Como Elaborar Uma Monografia Rio Branco, Acre

Os problemas de pesquisa normalmente surgem das situações do mundo real ou gerados a partir de referenciais teóricos. Um requisito básico para propor um bom problema de pesquisa é o conhecimento sobre o assunto. Saiba como fazer uma manografia aqui.

R. L. P. dos Santos - Me
(68) 3221-2301
r Deodoro,Mal, 236, 2 An, Centro
Rio Branco, Acre

Dados Divulgados por
SESI - Serviço Social da Indústria - AC
(68) 3212-4200
av Nações Unidas, 3727, Estação Experimental
Rio Branco, Acre

Dados Divulgados por
UFAC
(68) 3901-2571
rdv BR-364, 4000, Km 4, Dis Industrial
Rio Branco, Acre

Dados Divulgados por
M. S. Pre-vestibular Ltda
(68) 3224-0726
r Venezuela, 658, Cerâmica
Rio Branco, Acre

Dados Divulgados por
Sociedade Educativa Acreana Ltda
(68) 3026-1717
av Getúlio Vargas, 1268, An 2 Sl 202, Bosque
Rio Branco, Acre

Dados Divulgados por
A F Carneiro
(68) 3224-1946
r Bartolomeu Bueno, 163, Cs, Bosque
Rio Branco, Acre

Dados Divulgados por
Faculdade Barão do Rio Branco
(68) 3213-7070
rdv BR-364, 2000, Km 2, Dis Industrial
Rio Branco, Acre

Dados Divulgados por
Instituto de Ensino Superior do Acre
(68) 3244-1282
tr Ponta Pora, 100, Capoeira
Rio Branco, Acre

Dados Divulgados por
SENAI - Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial
(68) 3223-3678
av Epaminondas Jacome, 1260, Base
Rio Branco, Acre

Dados Divulgados por
Faculdade da Amazônia Ocidental
(68) 2106-8200
etr Dias Martins, 894, Ch Ipê
Rio Branco, Acre

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Como Elaborar Uma Monografia

1. Identificação do Problema de Pesquisa:

Os problemas de pesquisa normalmente surgem das situações do mundo real ou gerados a partir de referenciais teóricos. Um requisito básico para propor um bom problema de pesquisa é o conhecimento acurado sobre uma área de interesse. Quando isso não ocorre muitos problemas de pesquisa carecem de uma base teórica ou replicam pesquisas já realizadas.

1.1. Critérios para Selecionar um Problema de Pesquisa:

Deve ser exeqüível, ou seja, tem que haver tempo hábil para investigar o proposto e conseguir responder seu problema ao final do trabalho.

Massa crítica. Porque seu estudo torna-se relevante j Os resultados são potenciais j

Interesse. A conclusão do trabalho irá fornecer subsídios de seu real interesse j O quão motivado estas com o tema proposto j

Valor teórico. O problema preenche uma lacuna na literatura j Qual o diferencial deste trabalho em relação aos já existentes j É publicável j

Valor prático. Poderá ser aplicado na rotina profissional de outrem j Você passará a adotar essa metodologia na sua prática profissional j

1.2. Orientações Gerais para Descobrir um Tópico:

Primeiramente, devemos conhecer a linha de pesquisa. Em segundo lugar, devemos estar atentos quanto aos temas polêmicos da área de interesse. Em seguida, a interação com professores e estudantes de pós-graduação pode contribuir para a elaboração de um tópico. A adoção de uma rotina de leitura especializada com o objetivo de aumentar o conhecimento específico também pode contribuir para uma abstração inicial, e desta forma, iniciam-se os questionamentos.

1.3. Utilizando Raciocínio Indutivo e Dedutivo:

Existem meios para identificar problemas de pesquisas científicas, estes, são chamados de métodos de raciocínio indutivo e dedutivo. No raciocínio indutivo ocorre a observação de um fenômeno, criam-se hipóteses, investigam-se os fatos e chega-se a uma teoria. No raciocínio dedutivo, parte-se da teoria, investiga-se um princípio ou fato não reconhecido, esses resultados levam a formulação de uma lei fazendo com que haja como resultante a comparação com a realidade.

