Combate aos fungos com calda viçosa Rio Branco, Acre

Tratamento preventivo contra doenças fúngicas e nutriente foliar. A Calda Viçosa é uma variação da Calda Bordalesa, sendo na verdade uma mistura da Calda Bordalesa com micronutrientes. O artigo abaixo ensina como preparar e quais sao as plantas que podem ser utilizados.

Academia Peefformace
(68) 3225-8577
tv Habitasa, 95 Ceramica
Rio Branco, Acre

Dados Divulgados por
Noronha & Noronha Ltda - Me
(68) 3226-9129
r Deodoro,Mal, 44, Sj 6, Centro
Rio Branco, Acre

Dados Divulgados por
Personal Trainning Academia
(68) 3227-5765
r Ludislau Ferreira, 1257qd 6 it 13
Rio Branco, Acre

Dados Divulgados por
Park Fitnnes Academia Ltda
(68) 3224-7238
av Ceará, 395, Cadeia Velha
Rio Branco, Acre

Dados Divulgados por
Roney Mario De Souza
(68) 3223-6924
r Francisco Mangabeira, 315, Bosque
Rio Branco, Acre

Dados Divulgados por
Kimbra Nutriçao Esportiva
(68) 9972-8071
r Rio De Janeiro ,1670 Floresta
Rio Branco, Acre

Dados Divulgados por
Estudo de dança e Academia Arabesque
(68) 9202-7653
r Quintino Bocaiuva,1736, Bosque
Rio Branco, Acre

Dados Divulgados por
Federacao da Agricultura e Pecuaria do Estado do Acre
(68) 3224-1035
r Guiomard Santos, 335, Bsq
Rio Branco, Acre

Dados Divulgados por
Centro de Lazer Status Ltda
(68) 3227-7070
r Isaura Parente, 2820, Estação Experimental
Rio Branco, Acre

Dados Divulgados por
Movimento Academia
(68) 3224-4898
r Primavera, 239, Bxa Da Colina
Rio Branco, Acre

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Combate aos fungos com calda viçosa

Tratamento preventivo contra doenças fúngicas e nutriente foliar. A Calda Viçosa é uma variação da Calda Bordalesa, sendo na verdade uma mistura da Calda Bordalesa com micronutrientes, dando excelentes resultados por favorecer os mecanismos de defesa da planta.

Foi desenvolvida a partir da calda bordalesa pela Universidade Federal de Viçosa. É recomendada para controle de diversas doenças: antracnose em cucurbitáceas; cercosporiose em beterraba e cafeeiro; mancha de alternária e requeima em tomateiro; míldios e manchas foliares em abobrinha, alface, alho, cebola, chicória, couve, cucurbitáceas e podridão de esclerotinia em alface e chicória. Em culturas perenes, também exerce controle satisfatório de doenças de origem fúngica que ocorrem na parte aérea das plantas e por ser complementada com sais minerais (cobre, zinco, magnésio e boro) também funciona como adubo foliar.

Ingredientes para preparar 100 litros de calda

500 g de cal virgem
200 g de ácido bórico
500 g de sulfato de cobre
800 g de sulfato de magnésio
200 g de sulfato de zinco
400 g de uréia∗
∗para uso em agricultura orgânica não é permitido o uso da uréia

Modo de preparo

Para a preparação de 100 litros da calda é necessário dissolver 500 g de cal virgem em 50 litros de água ; Em outro recipiente são dissolvidos: 200 g de ácido bórico, 500 g de sulfato de cobre, 800 g de sulfato de magnésio, 200 g de sulfato de zinco e 400 g de uréia em outros 50 litros de água. A seguir, num terceiro recipiente, adiciona-se esta mistura dos sais, sob forte agitação, à água de cal previamente preparada. Não é necessário diluir.

Recomendações de uso

Hortaliças - tratamento preventivo, através de pulverizações foliares quinzenais.

Culturas perenes - realizar pulverizações foliares quinzenais após as manifestações dos sintomas das doenças.

Observação: Devem ser tomados os mesmos cuidados indicados para as caldas bordalesa e sulfocálcica.

Fonte: Emater/RS - Cartilha CREA-RJ

Clique aqui para ler este artigo na Portal Agricultura