Aprenda como prevenir e agir em casos de seqüestro Brasília, DF

O sequestro é um crime hediondo e bastante frequente no Brasil. Evite situações de risco e saiba como reagir caso ele ocorra. Mathias Gonzales, psicólogo, destaca os pontos vulneráveis que facilitam a ação do sequestro. Ele detalha a lista de lugares e comportamentos que fornecem subisídios para a realização do crime.

TCBR - Tecnologia e Consultoria Brasileira S/A
(61) 3347-0088
SCRN-704/705, s/n, Sn Bl H Lj 33, Asa Norte
Brasilia, DF

Dados Divulgados por
Adecco Top Services RH S/A
(61) 3272-2454
SCRN 706/707 Bloco E, s/n, Lj 18, Asa Norte
Brasilia, DF

Dados Divulgados por
KPMG Auditores Independentes
(61) 2104-2400
qd SBS Quadra 2, s/n, Sn Bl Q Lt 3 An 7 Sl 708, St Bancário Sul
Brasilia, DF

Dados Divulgados por
Accenture do Brasil Ltda
(61) 3039-8620
SHS Quadra 6, s/n, Bl E Sl 817, Asa Sul
Brasilia, DF

Dados Divulgados por
Birô de Comunicação Marketing e Eventos Ltda
(61) 3964-3363
SCS Quadra 7, s/n, Sn Bl O An 20 Sl 230, Asa Sul
Brasilia, DF

Dados Divulgados por
Aeronet Informática e Representação Ltda
(61) 3223-7475
SRTVS, 701, Bl O An 4 Sl 413, St Rádio Tv Sul
Brasilia, DF

Dados Divulgados por
Mendes Júnior Trading e Engenharia S/A
(61) 3321-2244
SAS, s/n, Qd 5 Bl N Ed OAB An 11 Sl 1101, Asa Sul
Brasilia, DF

Dados Divulgados por
Dinamize
(61) 3274-1172
CLN 113 Bl C, s/n, Sn Sl 203, Asa Norte
Brasilia, DF

Dados Divulgados por
Sebrae Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas
(61) 3348-7100
SEPN-515, s/n, Bl C An 3 Lj 32, Asa Norte
Brasilia, DF

Dados Divulgados por
Mendes Júnior Trading e Engenharia S/A
(61) 3321-2244
SAS, s/n, Qd 5 Bl N Ed OAB An 11 Sl 1101, Asa Sul
Brasilia, DF

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Aprenda como prevenir e agir em casos de seqüestro

Considerado como crime hediondo, o seqüestro é uma das formas mais desumanas de crime. Por esta razão, os criminosos envolvidos podem agir com requinte de perversidade, barbarismo e frieza. Veja uma síntese dos casos mais conhecidos no Brasil:

ü Aos 81 anos e quase falido, o empresário Girsz Aronson ficou catorze dias em poder dos bandidos.

ü O compositor Wellington, irmão de Zezé Di Camargo e Luciano, só voltou depois de três meses e teve uma orelha decepada.

ü Um vídeo enviado pelos seqüestradores à família do estudante Marcelo Quintella mostrou a crueldade dos bandidos espancando barbaramente o rapaz de olhos vendados.

ü A pequena Miriam Brandão foi asfixiada, esquartejada e queimada durante um seqüestro. Os bandidos disseram que ela morreu porque chorou e chamou pela mãe no cativeiro.

ü O comerciante carioca Ignácio de Loyola passou cinco dias em poder de criminosos, cruelmente acorrentado, pior que um animal e completamente no escuro.

ü Os seqüestradores de Abilio Diniz estavam dispostos a tudo, caso não recebessem o resgate pedido. No cativeiro, a polícia encontrou até um caixão pronto para enterrá-lo.

ü Um outro empresário de nome Moyses Leão Struchier ficou guardado numa geladeira, pelos seqüestradores.

ü A mineira Gleica Fonseca ficou dezoito dias acorrentada em um buraco na terra. Os bandidos exigiram 700 mil dólares para libertá-la.

ü Uma criança de nome Fernando Junqueira foi seqüestrado em sua própria casa por seis pessoas. Uma delas era professora.

Um seqüestro tem sempre conseqüências imprevisíveis para todos. Pode acabar bem ou mal para a vítima, com ou sem pagamento do resgate. O mais importante é prevenir e dificultar qualquer tentativa de ação por parte de seqüestradores. Eles irão preferir sempre as vítimas que estejam menos prevenidas, ou descuidadas.

QUEM SÃO AS PESSOAS ENVOLVIDAS EM GRANDES SEQÜESTROS?

Mas existem as exceções. Nos últimos anos temos visto aumentar, de modo extraordinário, o número dos chamados SEQÜESTROS RELÂMPAGOS, onde a vítima pode ser qualquer pessoa que se dirige a um caixa eletrônico para fazer um saque, ou sai de um banco aparentando ter algum dinheiro.

