Cadeia produtiva de orgânicos Brasília, DF

Produção de Insumos - Consiste na produção de mudas, sementes, adubos, fertilizantes, controladores de pragas e doenças, defensivos, embalagens e outros itens necessários ao manejo orgânico de uma área ou propriedade. A maior parte desses agentes é formada por produtores ou pequenas empresas dedicadas exclusivamente a esse nicho de mercado. Leia mais no artigo abaixo.

Academia Wanja Motta
(61) 3487-5838
Sobradinho
Brasília, DF
 
CARAMELLO PERSONAL TRAINER DF
(61) 9627-9668
SHCES QUADRA 707 BLOCO E AP/301
BRASILIA, DF
 
CORPO EM FORMA NUTRIÇÃO ESPORTIVA
(61) 3967-9374
CNB 06 LOTE 13 LOJA 02
BRASILIA, DF
 
CARAMELLO PERSONAL TRAINER DF BSB
(61) 9627-9668
SHCES QUADRA 707 BLOCO E AP/301
BRASILIA, DF
 
Supermercado Patoense Ltda
(61) 358-1212
r Qs, 406, lot 2 cj c lj 3
Brasília, DF
 
Programa Fit Mama - Exercícios na gestação
(61) 9306-1963
911 norte
Brasilia, DF
 
PERSONAL TRAINER PROF.CARAMELLO - DF - BSB - BRASILIA
(61) 9627-9668
SHCES 707 BL.E AP/301 -
BRASILIA, DF
 
SPAÇO UNO PILATES
(61) 3322-9411
SRTVS Q 701 BL O MULTIEMPRESARIAL SALA 101/102
BRASILIA, DF
 
Hei Long
(61) 9255-1259
Lago sul
Brasília, DF
 
Walteno F Moraes
(61) 556-7888
r Ae, 11
Brasília, DF
 

Cadeia produtiva de orgânicos

Produção de Insumos - Consiste na produção de mudas, sementes, adubos, fertilizantes, controladores de pragas e doenças, defensivos, embalagens e outros itens necessários ao manejo orgânico de uma área ou propriedade. A maior parte desses agentes é formada por produtores ou pequenas empresas dedicadas exclusivamente a esse nicho de mercado. O crescimento do setor atraiu grandes empresas produtoras de agroquímicos e sementes que recentemente começaram a lançar produtos apropriados à utilização em áreas sob manejo orgânico.

Produção Agropecuária - Proprietários rurais e empresas agropecuárias compõem esse segmento, com importante diferenciação: as empresas, em geral, dedicam-se à produção de commodities e são verticalizadas, atuando também no processamento secundário. Os pequenos proprietários em sua maioria dedicam-se à produção de hortifrutigranjeiros e são ligados a associações de produtores, cooperativas ou empresas de processamento, responsáveis pela comercialização. Eventualmente, fazem comercialização direta em feiras de produtores.

Processamento Primário - Trata-se de empresas, cooperativas ou associações de produtores que atuam na coleta de produção regional e fazem seleção, higienização, padronização e envase de produtos a serem consumidos in natura e são responsáveis pelo transporte e comercialização da produção. Das empresas, muitas iniciaram a atividade com produção própria e se expandiram incentivando a produção regional.
Não raro, fornecem insumos e assistência técnica, reproduzindo, em parte, o processo de integração de outras cadeias produtivas agroalimentares. Em geral, possuem marca própria, e algumas administram stands em lojas de supermercados. Podem atuar tanto no mercado interno quanto em exportação. Uma parte de suas vendas é feita diretamente ao consumidor através de entregas domiciliares, mas também vendem às indústrias para processamento secundário, embora ainda não seja muito usual.

Processamento Secundário - Uma gama variada de indústrias compõe esse segmento, desde tradicionais indústrias de alimentos a pequenas indústrias, algumas quase artesanais. Podem ser dedicadas integralmente a essa atividade, ter linhas de produção específicas ou utilizar linhas de produção convencionais para processar orgânicos. Boa parte tem o suprimento de matéria-prima proveniente de sua própria produção (a linha orgânica é verticalizada), mas pode também captar de produtores ou processadores primários a matéria-prima necessária.

Distribuição - Nessa função, o agente é responsável pela comercialização dos produtos que foram submetidos a processamento primário e/ou secundário, envolvendo lojas de produtos naturais, lojas especializadas em hortifrútis e supermercados. Ele detém boa parte do conhecimento das preferências do consumidor e da quantidade demandada pelo mercado. Essas informações, quando repassadas aos seus fornecedores, permitem o planejamento da produção.

Consumo - Aqui também estão incluídos os consumidores institucionais (restaurantes, lanchonetes, empresas etc.), que, embora não determinem a preferência do consumidor final, exercem importante influência.

Certificação - As instituições certificadoras têm importante papel nessa cadeia produtiva, uma vez que a sua credibilidade é determinante da confiança que distribuidores e consumidores devotam ao produto oferecido.

Fonte: Equipe Portal Orgânico - Ricardo Cerveira

Clique aqui para ler este artigo na Portal Agricultura