1.4. Objetivos da Revisão da Literatura:

A parte principal no desenvolvimento do problema de pesquisa é ler o que já foi publicado sobre o assunto. O professor orientador possui a habilidade necessária para direcionar o aluno á um tópico que não seja saturado. Pode também ajudar indicando o material teórico e os mecanismos de busca. Outro ponto importante é saber como acessar e extrair os dados das fontes bibliográficas. Estudos indutivos tornam-se complexos em relação às diferentes metodologias, apesar d possuir conteúdo semelhante, porém, em alguns casos, tornam-se fáceis de dissertar, pois permite o autor relacionar dados concorrentes para chegar a uma conclusão.

1.5. Identificação do Problema:

Como dito anteriormente, a revisão da literatura possui grande importância para identificar problemas. Na maioria das vezes algumas dúvidas e idéias surgem como resultado de uma leitura um pouco mais aprofundada. Um orientador pode direciona-lo a eliminar abordagens improdutivas e abrir caminho para iniciar uma investigação.

1.6. Desenvolvimento de Hipóteses:

As hipóteses são deduzidas da teoria ou induzidas a partir de estudos empíricos e observações do mundo real. Essas hipóteses são baseadas em raciocínio lógico. Quando nos defrontamos com uma situação questionável, procuramos investigar confirmando ou não hipóteses.

1.7. Desenvolvimento do Método:

Este título remete uma fase muito importante para o andamento do estudo que é o desenvolvimento do método. Todo ensaio deve ser planejado e testado em um estudo-piloto. Deverá ser consistente e sem brechas para questionamentos de ordem metodológica. Revisar a literatura é extremamente útil para analisar os métodos que são utilizados em pesquisas semelhantes. As características dos sujeitos, instrumentos para coleta de dados, procedimentos de testagem, delineamento e análises estatísticas são elementos que devem ser considerados para uma boa dissertação.

1.8. Estratégias Básicas de busca da literatura:

O processo de busca depende consideravelmente de sua familiaridade inicial com o tópico. As buscas realizadas pelo computador têm prós e contras. Facilidade para encontrar fontes literárias e consequentemente menor dispêndio de tempo. Um aspecto negativo é o fato de encontrarmos apenas referências recentes, outra é o fato de não consultar fontes preliminares, estas, importantes para a localização de fontes secundárias e primárias.

Fontes preliminares: arquivos indexados que oferecem ao pesquisador subsídios para iniciar uma busca. Fonte secundária: livros acadêmicos e enciclopédias compõem a base teórica do aluno com o meio científico. Fonte Primária: são as mais valiosas para o pesquisador, pois a informação é de primeira mão. Normalmente estão sob forma de artigos, dissertações e teses.

1.9. Seis Passos na Busca da Literatura:

Construir um problema; consultar fontes secundárias visando ampliar a visão acerca do assunto; busca literária por descritores; buscar fontes preliminares para encontrar fontes primárias; arquive o que foi lido visando facilitar consultas futuras e Disserte sobre o tema proposto.

Antonio Gil Castinheiras Neto

É Mestre em Ciências da Atividade Física (UNIVERSO), pós-graduado em Reabilitação Cardíaca (UGF) e Graduado em Educação Física (UNESA). Sua atual linha de pesquisa versa sobre o impacto da manipulação das estratégias de exercício resistido sobre as respostas cardiorrespiratórias. Tem experiência na área de reabilitação cardíaca e traumato-ortopédica, tendo diversos trabalhos apresentados em congressos sobre o tema. Possui grande experiência em prescrição de exercício para grupos especiais (˜ 6.000 horas). É sócio colaborador da Sociedade Brasleira de Cardiologia.email:antoniogil.ef@gmail.com

Clique aqui para ler este artigo na Artigonal.Com