
Ana CB Pinto
(85) 246-9627
av Barão de Studart, 2360, sl 805, Meireles
Fortaleza, Ceará
 
Macs Serv Internacionais Ltda
(85) 219-9580
r Monsenhor Tabosa, 403, lj 16, Itaperi
Fortaleza, Ceará
 
Segmeq Cons Repres e Serv Ltda
(85) 226-9871
av Heráclito Graça, 144, sl 25, Centro
Fortaleza, Ceará
 
Sismet Brasil Sistemas Ltda
(85) 261-6676
r Silva Paulet, 769, sl 404, Meireles
Fortaleza, Ceará
 
Exa Cons e Assoc Sc
(85) 246-3332
av Barão de Studart, 2360, sl 205, Meireles
Fortaleza, Ceará
 
Ngp Cons e Serv Ltda
(85) 261-6349
tv Santos Dumont, 2626, sl 1105, Alto Da Balança
Fortaleza, Ceará
 

Analisando a competência e a Liderança Empresarial

Indispensabilidade: O administrador tem a missão de conduzir os funcionários e profissionais através do exemplo, comando, incentivo e premiação, em direção à causa maior que é a assistência a saúde das pessoas. É também indispensável porque os profissionais e funcionários necessitam constantemente de seu incentivo e apoio o administrador precisa mostrar-se seguro e sob absoluto controle. Cabe ao administrador hospitalar organizar suprimento de bens e serviços de tal forma que consiga manter sempre um elevado padrão de qualidade. A autoridade e a responsabilidade do administrador está nas 24 horas/dia em que o hospital se mantém aberto, mantendo controle também através dos meios de comunicação.
Autenticidade: A autenticidade do administrador manifesta-se claramente em decorrência de dois aspectos fundamentais; Sólida formação acadêmica e profissional e qualidades pessoais peculiares, sua segurança e o arrojo. O administrador autêntico é aquele que; Inspira confiança, Trata todos como ser gentes, Faz com que todos assumam as próprias responsabilidades, Está sempre preocupado em mudar o estado das coisas para melhor.
Disponibilidade: Uma das condições para que o hospital logre seus ideais é que seu administrador esteja sempre a disposição; Estar a serviço de todos funcionários, profissionais, pacientes, comunidades; Disposição física e psicológica 9participar de reuniões, visitas, seminários), Estar a disposição de si mesmo, tendo em mente os componentes saúde, aprimoramento profissional e empatia familiar. A disponibilidade do administrador é também indispensável em outros motivos; Dissipar duvidas, atividades desenvolvidas com muito mais acertos, rapidez e perfeição; Acabar com os egoísmos aglutinados as pessoas e atingindo objetivos comuns; Exercer a preceptoria, ensinar sempre; Zelar para que elas sejam claras, construtivas e se voltem para o bem comum. Três condições básicas - Delegar funções, Administrar seu tempo, Passar mais de 60% do seu tempo fora do escritório.
Eficácia: primeiro é colocar em pratica as finalidades que deram origem ao hospital, deve dispor de condições adequadas edificações equipamentos, recursos humanos, equipes profissionais, manuais de organização, modelos de atuação, estruturas administrativas e dispositivos para alcançar seus resultados. A seguir é intervir no próprio processo de qualidade, que envolve a composição e a forma de realização das atividades do hospital para o excelente desempenho do processo de qualidade é necessário pôr em pratica algumas providências- Tornar os serviços menos vulneráveis- manutenção preventiva, preparação de rh; Definir corretamente o relacionamento entre hospital e médicos- padrão hospitalar, relatórios; Proceder mudanças culturais- reciclagem constante do aprendizado, rodízio de funções, reforço psicológico e integração permanente da equipe; Introduzi novas estruturas administrativas- é essencial que o hospital adote uma administração participativa.

