Como Cobrar, receber e deixar o devedor encantado Barbacena, Minas Gerais

Saiba como recuperar o prejuízo sem intimidar os devedores. O autor afirma que, eles ainda podem gerar vendas futuras, além de referenciar a empresa para novos clientes. "A truculência ainda existe, mas está com seus dias contados", argumenta Emanuel da Silva, instrutor especializado em negociações de dívidas.

Agência de Viagem e Turismo Private Ltda
(31) 3221-5000
r Paraíba, 1441 an 10, Funcionários
Belo Horizonte, Minas Gerais

Dados Divulgados por
Agência de Viagens Petrucelli Xavier Ltda
(31) 3442-5066
r Pouso Alegre, 700 ap 201, Floresta
Belo Horizonte, Minas Gerais

Dados Divulgados por
Agência de Viagens Next Turismo
(31) 3452-0471
r Carmem, 107, Novo Santa Mônica
Belo Horizonte, Minas Gerais

Dados Divulgados por
MUDANÇAS E TRANSPORTES
032-9961-3558
AV.BEIRA RIO EM FRENTE AO TAPETÃO
UBA , Minas Gerais
 
Aerotur Viagens e Turismo
(31) 3911-6936
av João César de Oliveira, 2364, Lj 5, Eldorado
Contagem, Minas Gerais

Dados Divulgados por
Santour Turismo
(34) 3238-6010
r Antônio Alves Pereira,Cel, 400, Centro
Uberlandia, Minas Gerais

Dados Divulgados por
St Viagens e Turismo Ltda
(31) 3333-5570
r Tiradentes, 2449, Sl 9, Industrial
Contagem, Minas Gerais

Dados Divulgados por
Vip Tour - Turismo E Lazer
(31) 3291-0797
r Matias Cardoso, 11 2 Andar
Belo Horizonte, Minas Gerais

Dados Divulgados por
Serra Verde Turismo Ltda - Me
(34) 3235-1904
av João Pinheiro, 1154, Lj 85, Aparecida
Uberlandia, Minas Gerais

Dados Divulgados por
White Dove Viagens e Turismo Ltda
(31) 3361-2293
av David Sarnoff,Gal, 5230, Lj 15, Cid Industrial
Contagem, Minas Gerais

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Como Cobrar, receber e deixar o devedor encantado

COMO COBRAR, RECEBER E DEIXAR O DEVEDOR ENCANTADO

A criatividade para atrair clientes tem sido sempre o maior desafio do mercado. Todos querem e precisam cada vez mais gerar atrativos para conquistar o consumidor de uma forma geral.

Vender produtos e serviços atingindo a satisfação plena do seu público-alvo é o objetivo constante e o êxito deste objetivo sempre é alcançado por aqueles que mais investem na capacitação, no treinamento, na motivação de toda equipe envolvida no processo de qualquer organização.

A meta é o “CLIENTE ENCANTADO” e o resultado sempre reflete no crescimento do faturamento das empresas. Então, por que na hora de vender todos procuram conquistar e na hora de cobrar preferem maltratar?

Existe uma máxima que diz: “A venda termina no recebimento”, e sendo isto verdadeiro, deveríamos aplicar o marketing também para cobrar e não somente para vender.

Nas minhas palestras sobre “COMO COBRAR & RECEBER”, percebo que os participantes envolvidos na área de Cobrança esperam sempre sugestões e dicas que aumente a punição ao devedor, que o Código de Defesa do Consumidor protege demais o devedor, e eles não podem sequer deixar recados com outras pessoas quando estão fazendo as cobranças.

Muitos não se conformam em ter de cobrar sem poder ser mais SEVERO, sem a PRESSÃO. Acham que essas são as únicas armas que funcionam na cobrança. Não se conformam em colocar o nome no SPC, SERASA, acham que é muito pouco.

Estão enganados, estão limitados, estão ultrapassados.

A truculência ainda existe, mas está com seus dias contados. Quem não observar as mudanças e não se adaptar continuará com seus índices de inadimplência crescendo sempre.

Os modelos de cartas de cobranças, por exemplo, continuam praticamente os mesmos há décadas, e criar atrativos para motivar a manifestação do devedor tem sido um exercício quase que inexistente no contexto da maioria dos dirigentes de cobranças.

Este paradigma precisa ser mudado. Precisamos perceber que o dinheiro do consumidor brasileiro é “migrado” para pagar juros e esses juros sempre são superiores ao valor do produto.

Precisamos perceber que as ofertas de consumo em praticamente todos os segmentos do mercado conduzem o consumidor para comprar somente a crédito.

Precisamos perceber que este crédito é financiado e manipulado pelo nosso sistema financeiro que é o mais caro do mundo.

Portanto, as causas da elevação da inadimplência são muitas. É sempre muito fácil para os dirigentes de cobrança, que além de não analisar esses e outros aspectos motivadores do endividamento, utilizam fórmulas ultrapassadas para recuperar seus créditos vencidos e tentam justificar o insucesso chamando o devedor de caloteiro!

Vamos usar as técnicas de vender também para cobrar. Vamos inovar com o marketing na cobrança.

Imagine um cliente devendo para a sua empresa e você envia uma carta de parabéns pela passagem de seu aniversário, desejando-lhe muitos anos de vida, prosperidade e que a empresa confia que ele vai o mais breve possível negociar e pagar sua pendência financeira.

Esta é uma carta de “cobrança” diferente em uma data significativa para qualquer pessoa.

Com certeza, este inadimplente se tornará um DEVEDOR ENCANTADO e sua empresa certamente será entre as outras que ele esteja devendo a primeira a ser procurada.

Este é apenas um exemplo de como podemos conquistar, encantar, seduzir e criar comprometimento do devedor de hoje que pode voltar a ser um consumidor consciente amanhã...

Emanuel Gonçalves da Silva

Escritor, Instrutor e Consultor de Dívidas

71-99499075

www.sosdividas.com.br

 

Emanuel Gonçalves da Silva

Emanuel Gonçalves da SilvaEscritor, Instrutor e Notório Saber em Negociação de Dívidas. www.sosdividas.com.br

Clique aqui para ler este artigo na Artigonal.Com