Como apresentar o preço das mercadorias aos clientes Barbacena, Minas Gerais

O preço do produto é de suma importância, mas não é o que determina a venda. Normalmente o cliente analisa, de início sua necessidade ou desejo de obter um bem ou serviço, para depois analisar o preço. Entenda mais abaixo.

Boa Nova Empreendimentos Financeiros
(31) 3351-0203
av João César Oliveira, 2959 s 121, Glória
Contagem, Minas Gerais

Dados Divulgados por
Banco Santander Banespa S/A
(34) 3231-5111
av Afonso Pena, 525, Centro
Uberlandia, Minas Gerais

Dados Divulgados por
Banco ABN Amro Real S/A
(80) 0770-2001
av Afonso Pena, 2497, Aparecida
Uberlandia, Minas Gerais

Dados Divulgados por
Cooperativa de Economia e Credito Mutuo do Setor Metalurgico
(34) 3210-5446
r Caxias,Dq, 504, Sl 13, Centro
Uberlandia, Minas Gerais

Dados Divulgados por
Unibanco - União de Bancos Brasileiros S/A
(32) 3215-5841
r Halfeld, 788, Centro
Juiz de Fora, Minas Gerais

Dados Divulgados por
Banco Santander Banespa S/A
(32) 3691-1800
av Rio Branco,Br, 2519, Centro
Juiz de Fora, Minas Gerais

Dados Divulgados por
Casa do Militar
(32) 3215-3382
av Br Rio Branco, 2001 Sl 1707 Centro
Juiz de Fora, Minas Gerais

Dados Divulgados por
Banco Citibank S/A
8009-92484
r Espírito Santo, 871, Centro
Belo Horizonte, Minas Gerais

Dados Divulgados por
Banco Safra S/A
8001-51234
av Afonso Pena, 778, Centro
Uberlandia, Minas Gerais

Dados Divulgados por
Banco Alfa de Investimento S/A
8005-53345
av Afonso Pena, 1996, Centro
Belo Horizonte, Minas Gerais

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Como apresentar o preço das mercadorias aos clientes

Boa parte dos vendedores tem medo de dizer o preço dos produtos ao cliente, normalmente porque julgam o preço excessivo, não têm bons argumentos para sustentar o valor do seu produto, fazem uma análise incorreta e precipitada comparando o valor do seu produto com o preço do concorrente.

Vamos, a seguir, examinar três pontos de vista que muito aterrorizam os vendedores:

1- O preço é alto demais:

Se essa for à conclusão do vendedor, obviamente a idéia deve sumir de sua mente, pois o simples fato da existência da mesma vai, certamente, atrapalhar seu desempenho frente ao cliente que perceberá sua insegurança, falta de convicção e medo.

Tenho recebido muitas consultas de como superar este temor:

  • Procure descobrir os pontos fortes do seu produto, para assim justificar o preço.
  • Procure, neste momento, lembrar os pontos fortes da sua empresa.
  • Considere todos os diferenciais do seu produto, qualidade, embalagem, transporte, entrega, etc.
  • Conduza a conversa de venda para o foco das necessidades do cliente, mas nunca esqueça que, aquilo que o cliente não deseja ou não necessita sempre será mais caro.

Se você fosse cego, acharia caro, a compra de um televisor colorido, mesmo a preço de custo.

Fica bem claro que a palavra caro está associada à necessidade e desejo.

Normalmente o cliente analisa, de início sua necessidade ou desejo de obter um bem ou serviço, para depois analisar se é caro. Por exemplo, um cliente que deseje comprar um determinado produto, que está na moda, tenderá a pagar o preço que lhe for pedido, pois o fato da satisfação de seu desejo é o que mais importa.

Todo o profissional de vendas precisa saber despertar necessidades e desejos no cliente, esta técnica ajuda a afastar a idéia de caro.

O conhecimento do produto é outro fator muito importante para afastar a idéia de caro.

Outro fator fundamental para o sucesso profissional é a capacidade criativa.

2- A concorrência tem preço melhor:

Normalmente isto pode ocorrer devido aos aspectos do mercado, pois os custos das empresas são diferentes.

Para superar tal obstáculo o vendedor precisa agregar valor ao seu produto. Este é o momento de agregar fatores intangíveis ao produto, são os diferenciais que sua empresa pode oferecer e que precisam ser lembrados, pelo vendedor no momento da venda.

O vendedor precisa conhecer sempre as qualidades e deficiências do concorrente, principalmente suas possibilidades com relação à prestação de serviços.

O preço pode ser igual, porem o diferencial positivo, pode estar na satisfação de um atendimento diferenciado, um vendedor atencioso, ágil e criterioso na satisfação das reais necessidades do cliente.

Se o cliente sentir-se bem e identificado com o vendedor, pequenas diferenças de preço serão compensadas com bom atendimento.

3- Acho que os clientes vão pensar que este produto é caro:

Um grande erro dos vendedores é pensar que os clientes vão achar caro, antes mesmo de tentar oferecer e sustentar o seu preço.

Procure sempre, em primeiro vender idéias, vantagens e benefícios aos seus clientes, por último fale do preço.

Certamente, quando o cliente insiste na idéia de caro, é porque o vendedor lhe despertou o desejo ou necessidade de obter tal produto. Outras vezes, na realidade, de forma encoberta estará lhe dizendo "não tenho dinheiro para comprar isto". Neste momento o profissional de vendas precisa saber interpretar as reações do cliente, para saber o que esta ocorrendo, existem pessoas que realmente não têm dinheiro suficiente para comprar o que você ofereceu e, de outra forma, existem compradores experientes que usam como técnica de negociação a expressão "ta caro", para baixar o preço, chegando até a depreciar o produto.

Livre-se de medos e convença os clientes que seu produto vale o preço pedido, e que ele poderá pagar.

Jamais compare seu poder aquisitivo com o do cliente, porque se fosse assim não haveria vendedores de aviões, automóveis de luxo, mansões, etc.

Então, lembre-se, você precisa gostar e acreditar no que faz, pois só assim conseguirá ser um vendedor vencedor.

Um profissional de verdade sempre superará todas as dificuldades, acredite em você.

20/06/08 | Artigos, Vendas | Site do Autor