Analisando a educação à distância Brasília, DF

Examine as vatangens e desvantagens do ensino a distância. O professor Raul Cuore disserta sobre os mecanismos virtuais de aprendizagem. Compreenda o significado de distância espacial, temporal e interativa.

PRODUO - Ginástica Laboral Acessibilidade Ergonomia Brasília DF
(61) 9236-7567
SMLN, tr 2, 90T
Brasíia, DF
 
PRÓ-EDUCAR - ESCOLA TÉCNICA
061 3563 1752
QNA 41 LOTE 03
BRASÍLIA, DF
 
Assoc Servidores Câmara Deputados Ascade
(61) 226-2515
pc Três Poderes SL SN
Brasília, DF
 
Abder Assoc Brasileira Dept Estad Est Rodagem
(61) 323-1167
r SCS Q, 1, bl i sl 1005
Brasília, DF
 
Anpaf Assoc NAC dos Procuradores das Autarquias e Fundações Fed
(61) 326-7547
r Sbn Q, 2, bl j sl 601
Brasília, DF
 
UK IDIOMAS
(61) 3321-8341
SDS (CONIC) Ed. Venâncio VI Sala 405
Brasília, DF
 
ESCOLA MONTÊMINE
(61) 3475-6638
QNJ 52 LOTE 04
TAGUATINGA, DF
 
Assoc País Alunos e Mestres Cilc
(61) 581-7782
r Qnm, 13, ae sn
Brasília, DF
 
Assoc Nacional Emp Aerolevantamento
(61) 225-4222
st SDS, 502, Setor De Diversões Sul
Brasília, DF
 
Adpf Assoc Nacional dos Delegados de Polícia Federal
(61) 244-6716
r Eqs, 208, bl b, Asa Sul
Brasília, DF
 

Analisando a educação à distância

DISTÂNCIAS NA EDUCAÇÃO

Profº Raul Enrique Cuore Cuore

A possibilidade da Educação a Distância também criou novos universos para os Educadores que nela irão desenvolver o seu trabalho. O Educador tem consciência que além da plataforma virtual os momentos presenciais se tornam de suma importância, tanto que, as grades dos cursos oferecidos prevêem estes encontros.

Em contrapartida, os Educadores que atuam em cursos totalmente presenciais atentam, cada vez mais, para a importância dos recursos virtuais para no apoio das aulas. É importante que um equilíbrio seja alcançado entre essas duas modalidades, tendo em vista o público alvo e a qualidade de ensino que se deseja oferecer.

Um novo paradigma foi criado com o encontro entre Educação a Distância e Educação Convencional para os estudiosos da Educação, fazendo com que se busquem novas fórmulas para a construção de projetos pedagógicos que consigam dosar estas duas modalidades.

A distância que separa o aluno do professor pode ser analisada de varias formas. O aluno separado geograficamente pode sentir-se mais perto do professor do que um aluno que freqüenta um curso convencional, isso dependerá da interatividade que a sala de aula forneça para este aluno, sendo que este terá ou não a sensação de distância.

No seu artigo, Romero Tori, cita Keegam (1996) e Simonson (2000), ao referir-se à expressão “Educação a Distância”, e como esta vem sendo utilizada para denominar as mais diferentes formas de aprendizagem, seja esta por correspondência ou por laboratórios de imersão total. De fato, o que importa não é a separação geográfica entre aluno e professor mais a sensação da distância entre os participantes.

Entre os tipos de distância é possível citar: distância espacial, distância temporal e distância interativa. A distância espacial ou física aborda o espaço físico real ocupado entre aluno, seus colegas, o professor e os materiais de estudo. O processo remoto ou a distância é quando existe uma separação espacial entre o professor e seus alunos, assim como entre os alunos e os seus materiais de estudo. Separadamente podemos analisar a distância com relação ao aluno-professor, aluno-aluno e aluno-material.

A distância temporal se refere a que as atividades propostas entre aluno-professor, aluno-aluno e aluno-material, sejam simultâneas ou não. Quando as partes atuam simultaneamente, local ou remotamente, o processo é chamado de síncrono, do contrário é chamado de processo assíncrono. O processo local, em geral, é síncrono, enquanto que o remoto pode ser síncrono ou assíncrono.

Por ultimo, a distância interativa ou operacional, relaciona-se à participação direta do aluno no processo, informando-o se é operacionalmente ativo ou passivo. Podemos citar 3 tipos de distâncias interativas: professor-aluno – aula expositiva X aula interativa -, aluno-material – material passivo X material interativo -, aluno-aluno – trabalho individual X trabalho cooperativo -.

REFERÊNCIAS:

TORI, R.; FERREIRA, M. A. G. V. Educação sem Distância em Cursos de Informática. VII Workshop sobre Educação em Informática ‚ WEI 99. Rio de Janeiro, RJ, 25 a 27 de agosto de 1999. Anais, pp. 581-590. (PROD-042)

Profº Raul Cuore

Professor de Matemática e Fisica na Rede Particular de Campo Grande - MS. Graduado em Matemática, Pós-Graduando em Eduacação Matemática.

Clique aqui para ler este artigo na Artigonal.Com