Como comportar-se nos processos seletivos Brasília, DF

A entrevista é uma conversa entre duas pessoas, sempre com objetivos definidos para ambos. Uma entrevista de emprego não é uma simples conversa, porque as duas pessoas estarão frente a frente para descobrir o que, no perfil de cada um, interessa ao outro.

Apoio Telecom
(61) 3223-2331
SDS BL Q s 307
Brasília, DF
 
Alencar Instalações
(61) 3245-2104
CRS 513 BL B s 203 en 9
Brasília, DF
 
S.o.s Pague Menos Elétricos e Hidráulicos
(61) 3347-2002
SCLRN 704 BL C lj 20
Brasília, DF
 
Francisco Bombeiro Hidráulico Eletricista
(61) 3233-3684
SHCES Q 303 BL C Comércio lj 47
Brasília, DF
 
Elétrica e Hidráulica Sadan
(61) 3399-5976
QS 14 c 3 cj 10B
Brasília, DF
 
Elétrica Hidrowat
(61) 3340-1841
SCLRN 716 BL A lj 21
Brasília, DF
 
Circuitu´s Instalações e Reformas
(61) 9333-2430
CLN 406 BL A lj 8
Brasília, DF
 
Altaide Eletricista
(61) 3274-1603
SCLRN 708 BL C ap 101 en 16
Brasília, DF
 
Divino Instalações Elétricas
(61) 9998-1466
QI 8 cj D
Brasília, DF
 
Marcelo Eletricista
(61) 3355-6395
QN 3 CJ 5 c 22
Brasília, DF
 

Como comportar-se nos processos seletivos

Não há porque temer um processo seletivo, entrevista, etc; Ao contrário, pense que pode ser uma oportunidade de mostrar quais são as suas qualidades e por quais motivos dever ser recomendada a sua contratação. A entrevista é uma conversa entre duas pessoas, sempre com objetivos definidos para ambos. Uma entrevista de emprego não é uma simples conversa, porque as duas pessoas estarão frente a frente para descobrir o que, no perfil de cada um, interessa ao outro., já na dinâmica de grupo está sendo avaliado seu comportamento social, suas aptidões de líder ou liderado; No exame psicotécnico estão sendo avaliadas suas condições psicológicas para desempenho da função em questão

Quais são os objetivos mais comuns de uma entrevista? (de contratação)





PLANEJAMENTO

Nada se faz sem planejamento adequado. Você tem uma entrevista de emprego marcada? Então faça um planejamento; Primeiro raciocine sobre qual é o objetivo da entrevista, no seu caso. O potencial empregador quer saber:

1. Quem você é

2. O que você já fez, quais suas aptidões

3. O que o seu último empregador acha de você ou porque saiu do

4. Que resultados conseguiu nos últimos empregos

5. O que pode fazer para a empresa dele

6. Porque mudou de emprego

7. Porque deseja trabalhar na empresa dele

8. Como você pode contribuir

9. Qual sua reação ou atitude se...

10. Qual seu maior defeito? Qual sua maior qualidade?

Para responder as questões de 1 a 4, você deve levar um currículo para a entrevista: pode ser que o seu entrevistador não tenha tido tempo de ler ou tenha lido há algum tempo e precisa refrescar a memória a respeito das suas informações profissionais.

Para as perguntas 5 e 6, você terá que fazer a lição de casa, pense em suas qualidades profissionais e pessoais e anote suas "possíveis contribuições", também responda com clareza sobre sua saída do último emprego, caso tenha sido por questões "desagradáveis" de ambas as partes, diga apenas que foi por questão pessoal e não comente o assunto.

REFERÊNCIAS

O entrevistador deve aproveitar a entrevista para pedir a você nomes de pessoas que podem dar referências a seu respeito. É importante para o entrevistador saber como era o seu relacionamento profissional com o seu empregador anterior, e normalmente dá preferência a quem foi seu superior imediato para perguntar sobre o seu desempenho no trabalho.

Por esta razão, faça contato com seus antigos chefes e peça licença para que o seu entrevistador faça contato com eles. Explique claramente que se trata de uma referência para um novo trabalho.

Se sentir que há hesitação no seu chefe anterior de falar bem de você, desculpe-se e desista. Não arrisque indicar alguém que pode dar referências ruins sobre o seu trabalho. Nesse caso prefira indicar um ex-colega de trabalho, professor etc.

DURANTE A ENTREVISTA

Permaneça ligado ao objetivo principal da entrevista: o entrevistador quer saber como você pode ser útil para a empresa.

Não tente conduzir a entrevista, mas mostre-se interessado e informado. Isto demonstrará firmeza, segurança, conhecimento. Mas não se deixe levar pela emoção - a entrevista não é um processo frio, mas também não é ocasião para desabafar com o entrevistador a respeito dos seus problemas pessoais.

Você tem o direito, como entrevistado, de ser tratado com educação e polidez, tem direito a ser ouvido com atenção e delicadeza e tem o direito de ser levado a sério. Exija os seus direitos. Da mesma maneira, é assim que você deve tratar o seu entrevistador.

Adote uma postura de positivismo. Jamais mencione pessoas (ex-empregadores, por exemplo) para difamar, queixar-se ou condenar.

Não minta em momento algum. Você pode até deixar de mencionar algumas condições de sua vida profissional (como o fato de ter ficado pouco tempo em cada emprego anterior, ou o fato de ter sido demitido do último emprego), mas se for perguntado, fale sem medo. Explique as razões da maneira mais objetiva e natural. Não é crime ser demitido ou ter permanecido pouco tempo em cada emprego - as situações de cada momento são diferentes. Você ganhará mais pontos com a franqueza e a sinceridade. Se você for descartado da vaga de emprego por essas razões, esse empregador não merece você.

