Aprendendo a fazer uma redação perfeita Brasília, DF

Hoje saber construir uma boa redação é inquestionavelmente essencial para qualquer pessoa. Argumentamos a todo tempo, mas e na hora de organizar estes argumentos no papel, como o fazemos? Sobre este assunto é que este artigo se desenvolve.

Wizard
(61) 3322-1214
CLS-102, s/n, Qd 102 Bl D Lj 35, Asa Sul
Brasilia, DF

Dados Divulgados por
SENAC - Serviço Nacional de Aprendizagem Comercia
(61) 3313-8877
SCS Quadra 6, s/n, A Lj 246, St Coml Sul
Brasilia, DF

Dados Divulgados por
CFC-B Teka Auto Escola
(61) 3327-4938
SCLM Qd 703 Bl A Sl 2, s/n Asa Norte
Brasilia, DF

Dados Divulgados por
Auto Escola Aprovação
(61) 3225-3073
Sds Bl P, s/n Ed. Venâncio III Sala 212 Asa Sul
Brasilia, DF

Dados Divulgados por
Auto Escola Aprenda Fácil
(61) 3468-6600
Shin Ca 7, s/n Bl G7 Lj 100 Largo Norte
Brasilia, DF

Dados Divulgados por
Traduções Aildasani Ltda
(61) 3223-7000
SHS Quadra 6, s/n, An 18 Sl 1801, Asa Su
Brasilia, DF

Dados Divulgados por
Auto Escola Ativa Ltda
(61) 3301-5414
Sds Bl H, s 506 Asa Sul
Brasilia, DF

Dados Divulgados por
Auto Escola F&M
(61) 3323-9637
SDS, Bl O Te Lj 59 Ed. Venancio VI Conic Asa Sul
Brasilia, DF

Dados Divulgados por
Auto Escola Octogonal
(61) 3361-1581
R AOS 4/5, S/N Bl B Lj 15 Sub Solo Área Octagonal
Brasilia, DF

Dados Divulgados por
Wizard
(61) 3322-1214
CLS-102, s/n, Qd 102 Bl D Lj 35, Asa Sul
Brasilia, DF

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Aprendendo a fazer uma redação perfeita

Calma, como o prometido, vamos estudar o texto argumentativo demonstrativo. O que é isso?

É um texto que tem por objetivo lançar argumentos (argumentativo) com fundamento em fatos (demonstrativo). Quando o texto argumentativo não apresenta fatos, mas sim elementos de convencimento, recebe o nome de texto argumentativo persuasivo, neste o objetivo é o de persuadir.

Iremos fazer um estudo detalhado, portanto quero conscientizar o leitor de que a importância de produzir bem uma redação hoje é bastante visível em provas de vestibular, testes para empregos e outras avaliações onde, muitas vezes o peso na nota é de até 50 %. Antes de ler os próximos textos pense nisto, vai te animar a continuar esta leitura.

Por que é tão difícil?

Você já parou para pensar quantas críticas produzimos em nosso dia-a-dia? Já percebeu quantas vezes utilizamos informações de jornais, artigos ou revistas para falar mal ou bem dos nossos governantes ou de um time de futebol? Já parou para pensar em quantos momentos de nossas vidas nos armamos de piadas para desacatar a imagem da nossa tão gentil sogra? Pois bem, estamos argumentando.

A dificuldade não está em argumentar, isso fazemos todos os dias. Quando é proposto um tema, sempre temos a nossa opinião, porém, quando simplesmente a falamos, usamos técnicas comuns do nosso cotidiano, mas na hora de formar uma seqüência de idéias e organizá-las em uma redação, a dificuldade é fulminante. 

Isso acontece porque não sabemos controlar nossos pensamentos, estamos acostumados a pensar e falar, sendo que para escrever é necessário organizar tudo em nossa mente e depois seguir uma linearidade. Não basta ter uma opinião formada sobre o assunto, precisa também da identificação das diferentes importâncias e utilidades de cada idéia que possuímos em mente.

