Aprendendo a atrair o amor e se apaixonar Brasília, DF

Aprenda a atrair o amor e a se entregar a uma paixão avassaladora que te tire os pés do chão. É preciso fazer algo para voltar a sentir prazer em viver. A melhor forma de atrair a paixão e o amor é recuperar o contato interno e reorganizar a capacidade de se relacionar.

Studio Screen Sinalização Visual
(61) 245-5245
r CLS, 116, bl c sl 121, Asa Sul
Brasília, DF
 
Ingrid Rocha Comunicações
(61) 226-0186
r SCS Q, 1, bl f an 10
Brasília, DF
 
Henrique JL Pontes
(61) 322-3508
r Srts Q, 701, sl 526
Brasília, DF
 
Ronaldo F Santoro
(61) 225-0596
r SCS Q, 1, bl g sl 1704
Brasília, DF
 
Tulio Ca Barbosa
(61) 336-2873
r Sig Cj E, 6
Brasília, DF
 
Luiz G Theodoro
(61) 468-7628
r Mln Mi TR, 3, cj 4 cs 35
Brasília, DF
 
Attuale Prod Promocionais
(61) 363-3708
st SAM, 1, lot 1270, Asa Norte
Brasília, DF
 
Vanessa PP Almeida
(61) 362-9170
r Cco Cruzeiro, 20, sl 317
Brasília, DF
 
Cia Água e Esgotos Brasília Caesb
(61) 387-3866
r 18
Brasília, DF
 
Cia Água e Esgotos Brasília Caesb
(61) 333-5517
r 300, 10
Brasília, DF
 

Aprendendo a atrair o amor e se apaixonar

Autoconhecimento e escolhas amorosas

Se você acredita que o caminho para melhorar seus relacionamentos passa pelo reconhecimento de quem você é, chegou o momento de pensar como a imagem de si mesmo foi construída.

O corre-corre da vida é tão estressante, estamos tão distanciados de alguns aspectos de nós mesmos que sequer os reconhecemos como sendo nossos, ainda assim eles influenciam nossos pensamentos, palavras e escolhas. Também determinam inexoravelmente o modo como nos comportamos, nos comunicamos, percebemos a vida e nos apaixonamos.

Certamente você já parou para pensar sobre quem é. De onde veio. Para onde vai.

Quando nos referimos a nós mesmos normalmente o fazemos em termos de nossas profissões – sou médico, professora, cantora, mecânico. Ou de nossos parentescos – somos sempre filhos, mulheres, maridos, pai ou mãe de alguém.

Podemos também nos referir a nossas origens, pois trazemos impressos em nós a cultura de nosso estado ou país de origem; a religião de nossa comunidade; os mitos e valores familiares etc. Isso diz quem você é?

A resposta é sim e não. Você é tudo isso, mas é também a combinação da herança de conhecimentos e valores transmitida geneticamente por seus ancestrais, somada às experiências e relacionamentos que vem acumulando durante a vida – o que significa que você é completo, porém inacabado.

O modo como seu organismo combina a genética com as vivências formata sua estrutura, enriquece seu mundo interno e faz a diferença. Conhecer sua combinação é o que chamamos em Orgonoterapia de fazer contato consigo mesmo.

No entanto, processos como a desconexão perceptiva e a ausência de si perturbam a habilidade de fazer contato. Dessa forma você já deve ter sentido que ora está muito separado de suas sensações e sentimentos e hiperligado nas coisas do mundo. Ora se sente fundido, colado em si mesmo e com dificuldade para se relacionar com outras pessoas.

A técnica para recuperar o contato consigo mesmo é muito simples.

Arrume a casa

Pare por um instante, feche os olhos e preste atenção a sua respiração – não controle nem tente mudá-la, apenas observe como o ar entra e sai de seus pulmões; como seu peito e costelas se movimentam.

Enquanto isso visualize os pensamentos que atravessarem sua mente e as sensações que surgirem. Não se prenda a nada, apenas observe e deixe passar.

Essa é uma das formas mais simples de manter-se presente e de buscar o autoconhecimento. Permite desligar o piloto-automático e desfrutar um momento de descanso das cobranças e pressões impostas pelos outros, mas também da auto-exigência criada por você mesmo.

Dessa forma, sua percepção é poupada dos estímulos excessivos e você recupera parte dos recursos energéticos e comunicacionais de que precisa para encontrar as respostas às suas inquietações.

Inclua essas pausas em seu cotidiano e verá que o breve descanso torna seus pensamentos mais claros e escolher o que manter e o que mudar na vida será mais fácil. Você conseguirá reconhecer seus desejos e não ficará à mercê do que é imposto pelos outros, também se prevenirá de projetar sua necessidade de segurança afetiva em relacionamentos, aquisições materiais ou em qualquer coisa fora de si.

Aqui e Agora

Manter-se presente é um exercício que, com um pouco de dedicação, se torna um estado de espírito. É o caminho para a maturidade afetiva, facilita a vida de quem busca interdependência e autonomia nos relacionamentos e pode trazer inúmeros benefícios, entre eles:

  • O nível de seu amor próprio aumenta;
  • Você finalmente reconhece seu direito, e merecimento, de amar e ser amado;
  • Sua intercomunicação se amplia e será mais capaz de dizer ao outro o que precisa e deseja do relacionamento;
  • Neutraliza sua ansiedade pelo que ocorrerá no futuro;
  • Liberta você do passado, independente dele ter sido bom ou ruim, pois suportará as emoções e sentimentos no aqui e agora;
  • Escolhe melhor como demonstrar seu amor;
  • Você poderá assumir a responsabilidade por suas escolhas e dificilmente se enganará quanto a compatibilidade de gênios.
Sueli Nascimento

Analista reichiana.Consultora Associada da FLUIR Desenvolvimento Social e Humano.

Clique aqui para ler este artigo na Artigonal.Com