Aumente sua inteligência Brasília, DF

Aprenda técnicas de aprendizado no artigo abaixo. Ler não é a mesma coisa que estudar. A leitura é um ato de prazer, de lazer. É um hábito e deve ter um espaço crescente na vida das pessoas. Mas só a leitura ainda não é estudo.

Auto Escola Aprovação
(61) 3225-3073
Sds Bl P, s/n Ed. Venâncio III Sala 212 Asa Sul
Brasilia, DF

Dados Divulgados por
Auto Escola Ativa Ltda
(61) 3301-5414
Sds Bl H, s 506 Asa Sul
Brasilia, DF

Dados Divulgados por
Traduções Aildasani Ltda
(61) 3223-7000
SHS Quadra 6, s/n, An 18 Sl 1801, Asa Su
Brasilia, DF

Dados Divulgados por
CFC-B Teka Auto Escola
(61) 3327-4938
SCLM Qd 703 Bl A Sl 2, s/n Asa Norte
Brasilia, DF

Dados Divulgados por
Auto Escola Aprenda Fácil
(61) 3468-6600
Shin Ca 7, s/n Bl G7 Lj 100 Largo Norte
Brasilia, DF

Dados Divulgados por
Wizard
(61) 3322-1214
CLS-102, s/n, Qd 102 Bl D Lj 35, Asa Sul
Brasilia, DF

Dados Divulgados por
SENAC - Serviço Nacional de Aprendizagem Comercia
(61) 3313-8877
SCS Quadra 6, s/n, A Lj 246, St Coml Sul
Brasilia, DF

Dados Divulgados por
Auto Escola F&M
(61) 3323-9637
SDS, Bl O Te Lj 59 Ed. Venancio VI Conic Asa Sul
Brasilia, DF

Dados Divulgados por
Auto Escola Octogonal
(61) 3361-1581
R AOS 4/5, S/N Bl B Lj 15 Sub Solo Área Octagonal
Brasilia, DF

Dados Divulgados por
Auto Escola Ativa Ltda
(61) 3301-5414
Sds Bl H, s 506 Asa Sul
Brasilia, DF

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Aumente sua inteligência

Estamos reiniciando um novo período de estudos, e em funçãodisso aqui apresentamos algumas sugestões de como estudar com mais proveito,melhorando a compreensão do que está nos livros ou cadernos. São sugestões quepodem ser melhor desenvolvidas junto com os professores que podem acrescentar aestas, suas próprias técnicas de estudo, com o objetivo de ajudar o aprendiz asuperar o emaranhado de informações e novidades que o processo escolar lhepropõe.

O estudante não deve se acanhar em perguntar, pois osprofessores gostam de mostrar e partilhar seu saber. Caso não gostassem não seriamprofessores! Além disso, sua dúvida pode ser a mesma de vários outroscolegas...

Ler não é a mesma coisa que estudar. Podemos tomar um livroe lê-lo. Mas isso não significa que estejamos estudando. Podemos dizer quelemos um romance, uma novela, uma poesia, um conto. Mas só a leitura não servepara o estudo de um texto científico ou didático.

A leitura é um ato de prazer, de lazer. É um hábito e deveter um espaço crescente na vida das pessoas. Mas só a leitura ainda não éestudo.

O ato de estudar exige: interesse, vontade, perspicácia,dedicação, concentração. Podemos dizer que o ato de estudar exige método etécnica: é possível aprender a estudar.

É evidente que a leitura é um pré-requisito para o estudo.Mas não está estudando quem apenas lê. O que se faz necessário é, ao estudar,ir além da leitura. É necessário ler estudando.

Por esse motivo é que, para estudar, podemos utilizaralgumas técnicas e com elas aprender a estudar. E com isso podermos fazer umestudo mais rendoso, prazeroso. Mas para isso é necessário não parar naleitura.