NA ENTREVISTA, PRESTE ATENÇÃO PARA NÃO











A ENTREVISTA, SEGUNDO PESQUISA de EXECUTIVOS.

Pesquisa "A Contratação, a Demissão e a Carreira dos Executivos Brasileiros", 1.356 executivos de todo o país, todos em posição de entrevistar e contratar pessoas. Observe as conclusões a que a pesquisa chega, e verifique o que pensa o potencial empregador, de maneira geral. Entender como funcionam as regras de contratação das empresas pode seguramente ajudar você a se posicionar durante uma entrevista:

Aparência

Homens - Os respondentes preferem entrevistar candidatos que usem roupa social (67,1%), sem barba e sem bigode (90%) e com cabelos curtos (99,8%).

Mulheres - A maneira formal é a preferida para o sexo feminino. O tailleur é a roupa considerada mais adequada para uma entrevista de emprego, com maquiagem leve e cabelos curtos ou presos.

Restrições

Os entrevistadores têm objeção em relação a: fumantes (76,8%), obesos (73,3%), mulheres com filhos pequenos (62,6%), profissionais que ficam menos de 2 anos no emprego (93,8%), profissionais que têm um negócio próprio paralelo (87,6%), profissionais que estudam à noite (31,6%), profissionais que estão deixando um negócio próprio (48,4%), consultores independentes (61,4%), desempregados há mais de seis meses (50,4%), profissionais que lecionam no período noturno (41,9%), profissionais na faixa etária entre 45 e 49 anos (41,7%), profissionais na faixa etária entre 50 e 55 anos (66,2%), entre 55 e 59 anos (82,2%), e acima de 60 anos (90,9%), usuários de tatuagem, Pierce e afins (98%), usuários de álcool (89%), religiosos declarados (47%), tímidos, sem expressão (100%)

Testes

Como complementação da entrevista ou até previamente à entrevista, para pré-seleção dos candidatos que serão entrevistados, as empresas têm utilizado testes de inteligência, personalidade ou aptidão em 27,3% dos casos. Como são "medidas" estas características, num processo de seleção? Por meio de entrevistas e diferentes testes individuais ou em grupo. Como se trata de uma avaliação de personalidade, não há respostas "certas" ou "erradas". Mas, existem algumas dicas que podem ajuda-lo a sair-se bem neste processo. Verifique:

Psicotécnico

· Trate de entender o que o selecionador está pedindo e responda de acordo com as instruções dadas.

· Tenha uma atitude positiva em relação aos testes, mesmo que não goste deles. Lembre-se de que, em seu trabalho, você terá de executar muitas tarefas que não lhe agradam, mas que serão importantes para atingir seu objetivo.

· Controle seu nervosismo. Seja o mais natural e autêntico possível. Não adianta "preparar" respostas, porque um selecionador esperto vai perceber isso e mudar as perguntas.

· Não tente se preparar para um psicotécnico. Primeiro, porque não há respostas "certas" ou "erradas" para eles. Depois, porque todos trazem embutidos verdadeiros "detectores de mentira" muito bem dissimulados, justamente para apanhar quem já tem conhecimento prévio deles e tenta, com isso, manipular os resultados.

· Não se preocupe em "ir bem" nos testes psicotécnicos. Apenas, seja você mesmo, sem atitudes artificiais. Os recrutadores têm muitos casos para contar de pessoas que simularam um comportamento que não era o delas, por achar que era isso que a empresa esperava dele. E, no "achômetro", acabou por dar-se mal, porque o selecionador não se sentiu confiante em contratar alguém que precisava fingir ser o que não era para poder conquistar um emprego...

Técnicas de dinâmica de grupo

São utilizadas as técnicas de dinâmica de grupo, mais intensamente, para definir a contratação em 49% da vezes. Aqui serão avaliadas seu comportamento social, profissional e aptidões, portanto integre-se, pergunte, direcione se assim convier; A dica é: participe ativamente.

NÃO FIQUE ANSIOSO

Um dos maiores problemas durante uma entrevista é que o candidato pode ficar ansioso antes da conversa e durante a conversa. Calma! Uma entrevista não é uma ameaça.

Ao contrário: se você foi chamado para uma entrevista, é porque já passou na primeira fase do recrutamento, que foi a análise do currículo. Portanto, você já é uma pessoa especial para o entrevistador, porque foi pré-selecionado. Isto somente já é motivo para aumentar a sua autoconfiança.

Calma! Não tenha medo de ser rejeitado.

Ao contrário: você está num processo de competição com outras pessoas. E nem sabe quem são as outras pessoas. Portanto, confie em você e esqueça que há outros candidatos. Concentre-se em mostrar o melhor de tudo o que você tem para oferecer. Se o seu melhor não basta para a empresa, ela não serviria para você.

Então, deixe a ansiedade de lado e concentre-se em ser natural, verdadeiro.

Se a ansiedade faz parte de você, deixe que ela aconteça. Mas você pode controlar a ansiedade:






Entrevista deve ser uma oportunidade de você mostrar suas qualidades, de mostrar o que tem de melhor. Impressione o entrevistador. Você consegue.

Boa Sorte!

Prof. Múcio Morais

(31) 3082-7271

Sobre o Autor
Consultor e Conferencista nas áreas de Desenvolvimento humano, Marketing, Liderança e Gestão. Palestrante motivacional que utiliza oratória de impacto aliado a técnicas de PNL. Considerado um dos melhores atores em palestras shows do Brasil!

Artigos.com