Lojas de ervas e especiarias Camaçari, Bahia

Conheça vários tipos de ervas e especiarias e como utiliza-las. As ervas frescas, como as especiarias, possuem um sabor e perfumes característicos e uma personalidade bem geográfica. Para associá-las melhor e obter resultados de sabor e perfumes intensos, fizemos uma matéria bastante simples e rápida listando como e onde aplicá-las.

Restaurante Kimistura Ltda Me
(75) 3625-3721
av Getúlio Vargas, 2410
Feira de Santana, Bahia

Dados Divulgados por
GUST NATURRE POINT DO ACARAJÉ LIGHT
073 32114788
RUA DA FRENTE 391 ANTIQUE
ITABUNA, Bahia
 
Restaurante Oriental Saig
(75) 3622-6633
av Santo Antônio, 141 Capuchinhos
Feira de Santana, Bahia

Dados Divulgados por
Nutricionista
(75) 3224-9691
rua
Feira de Santana, Bahia
 
Sindicato de Hotéis Restaurante Bares e Similares de Feira de Santana
(75) 3223-7522
r Br Rio Branco, 1348, sl 102
Feira de Santana, Bahia

Dados Divulgados por
Moreli Bar e Restaurante Ltda
(75) 3625-3785
av Getúlio Vargas, 2120, B, Ponto Central
Feira de Santana, Bahia

Dados Divulgados por
CHOCOLA E MANIA ESPECIALIZADA EM TRUFAS
(71) 8835-3531
AV.SETE DE SETEMBRO SN PORTO DA BARRA
SALVADOR, Bahia
 
Rs Silva Lanchonete e Restaurante
(75) 3221-7400
av Eduardo Fróes Mota, s/n
Feira de Santana, Bahia

Dados Divulgados por
Margarida Mascarenhas Gois
(75) 3221-8327
av Dutra,Pres, 1863, Capuchinhos
Feira de Santana, Bahia

Dados Divulgados por
J. M. Sant'anna Moreira - O Abafadinho
(75) 3225-8803
r João XXIII,Papa, 716, Lj, Jd Acácia
Feira de Santana, Bahia

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Lojas de ervas e especiarias

Equipe Portal Orgânico
Rosny Gerdes Filho

As ervas frescas, como as especiarias, possuem um sabor e perfumes característicos e uma personalidade bem geográfica. Para associá-las melhor e obter resultados de sabor e perfumes intensos, fizemos uma matéria bastante simples e rápida listando como e onde aplicá-las:

ERVAS:

Dill: Sabor delicado, gosto próximo do anis. Utilização: Salmão, arenque defumado, vitelo, cenouras, pepinos, batatas, maionese, creme agridoce, queijos frescos.

Manjericão: Sabor doce, ligeiramente condimentado, aromático. Utilização: Peixes brancos, vitelo, frango, frutos do mar, saladas verdes, ovos, tomates, pesto e outros molhos para massas.

Cerefólio: Sabor delicado, próximo do anis. Utilização: Peixes, frango, omeletes, molhos.

Ciboulette: Sabor doce, delicada. utilização: Peixes, ovos, queijos, saladas, sopas cremosas, batatas.

Coentro: Muito aromático, apimentado. utilização: Muito utilizado em receitas da cozinha asiática, mexicana, oriente-médio, nordeste do Brasil, além de dar um sabor especial a legumes como cenouras, saladas, iogurte.

Estragão: Aromático, gosto próximo do anis. Utilização: Frango, ovos, tomate e molho Béarnaise.

Erva-doce: Sabor de anis. utilização: Sopas de peixes, porco, frutos do mar, ovos.

Louro: Aromático, picante. Aplicação: Sopas, caldos, ragus, molhos.

Orégano: Sabor doce, aromático, picante. Utilização: Carnes grelhadas, frango, molho de tomate, ovos, queijos, óleos aromáticos e marinadas.

Hortelã: Forte, aromática, frescor. Aplicação: Pepino, batata, ervilhas, queijo, melão, sopas frias, carneiro, iogurte.

Salsinha: Frescor, ligeiramente apimentada. Utilização: Ovos, peixes, sopas, aves, carnes.

Alecrim: Picante, muito aromática. Utilização: Carneiro, frango, porco, batata, coelho, caças.

Segurelha: Picante, ácida. Utilização: Legumes secos, favas, ovos, queijo, carnes grelhadas, molho de tomate.

Sálvia: Aromática, ligeiramente amarga. Utilização: Porco, vitelo, pato, ganso, perú, massas, legumes secos, ovos, ricota, risottos.

Tomilho: Muito aromático. Utilização: Aves e carnes rôtis, ou molhos ragú, batatas.

ESPECIARIAS:

Anis Estrelado: Aromática, docemente aromática. Formato: Inteira, quebrada, grãos ou pó. Utilização: Cozinha Chinesa, porco, pato, frango, peixes e frutos do mar, marinadas.

Canela: Doce, quente, aromática. Formato: Em pau e pó. Utilização: Cozinha oriente-médio, curry, sobremesas de frutas, bolos e pães, doce de arroz, sobremesas de chocolate.

Cardamomo: Picante, ácido. Formato: Grãos e pó. Utilização: Cozinha Indiana e oriente-médio, ragus, confeitaria, bolos, frutas, molhos.

Coentro: Perfumado, ácido. Formato: Em pó. Utilização: Cozinha Indiana e Asiática, carne, frango, peixes marinados, cogumelos, pães, bolos, confeitaria.

Cominho: Picante, quente, forte. Formato: Grãos inteiros e pó. Utilização: Cozinha Indiana e
Mexicana, porco, frango, carneiro, queijo, sopas de feijão, arroz.

Curcuma: Pobre em aroma. Fornece um perfume sutil e uma colocação amarela característica. Formato: Em pó. Utilização: Aplicada ao curry, arroz, legumes e chutneys.

Erva-doce: Bem perfumada. Formato: Grãos. Utilização: Sopas de peixe, ragus e peixes grelhados.

Gengibre: Picante, apimentado. Formato: Raiz fresca ou pó. Utilização: Cozinha Asiática ou
Indiana, frango, legumes, frutas, bolos e biscoitos.

Cravo da Índia: Forte, picante. Formato: Cravos inteiros ou em pó. Utilização: Presunto e porco, batatas doces, abóbora, bolos, maçãs e outras frutas, caldos.

Mostarda: Picante, muito forte. Formato: Grãos ou pó. Utilização: Carne bovina ou porco, frango, coelho, legumes, condimentos à base de vinagre, marinada de legumes, molhos.

Noz Moscada: Doce e perfumada. Formato: Noz inteira ou pó. Utilização: Massas recheadas,
carnes, espinafre e gratin e purê de batatas, bolos e biscoitos, bolos de arroz, vinho quente.

Paprika: Picante, doce ou apimentada. Formato: em pó. Utilização: Cozinha da Europa Oriental, carnes e aves, ovos, legumes, queijos frescos.

Papoula: Doce, perfume de avelã. Formato: Grãos ou pó. Utilização: Pães, bolos, confeitaria, saladas, repolho cru, molhos de carnes ou de peixes.

Pimenta: Picante. Formato: Grãos ou pó. Utilização: Praticamente toda a cozinha salgada e alguns itens doces, como sorbets e queijos no final das refeições, como tempero básico para carnes, aves e peixes.

Pimenta Cayenne: Muito forte. Formato: Em pó. Utilização: Cozinha Indiana, Mexicana, Créole e das Antilhas, frutos do mar, molho Béarnaise.

Fonte: Equipe Portal Orgânco

Clique aqui para ler este artigo na Portal Gastronomia