Além de saber ler o estudante precisa saber mais algumascoisas. O estudante supera o leitor porque sabe utilizar-se de ferramentasobjetivas e subjetivas.

As ferramentas SUBJETIVAS são aquelas que exigemmotivação. Trata-se, nesse caso de um processo interno. Torna-se impossívelestudar se não houver:

DISCIPLINA E DEDICAÇÃO contínuas: não se pode parar noprimeiro obstáculo ou no momento que chega o cansaço. É necessário ir além docansaço.

INTERESSE E VONTADE são condições necessárias para superar ocansaço. Não adianta um bom professor ou excelentes livros e materiaisdidáticos. Sem vontade nada se constrói. A vontade supera a inteligência. Aliása pessoa inteligente é aquela que domina e administra sua vontade.

ATENÇÃO E CONCENTRAÇÃO também se constrói a partir davontade. Quando se quer busca-se alternativas para superação das distrações.Existem técnicas para isso. Busque orientação de seus professores para isto,também. Cada um deve ter uma sugestão a dar.

(uma técnica para evitar distrações é manter ao lado umlápis e um papel. Cada vez que surgir uma distração anote-a no papel, paravoltar a ela depois do estudo. Anotada a distração, voltar ao estudo, sem apreocupação de esquecer a idéia paralela, pois ela já está anotada)

Ter OBJETIVOS. Estudante é aquele que por si mesmo ou com aajuda de professores estabelece objetivos. Precisa saber onde quer chegar comos conhecimentos adquiridos. Quem sabe onde quer chegar pode melhor escolher oscaminhos que o levem ao ponto desejado.

Não vale a pena perder tempo estudando só por que oprofessor falou ou por que alguém cobra notas. É necessário saber onde querchegar e começar a trilhar o caminho que o leva a esse destino. A escola e osprofessores são auxiliares na caminhada.

As ferramentas Objetivas são as TÉCNICAS que se podeutilizar para atingir os objetivos. O estudante que se propõe objetivos precisadesenvolver técnicas de estudo.

Na realidade estudar é Pesquisar. E a pesquisa podeser feita de duas formas: através da bibliografia ou em campo.

Pesquisa de Campo: realiza-se quando opesquisador-estudante sai da sala de aula, vai a algum lugar específico paraobservar, entrevistar, fotografar, gravar, filmar. Enfim vai coletar dados parao seu estudo.

Pesquisa Bibliográfica: é realizada a partir daconsulta aos livros, revistas, jornais ou outros documentos escritos. Apesquisa bibliográfica exige uma técnica específica: a compreensão do que foilido.

A compreensão do que se lê, também exige técnica. Umaprimeira verdade a respeito da compreensão do que se lê (estuda) é que não seapreende todo o significado e o sentido de um texto apenas com uma leitura. Sãonecessárias várias.

A partir da segunda leitura pode-se ir selecionandopalavras, frases ou parágrafos que contenham idéias importantes. Essas podemser grifadas ou destacadas de alguma outra forma.

O estudante deve prestar atenção, também à pontuação.Ler corretamente os sinais de pontuação já é meio caminho em direção ácompreensão do sentido do texto. A pontuação não é colocada apenas paraenfeitar o texto, mas para conferir-lhe sentido.

O estudante precisa, também, prestar atenção às expressões:explicativa, adversativas, alternativas, conclusivas, enumerativas, entreoutras.

Estas são algumas dicas que podem ajudar aos estudantes.Entretanto para que dêem resultado precisam ser levadas a sério pelo aluno epelo professor que é, na realidade, um orientador de estudos. Para isso oprofessor deve ajudar a desenvolver, no aluno: disciplina, aplicação e vontade.

Neri de Paula Carneiro – Mestre em Educação, Filósofo,Teólogo, Historiador.

Leia mais: < http://falaescrita.blogspot.com/ >;< http://ideiasefatos.spaces.live.com >;

;;

Clique aqui para ler este artigo na WebArtigos.com