Esse tipo de seqüestro dura em geral poucas horas e é a própria vítima quem paga a sua libertação, depois de ser obrigada a sacar, em caixas automáticos, pequenas somas em dinheiro.

DICAS PARA PREVENIR SEQÜESTROS

Ø Se você for uma pessoa que possua muitos bens, procure levar uma vida discreta. Evite atrair a atenção de possíveis seqüestradores. Não use jóias caras em público, nem fale para os outros quanto você tem em sua conta bancária. Lembre-se de que a maioria dos roubos e seqüestros foram planejados por empregados domésticos que tinham conhecimento completo da vida financeira das suas vítimas.

Ø Evite, a todo custo, dar informações importantes por telefone; oriente seus familiares, empregados e funcionários para não responderem a perguntas relacionadas com os bens, patrimônio, viagens, horários de chegada ou saída e outras perguntas suspeitas; mesmo quando a pessoa se disser amiga, funcionária ou alegar parentesco com alguém da família.

Ø Sempre suspeite dos telefonemas solicitando determinadas informações sobre: nome dos moradores, notícia sobre viagens, promessas de prêmios ou negócios em geral, interesses sobre os hábitos da casa e outros pormenores.

Ø Evite exibir ou comentar publicamente ou na presença de empregados e funcionários os valores dos seus bens, planos de viagens, aquisições de imóveis ou bens de grande valor.

Ø Instrua as crianças, e os empregados de confiança, sobre a importância de não comentar com pessoas estranhas sobre os hábitos da casa, trabalhos ou rotinas da família.

Ø Não deixe anotações sobre negócios, extratos bancários ou talonário de cheques em lugares que possam ser vistos por empregados ou funcionários da sua empresa. O melhor é ter sempre um pequeno cofre de segredo para guardar documentos dessa natureza. Tenha muito cuidado com as suas chaves. Não dê a chance de alguém reproduzi-las.

Ø Jamais guarde as chaves da sua casa ou empresa nos locais de costume (dentro de vasos, debaixo de capachos, dentro de caixa de correios e similares). O melhor é deixar sempre cópias com algum familiar de confiança para o caso de emergência.

Ø Não coloque qualquer identificação (nome, endereço ou telefone em seu chaveiro) e, caso perca suas chaves, mande trocar o segredo das portas imediatamente e faça novas chaves. Você nunca saberá se as perdeu ou se foi roubado por um futuro seqüestrador.

Ø Mesmo que tenha muito dinheiro, evite exibir-se constantemente com carros de luxo. Se gostar de dirigir um veículo muito caro, precavenha-se com blindagem, película de escurecimento e outros dispositivos de segurança, tais como rastreamento por satélite etc.

Ø Não estacione seu veículo em locais ermos ou zonas onde os riscos de um seqüestro relâmpago sejam grandes. (veja o item CARROS). Utilize estacionamentos pagos e com guardas que fazem segurança do local.

Ø Procure variar dia a dia suas rotas, o local onde estaciona o seu veículo etc. Muitos seqüestradores selecionam suas vítimas por suas rotinas inflexíveis. Quando notam que suas prováveis presas mudam sua rotina, abandonam seus planos e partem para outros mais previsíveis.

Ø Permaneça sempre com atenção redobrada no seu carro e, se tiver que parar num sinal, procure o lado esquerdo da pista, de modo a não permitir que outro veículo pare ao seu lado (do motorista).

Ø Procure conhecer a vida pregressa dos seus empregados fixos, principalmente os domésticos (faxineiras, cozinheiras, babás, jardineiros, limpadores de piscina, vigias, porteiros etc. Não confie apenas em agências de emprego. Solicite referências e procure checar as mesmas. Peça ATESTADO DE BONS ANTECEDENTES, o qual pode ser retirado em uma delegacia de polícia. Tire fotografia dos que trabalham em sua casa e faça um dossiê completo, guardando tudo em local seguro. Essas informações podem ser valiosas ao trabalho da polícia num caso de seqüestro ou roubo à sua casa.

Ø Tenha cuidado com ex-funcionários. Desconfie daqueles que entram em sua casa e, pouco tempo depois, desaparecem ou pedem demissão. Muitos trabalham para seqüestradores e podem fornecer informações importantes sobre a sua vida e de seus familiares.

Mathias Gonzalez, brasileiro e naturalizado australiano, autor de 132 livros dedicados à filosofia, psicologia e educação.
-> Psicólogo clínico, organizacional e escolar.
-> Pós-graduado em Psicopedagogia.
-> Especialista em Educação a Distânci.
-> Mestre em Gerontologia;
-> Mestre em Tecnologia de Comunicação e Informação.
-> Doutorando em Educação

Clique aqui para ler este artigo na Artigonal.Com