Aprendendo a arte de ensinar Nutrição nas faculdades Brasília, DF

Aprenda abaixo dicas imperdíveis de como ensinar Nutrição nas faculdades. Um docente de uma instituição de ensino superior (IES) deve ser capaz de se moldar a uma grande variedade de discentes. Significa se ajustar a novas experiências, estilos e atitudes para aprender, inclusive insegurança, excesso de confiança, ansiedade, medo, preconceito e falta de motivação.

SENAC - Serviço Nacional de Aprendizagem Comercia
(61) 3313-8877
SCS Quadra 6, s/n, A Lj 246, St Coml Sul
Brasilia, DF

Dados Divulgados por
Traduções Aildasani Ltda
(61) 3223-7000
SHS Quadra 6, s/n, An 18 Sl 1801, Asa Su
Brasilia, DF

Dados Divulgados por
CFC-B Teka Auto Escola
(61) 3327-4938
SCLM Qd 703 Bl A Sl 2, s/n Asa Norte
Brasilia, DF

Dados Divulgados por
Auto Escola Aprovação
(61) 3225-3073
Sds Bl P, s/n Ed. Venâncio III Sala 212 Asa Sul
Brasilia, DF

Dados Divulgados por
Auto Escola Aprenda Fácil
(61) 3468-6600
Shin Ca 7, s/n Bl G7 Lj 100 Largo Norte
Brasilia, DF

Dados Divulgados por
Wizard
(61) 3322-1214
CLS-102, s/n, Qd 102 Bl D Lj 35, Asa Sul
Brasilia, DF

Dados Divulgados por
Auto Escola F&M
(61) 3323-9637
SDS, Bl O Te Lj 59 Ed. Venancio VI Conic Asa Sul
Brasilia, DF

Dados Divulgados por
Auto Escola Ativa Ltda
(61) 3301-5414
Sds Bl H, s 506 Asa Sul
Brasilia, DF

Dados Divulgados por
Auto Escola Octogonal
(61) 3361-1581
R AOS 4/5, S/N Bl B Lj 15 Sub Solo Área Octagonal
Brasilia, DF

Dados Divulgados por
Auto Escola Ativa Ltda
(61) 3301-5414
Sds Bl H, s 506 Asa Sul
Brasilia, DF

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Aprendendo a arte de ensinar Nutrição nas faculdades

Publicidade Ensinar é muito mais que apenas transmitir informações. Assim como aprender é mais do que simplesmente absorver o que foi ensinado. Um docente de uma instituição de ensino superior (IES) deve ser capaz de se moldar a uma grande variedade de discentes, o que significa se ajustar a novas experiências, estilos e atitudes para aprender, inclusive insegurança, excesso de confiança, ansiedade, medo, preconceito e falta de motivação.

O professor ou docente é aquele que ensina uma arte, uma ciência, uma disciplina, uma técnica. O docente é a figura central em todo processo de aprendizado. Esse profissional deve passar pela capacitação pedagógica que valorize os atos reflexivos e propicie maior conhecimento do campo da educação, permitindo repensar o fazer docente com criticidade, inovação e criatividade, à luz de uma nova realidade.

A Resolução nº 380/05, do Conselho Federal de Nutricionistas (CFN), coloca que compete ao nutricionista, no exercício de suas atribuições na área da Docência, dirigir, coordenar e supervisionar cursos de graduação em Nutrição; ensinar matérias profissionais dos cursos de graduação em Nutrição e das disciplinas de Nutrição e Alimentação nos cursos de graduação da área de saúde e outras afins.

Para realizar as atribuições definidas, no âmbito do ensino, da pesquisa e da extensão, o nutricionista deverá desenvolver as seguintes atividades obrigatórias:

· Planejar, organizar e dirigir as atividades técnicas e administrativas do ano letivo;

· Planejar, organizar, dirigir, participar e controlar atividades de ensino, pesquisa e extensão;

· Responsabilizar-se pela orientação e supervisão acadêmica (monitoria, estágios curriculares e complementares, iniciação científica, entre outros);

· Orientar e/ou assistir aos alunos em suas atividades complementares;

· Promover, participar e divulgar estudos e pesquisas na sua área de atuação;

· Elaborar o plano de trabalho anual, contemplando os procedimentos adotados para o desenvolvimento das atribuições;

· Orientar e supervisionar estágios curriculares;

· Conhecer o projeto pedagógico do curso e o programa das disciplinas;

· Encaminhar ao coordenador de curso os relatórios, avaliações e informações periódicas, bem como mantê-lo permanentemente informado sobre o desenvolvimento das atividades acadêmicas;

· Registrar as ocorrências técnicas e disciplinares com o objetivo de garantir a qualidade no desenvolvimento das atividades;

· Avaliar as atividades dos alunos, informando-os periodicamente sobre seu desempenho;

· Estimular permanentemente no aluno uma postura ética, por ações e/ou exemplos;

· Colaborar com as autoridades de fiscalização profissional.

E ficam definidas como atividades complementares do nutricionista para realizar as atribuições definidas no âmbito do ensino, da pesquisa e da extensão:

· Planejar, organizar e/ou participar de eventos científicos promovidos pela instituição de ensino superior (IES);

· Participar de colegiados acadêmicos vinculados ao ensino, pesquisa e extensão;

· Participar de grupos e comissões de trabalho.

Para conseguir executar essas atribuições e fazer os alunos aprenderem de maneira eficaz é necessário que o professor identifique alguns aspectos importantes em sala de aula. O professor precisa saber se comunicar com os alunos de modo adequado e com eficiência, verificar as habilidade de cada aluno e trabalhar para que este consiga desenvolvê-las satisfatoriamente, encorajar a criatividade dos alunos, ensina-los a melhor forma de escrever e se comunicar, estimular seu interesse pela sua disciplina (mostrar ao aluno a parte prática), promover a integração entre os alunos e gostar do que faz. O nutricionista deve contemplar com sabedoria todos esses atributos na atividade de docência.

Serviço:
(∗) Dra. Liliana Paula Bricarello é nutricionista; Mestre em Ciências aplicadas a Cardiologia pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP/EPM); especialista em Nutrição em Cardiologia pela Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo (Socesp); especialista em Distúrbios Metabólicos e Risco Cardiovascular pelo Centro de Extensão Universitária (CEU); especializanda em Bioética pelo Centro Universitário São Camilo; docente do curso de graduação em Nutrição e do curso de pós-graduação em Nutrição Clínica do Centro Universitário São Camilo; vice-diretora do Departamento de Nutrição da Socesp; e conselheira do CRN-3 - Comissão de Ética e Comissão de Formação Profissional - Triênio 2005-2008.

Nota: É proibida a reprodução deste texto em qualquer veículo de comunicação sem a autorização expressa do autor. Só serão permitidas citações do texto desde que acompanhadas com a referência/crédito do autor.

Fonte: Dra. Liliana Paula Bricarello∗

Clique aqui para ler este artigo na Portal Nutrição