Vou estruturar uma redação em quatro pontos, o posicionar, o problematizar, o argumentar e o concluir.

Posicionar

Quando for escrever uma redação, a primeira coisa que você deve fazer é tomar um posicionamento sobre o assunto, ou seja, defender uma tese. Após a decisão de qual é, todo resto do texto deverá estar coerente com esta posição.

Para ser mais claro, estamos na parte da introdução, não comece escrevendo o que vem à mente, mas estruture bem seu texto com concisão, isso porque não adianta fazer rodeios, deve ir direto ao ponto.

Comece explicando o tema em uma frase curta fazendo dela a ideal principal, depois demonstre sua opinião quanto ao assunto de forma sutil e prepare caminho para o desenvolvimento.

Lembre-se que determinar a quantidade de linhas a serem utilizadas não cabe a mim, a este ponto, você deve fazer uso do bom senso para trabalhar com esta introdução de forma proporcional ao texto. Apenas aconselho que se a redação for de tamanho convencional em provas (uma página de caderno), tente limitar esta parte a um parágrafo, em casos extremos, no máximo dois.

Problematizar

Esta é a parte conectiva do texto. Problematizar é a ligação entre a introdução e o desenvolvimento. Para isso, o escritor deve elevar o assunto apresentado e mostrar a importância que existe na discussão sobre ele.

Quando escrevemos sobre a situação da política nacional, antes de argumentarmos o que a levou a um estado de calamidade (se esta for a intenção exposta no posicionamento), precisamos mostrar este estado através de exemplos do cotidiano ou revelar informações inéditas, verdadeiras e de interesse do leitor. Estas informações podem ser estatísticos, de valor monetário entre outros desconhecidos pela maior parte da sociedade.

Argumentar

Como já foi dito, argumentar é parte ativa do nosso cotidiano. Argumentamos sempre, mas quando devemos organizar estas argumentações de forma escrita tudo se torna uma imensa dificuldade.

Esta é a parte mais importante do texto argumentativo, os argumentos trabalham a opinião do escritor e a busca por conquistar esta mesma opinião no leitor.

Argumentar é persuadir racionalmente, a intenção do texto argumentativo é informar, convencer e emocionar.

]

Concluir

Em visão geral, qualquer texto devidamente iniciado e coerentemente explanado torna-se inútil se não houver uma conclusão. Um exemplo é o texto verbal oral, mais precisamente em um discurso mais formal. Este possui uma relação muito intima com o texto escrito argumentativo, pois o objetivo é o de convencer o interlocutor.

Não adianta um assunto ser bem elaborado e apresentado se não for concluído. Isso geralmente acontece quando o tempo do discurso é extrapolado (se o texto for oral), ou quando o limite de linhas esta perto de ser ultrapassado (se o texto for escrito).

  1.  

Para que este erro não aconteça, cabe ao locutor construir um texto bem estruturado desde o início. A arte da escrita não esta em usar uma quantidade extravagante de palavras, mas saber economizá-las conseguindo produzir emoção e ao mesmo tempo transmitir o conhecimento pretendido.

A conclusão deve ser precisa, quando existe muitas voltas em torno da finalização do assunto, fica claro que o assunto não foi devidamente tramitado pelas demais etapas.

Ao concluir deve ser apontada uma solução para o que foi problematizado, ou ao menos invocar no leitor o desejo de encontrar por si uma.

A este ponto o texto argumentativo demonstrativo está concluído, então resta uma ultima prática, lê-lo com a visão do interlocutor, construir críticas e corrigir as partes que necessitam desta correção.

Rogério de Jesus

Rogério de Jesus Nascimento escreve artigos sobre comunicação em termos gerais, sua especialidade é a literatura bíblica e análise textual bíblia.Lecionou durante seis anos na EBD em mairinque e participou de várias conferências sobre´Bíblia, comunicação, literatura et cetera.O objeto de estudo, textualidade, também aborda a polêmica da Bíblia como obra literária ou não, trabalho de conclusão de curso na Universidade Paulista.

Clique aqui para ler este artigo na Artigonal.Com