Qualidades: Competência, Liderança, Coragem, Personalidade. Competência: É competente o administrador que Exerce sua função utilizando a doutrina e a pratica mais indicada a cada momento; Acerta o momento exato de colocar um processo de reestruturação; Está perfeitamente informado e de sobreaviso contra as crises; Acompanha e aproveita as inovações na área hospitalar e domina com desenvoltura todos os instrumentos de sua atividade. Liderança: O líder é capaz de descobrir aptidões irreveladas nos individuais com que trabalha, com isso ele se multiplicará na organização. O ponto crucial para o líder administrativo é escolher as pessoas certas para cada atividade, preocupar-se em descobrir o que fazem e como realizam suas atividades pessoas e instituições não ligadas a seu hospital. Dentro de seus atributo- Desenvolver um apurado espírito de gratidão, ou seja o reconhecimento e agradecimento; Cuida bem de sua aparência pessoal, seu comportamento tem que ser com dignidade; Acredita que nada é impossível, às vezes é mais demorado e difícil conseguir o primeiro tostão do que o segundo milhão; É pragmático a vida do hospital é sua vida, não é uma pessoa orgulhosa, aceita os conselhos; É um cumpridor intransigente dos dispositivos legais em vigor, fortalece a instituição. Coragem: A coragem obriga a exigir dos seus subordinados o cumprimento rigoroso dos deveres, para tanto precisa estar perfeitamente a par das atribuições de cada um o administrador corajoso é aquele que realiza fóruns para que se possa expurgar o que é imperfeito, inadequado e superado, faz valer, em todos os níveis o código de ética. Personalidade: Um administrador de personalidade definida e ativa obedece a duas tendências opostas uma o conduz a interagir com os órgãos de administração da unidade mantedora do hospital, outra a fazer o mesmo com os ocupantes de cargos que têm origem em sua autoridade, sua postura é determinante para permanência no cargo, dando-lhe amplas possibilidades de realização.
Hospital: As instituições hospitalares tornaram-se oficiais e passaram a existir como tal a partir do decreto do imperador Constantino em 335 d.c. Com o código de Justiniano 534 d.c, concluiu se que houvesse já hospitais especializados como os destinados a cegos, leprosos, cancerosos e outros. Um dos primeiros hospitais muçulmanos foi fundado em Damasco, em 707 d.c, um dos grandes hospitais surgiram em 1283 no Cairo. As enfermarias eram divididas para homens e mulheres. Os camilianos chegaram ao Brasil em 1922 e desenvolveram atividades de assistência à saúde, educação em saúde, pastoral da saúde e administração hospitalar. O Hospital é parte integrante de um sistema coordenado de saúde com a função de dispensar à comunidade completa assistência à saúde, tanto curativa quanto preventiva, incluindo serviços extensivos à família em seu domicilio e ainda um centro de formação. Saúde: É o perfeito bem-estar físico, social e mental e não simplesmente a ausência de doenças ou enfermidade. Funções do Hospital: Prevenir a doença; Restaurar a saúde; Exercer funções educativas; Promover a pesquisa. Prevenir à doença: é a função mais importante de um hospital A atividade preventiva deve ser colocada em prática, através de medidas concretas, segundo a OMS- Prevenção das moléstias crônicas, Prevenção da validez física e mental, Supervisão e acompanhamento da normalidade da gravidez e do nascimento, Controle das moléstias infecto-contagiosas, com programas da vacinação, campanhas contra a febre reumática e as doenças venéreas, Supervisão do crescimento da criança e do adolescente. Restaurara a saúde: A restauração das pessoas é feita pelo hospital através da realização de duas atividades principais- diagnostico e tratamento, a localização dos serviços de diagnostico é fator importante que facilita muito o desempenho do hospital. Exercer funções educativas: Organizar os serviços que forem utilizados para prática profissional, não pode haver contradição entre aquilo que o estagiário aprendeu e o que esta sendo realizado no hospital. Exigir que os estagiários estejam sempre acompanhados por preceptor, Propiciar a todo aprendiz as condições de entender a dinâmica do hospital como um todo. Promover a pesquisa: dentro do campo de atuação em pesquisa do hospital posso destacar - as pesquisas básicas ou pura, tem por finalidade indagar algo que ainda não é do conhecimento humano. Aplicada ou operacional- è aonde se inicia a partir do conhecimento e necessidades reais e visa aplicação prática dos conhecimentos adquiridos, Médica ou clinica- tem relacionamento direto com a moléstia e com o seu diagnóstico e tratamento, envolvendo aspectos físicos, psicológicos e sociais da saúde e da doença.

Administrativa- Envolve o planejamento, organização, as instituições e equipamentos e os recursos humanos do hospital, bem como a assistência prestada aos pacientes. È uma pesquisa muito complexa e extensa, envolvendo, entre outros os seguintes segmentos: Administração, Saúde Pública, Medicina, Epidemiologia, Relações humanas, relações públicas, comunicação, bioestatística sanitária...

