Como ser um bom gerente Barbacena, Minas Gerais

Uma gerência ideal não pode pretender ser a mola propulsora, nem a locomotiva de uma entidade, ou a protagonista das suas principais ações. Em uma empresa, tal missão é de fato e de direito, de cada funcionário, lembrando sempre que a Organização vem antes do Cargo, pois não existe carreira sem Instituição.

Sankhya Gestão de Negócios
(34) 3239-0700
r Nicomedes Alves dos Santos, 745, Altamira
Uberlandia, Minas Gerais

Dados Divulgados por
ATR Interseg Consultoria Técnica Treinamento em Segurança Ocupacional Representação e Serviços Ltda
(31) 3395-4283
r Jequitibás, 267, An 1 Sl 102, Eldorado
Contagem, Minas Gerais

Dados Divulgados por
www,williamconsultoria.com.br
(31) 3043-7488
rua deputado claudio pinheiro lima 601 lj 14
belo horizonte, Minas Gerais
 
Amadeus Consultoria Ltda
(31) 3291-3647
av Olegário Maciel, 2345 sl 302, Cidade Jardim
Belo Horizonte, Minas Gerais

Dados Divulgados por
Tr Consultoria Empresarial Ltda-me
(34) 3228-3355
r Nicomedes Alves dos Santos, 1133, Altamira
Uberlandia, Minas Gerais

Dados Divulgados por
BH Consultoria e Auditoria
(31) 3271-7093
r Guajajaras, 880 sl 1608, Centro
Belo Horizonte, Minas Gerais

Dados Divulgados por
Legal Telecom
(31) 3091-4045
Rua Tupiniquins 14 Iguaçu Ipatinga
Ipatinga, Minas Gerais
 
Mauricio de Castro Silva Consultoria, Assessoria e Servicos Administrativos Ltda
(31) 3398-8315
r Francisco Cipriano, 14, Alvorada
Contagem, Minas Gerais

Dados Divulgados por
Concreta Assessoria Empresarial Ltda
(31) 2191-4000
r Marte, 297, Jd Riacho das Pedras
Contagem, Minas Gerais

Dados Divulgados por
Amando Prates e Ivan Duque Assessoria e Consultoria Ltda
(31) 3292-0356
r Ten Brito Melo, 433 sl 804, Barro Preto
Belo Horizonte, Minas Gerais

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Como ser um bom gerente

ASPECTO GERENCIAL


Além do requisito técnico, o bom gerente deve atender principalmente ao requisito do quociente de equilíbrio emocional adequado, pois o requisito técnico pode ser satisfeito apenas com a memória, sendo este um dos atributos da inteligência que não o principal; pois o principal atributo da inteligência é a capacidade de discernimento.

O bem discernir depende diretamente da humildade e da maturidade de uma pessoa e, por aí se vê, que não é assim tão fácil encontrar um bom gerente, uma vez que, a humildade não é da natureza humana e, não sendo natural, exige esforço para ser adquirida.

É preciso ter humildade para entender que o gerente não pode e não deve ocupar o papel de ator principal de uma organização. Muito antes pelo contrário. Ao gerente cabe o papel de contra-regra, que é quem prepara todos os itens necessários a fim de que os atores principais desempenhem o seu papel da melhor maneira possível.

A maturidade, por sua vez, impede o preciosismo desmedido. Faz-se necessário ter maturidade para entender que o trabalho deve ser executado com respeito ao ponto de vista e ao modo particular de quem o executa, restando ao gerente apenas a avaliação e o controle do aspecto finalístico do seu conteúdo, não podendo haver a pretensão descabida de que o subordinado hierárquico faça o trabalho exatamente do modo do seu gerente, desrespeitando-se a individualidade e o talento de cada um. Aliás, diga-se de passagem, o respeito pelo outro é a base de qualquer relacionamento, seja pessoal, ou profissional.

Faz parte do espírito gerencial o bom acolhimento de críticas e a reflexão rigorosa e honesta face ao confronto com idéias divergentes, pois, enquanto o espírito crítico analisa os prós e os contras de determinada situação, o espírito de crítica está sempre disposto a denegrir a imagem de todos, combatendo pessoas ao invés de idéias.

Uma gerência ideal não pode pretender ser a mola propulsora, nem a locomotiva de uma entidade, ou a protagonista das suas principais ações. Em uma empresa, tal missão é de fato e de direito, de cada funcionário, lembrando sempre que a Organização vem antes do Cargo, pois não existe carreira sem Instituição e, portanto, todos precisam trabalhar em prol de uma Organização Institucional de excelência, para que se tenha um produto prestigiado pelo mercado e reconhecido pela sociedade.

Se cada peça desta grande engrenagem cumprir o seu papel, todos sairão ganhando, pois do senso profissional de cada um, depende o futuro coletivo. Cada qual fazendo a sua parte com a consciência de que o verdadeiro adversário encontra-se do lado de fora da organização, já que estão todos no mesmo barco e precisam alinhar a direção para, só então, saber avaliar se os ventos são bons ou ruins.

Sobre o Autor

Graduado em Direito e pós-graduado em direito público e tributário, tem 43 anos, casado, pai de uma filha de 4.


Artigos.com