Cerveja pode servir como fonte de hidratação Cuiabá, Mato Grosso

Pesquisa revela que a cerveja é capaz de recuperar as perdas hídricas. Confira o curioso estudo sobre as propriedades da cerveja. Avalie também, a opinião do professor de educação física Diesi Ventura sobre o assunto.

Jubert Sanches Cibantos Filho
(65) 3623-4023
Rua General Neves 111
Cuiaba, Mato Grosso
Especialidade
Cirurgia Plástica

Dados Divulgados por
Carlos Alberto A Maranhao
Av 31 - de Marco 889
Cuiaba, Mato Grosso
Especialidade
Cirurgia Plástica

Dados Divulgados por
Henrique S Laboissiere
(65) 3623-2079
av das Flores, 843 s 34 Jardim Cuiabá
Cuiabá, Mato Grosso

Dados Divulgados por
Dulciyara Lopes, Drª
(65) 3023-9001
Tv Léo Edilberto Griggi, 75 Goiabeiras
Cuiabá, Mato Grosso

Dados Divulgados por
Dra Maria do Socorro Cirurgiã Plástico
(65) 3623-8521
r Cmte Costa, 1496 Revivere Centro Sul
Cuiabá, Mato Grosso

Dados Divulgados por
Magno Stefani Cezar
Av. Presidente Marques 437
Cuiaba, Mato Grosso
Especialidade
Cirurgia Plástica

Dados Divulgados por
Clínica Magno Cézar
(65) 3623-5122
av Pres Marques, 441 Santa Helena-Quilombo
Cuiabá, Mato Grosso

Dados Divulgados por
Med K Prod e Serv Médico Hospital e Laboratorial
(65) 3626-3997
av José Rodrigues do Prado, 252 Santa Rosa
Cuiabá, Mato Grosso

Dados Divulgados por
Tiago, José S
(65) 3623-5986
r Cândido Mariano, 990 Quilombo
Cuiabá, Mato Grosso

Dados Divulgados por
Draúzio Antônio Medeiros
(65) 3624-3713
av Isaac Póvoas, 1124
Cuiabá, Mato Grosso

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Cerveja pode servir como fonte de hidratação

quinta-feira, 9 de julho de 2009

Segundo o estudo, a cerveja é capaz de recuperar as perdas hídricas, assim como a água

A cerveja contém 95% de água e é a bebida alcoólica com menor gradação (5% em média). Uma tulipa de 200 mil possui 90 calorias, o mesmo que um copo de suco de laranja.

Além de matar a sede e relaxar, esta bebida, que é adorada por grande parte da população, ajuda na recuperação após a prática esportiva. Assim afirmou o CSIC (Conselho Superior de Investigações Científicas) da Espanha, que apresentou um estudo defendendo o consumo moderado da cerveja para os atletas como fonte de hidratação diária.

O estudo “Idoneidade da cerveja na recuperação do metabolismo dos desportistas”, apresentado terça-feira (7), foi baseado em relatórios e pesquisas de especialistas em medicina , fisiologia e nutrição da Universidade de Granada com o aval do CSIC. De acordo com o documento, os componentes da cerveja ajudam na recuperação do metabolismo hormonal e imunológico depois da prática desportiva de alto rendimento, além de favorecer a prevenção de dores musculares.

A tese é defendida pelo cardiologista e ex-jogador de basquete da seleção espanhola, Juan Antonio Corbalán. O estudo foi realizado em dois anos e recomenda o consumo de três tulipas de 200 mil de cerveja (ou de 20g a 24g de álcool) para homens e duas para mulheres (10g a 12g) por dia; volume que os autores do relatório definem como moderada.

Para chegar a esta conclusão de consumo na dieta de desportistas, os cientistas fizeram pesquisas com 16 atletas universitários, com idades entre 20 e 30 anos, em boa forma física e que alcançavam uma VAM (Velocidade Aeróbica Máxima) de 14km/h.

Os testes foram feitos durante três semanas em baterias diárias de uma hora de corrida, sob o calor de 35ºC, 60% de umidade relativa e duas horas de pausa para hidratação. Neste intervalo, os atletas bebiam água ou cerveja (máximo de 660 ml), alternando as bebidas em cada pausa de hidratação para comparar resultados.

A conclusão foi que a cerveja permitia recuperar as perdas hídricas e as alterações do metabolismo tão bem quanto a água, levando em conta parâmetros indicativos, como: composição corporal, inflamatórios, imunológicos, endócrino-metabólicos e psicocognitivos (coordenação, atenção campo visual, tempos de percepção-reação, entre outros) para comprovar que o álcool não afetava a atividade de hidratação.

"O valor nutritivo atribuído à cerveja é exagerado, já que muitos dos nutrientes do grão são perdidos no processo de fermentação. Há contradições entre os trabalhos, mostrando os benefícios e malefícios; porém, vêm sendo muito estudados em razão dos antioxidantes naturais da cerveja, protegendo o coração e controlando o colesterol. A dica é realizar o consumo com moderação. No entanto, pessoas com gastrite, diabetes, nível de triglicérides alto, antecedentes de alcoolismo na família, dentre outras doenças, não devem realizar o consumo nem mesmo moderadamente", é o que explica a nutricionista e tutora do Portal Educação , Ana Paula Leão Rossi.

A recomendação, no caso dos desportistas, é beber durante as refeições, evitando momentos antes de praticar exercícios ou logo depois. O intervalo indicado para a cervejinha da hidratação é de duas horas antes ou depois de suar.

O professor de Educação Física e tutor do Portal Educação , Diesi Souza Ventura, acredita que “há necessidade de mais estudos e de uma amostra maior para que esses resultados possam ser levados realmente a sério. Sabe-se que o álcool é considerado uma droga lícita no Brasil, e uma ideia inadequada ou estudos não conclusivos podem disseminar uma cultura da ingestão de bebida alcoólica como possível repositor hidroeletrolítico. Ainda sugiro a ingestão de água como fonte confiável para reposição hídrica”.

Fonte: Assessoria de Imprensa - Portal Educação

Clique aqui para ler este artigo na Portal Esporte