METAS DA QUALIDADE E PARTICIPAÇÃO:

Dentro de uma organização cônscia do valor da qualidade, tanto o planejamento de produtos/serviços como o planejamento dos sistemas que entregam este produto/serviços focam as necessidade e expectativas dos clientes.
Para alcançar a satisfação do cliente à organização identifica suas necessidades, projeta o produto/serviço para aquelas necessidades e avalia os resultados como uma base para melhorias. A organização também integra os clientes nas atividades de planejamento estratégico de todas as áreas/gerentes, o que, de verdade, é a denominação ou o conceito de qualidade orientada pelo cliente.

As quatro metas-chave de qualquer negócio (orientado para e pelo cliente) são:

• satisfação dos seus clientes;
• alcance de mais alta satisfação dos clientes do que os competidores;
• retenção de clientes no longo prazo;
• obtenção de maior participação de mercado.

Para atingir tais metas, qualquer negócio deve entregar valor de melhoria para seus clientes, os quais não compram só pelo preço, mas comparam um pacote total de benefícios de produtos/serviços oferecidos a um preço e a uma qualidade percebida.

O pacote de benefícios ao cliente influencia a percepção da qualidade, e inclui os produtos/serviços reais, com suas dimensões da qualidade como: pronto atendimento, orientações e suporte técnico, serviços de entrega/retirada, suporte pós venda, garantias e outros aspectos. Se os competidores oferecem escolhas, a um preço semelhante (ou muito próximo), os clientes escolhem, naturalmente, o pacote de benefícios de melhor qualidade percebida. Então, entender o que o cliente quer/necessita é absolutamente crucial para o sucesso competitivo.

As melhorias da qualidade nos serviços reduzem custos, razão pelo que os negócios devem focar tanto na melhoria contínua como no pacote de benefícios ao cliente, para o alcance da tão planejada redução de custos pelas Empresas.

A definição mais adequada de qualidade para os negócios atuais é: A manutenção dos clientes é um fator fundamental para o sucesso dos negócios, posto que garante a existência e manutenção dos resultados (lucro) da Empresa. Tal manutenção também significa que, de algum modo, os clientes estejam satisfeitos, visto que as suas necessidades estão sendo atendidas.

A obtenção de maior participação de mercado está fortemente relacionada ao grau de satisfação do cliente. Uma grande variedade de fatores faz com que clientes potenciais procurem uma organização de produtos/serviços, mas um elemento fundamental é a indicação feita por quem está satisfeito com esta organização, entretanto, não é fácil satisfazer ou superar as expectativas das necessidades de um cliente. Esta condição é provocada por meio da participação dos funcionários da Empresa, participação esta que pode ser passiva ou ativa.
A participação passiva se refere a, principalmente, fazer aquilo que lhe está determinado para fazer. Nada mais. É o "simples cumprimento do dever", na mais pura acepção, o que por si só não acrescenta valor ao que está sendo feito.

Já a participação ativa se refere a, além do atendimento das necessidades do cliente (as obrigações para com o cliente), descobrir em que aspectos este cliente tem dificuldades (e portanto precisa de ajuda) para se tornar mais competente na sua atividade de negócio.
Isto provocaria maior confiança do cliente no seu fornecedor e portanto maior fidelidade para com este. O fornecedor de produtos ou de serviços, nestas condições, só teria a ganhar no seu negócio. E muito!

A manutenção dos clientes é um fator fundamental para o sucesso dos negócios, posto que garante a existência e manutenção dos resultados (lucro) da Empresa. Tal manutenção também significa que, de algum modo, os clientes estejam satisfeitos, visto que as suas necessidades estão sendo atendidas.

A obtenção de maior participação de mercado está fortemente relacionada ao grau de satisfação do cliente. Uma grande variedade de fatores faz com que clientes potenciais procurem uma organização de produtos/serviços, mas um elemento fundamental é a indicação feita por quem está satisfeito com esta organização.

Entretanto, não é fácil satisfazer ou superar as expectativas das necessidades de um cliente. Esta condição é provocada por meio da participação dos funcionários da Empresa, participação esta que pode ser passiva ou ativa.
Msc. Alexandre Portela Barbosa

Sobre o Autor

Administração, Ciências da Educação, Auditorias, Meio Ambiente, Projetos Monográficos & Marketing

É Professor Universitário das cadeiras: Metodologia e Marketing Empresarial.

Artigos.com