Criando Gestão de Devedores Barbacena, Minas Gerais

A criação de controles de crédito e uma melhor gestão dos devedores irão melhorar as suas chances de recebimento das dívidas quando as coisas correm mal para os clientes. Confira neste artigo como proceder e executar negociações.

Tr Consultoria Empresarial Ltda-me
(34) 3228-3355
r Nicomedes Alves dos Santos, 1133, Altamira
Uberlandia, Minas Gerais

Dados Divulgados por
AdvanceConsultoria.com
(34) 9106-5485
Rua Tenente Virmondes, 226 - Centro
Uberlândia, Minas Gerais
 
www,williamconsultoria.com.br
(31) 3043-7488
rua deputado claudio pinheiro lima 601 lj 14
belo horizonte, Minas Gerais
 
Foco Assessoria Empresarial Ltda
(34) 3246-1197
r Camargos,Br, 463, Fds, Centro
Uberlandia, Minas Gerais

Dados Divulgados por
BH Consultoria e Auditoria
(31) 3271-7093
r Guajajaras, 880 sl 1608, Centro
Belo Horizonte, Minas Gerais

Dados Divulgados por
Concreta Assessoria Empresarial Ltda
(31) 2191-4000
r Marte, 297, Jd Riacho das Pedras
Contagem, Minas Gerais

Dados Divulgados por
Amadeus Consultoria Ltda
(31) 3291-3647
av Olegário Maciel, 2345 sl 302, Cidade Jardim
Belo Horizonte, Minas Gerais

Dados Divulgados por
Crh Gerencia de Negocios Limitada
(31) 3477-9490
r Ipaussu, 49, Vl Pérola
Contagem, Minas Gerais

Dados Divulgados por
Pro-dados Gestao e Processamento de Dados Ltda
(34) 3210-2040
av João Pinheiro, 1154, Sl 112, Aparecida
Uberlandia, Minas Gerais

Dados Divulgados por
Adplan- Servicos, Consultoria e Gestao Administrativa Ltda
(34) 3219-0505
av João Naves de Ávila, 1331, Lj 800, Sta Maria
Uberlandia, Minas Gerais

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Criando Gestão de Devedores

A crise financeira em curso significa que as empresas devem assumir o controle dos seus devedores, para garantir que não acabem com sérias dificuldades posteriores.

Quedas de negócios devido a uma crise econômica são indicadores de problemas de qualquer negócio. Se seus clientes estão tendo este tipo de problema, há uma chance de que eles serão incapazes de cumprir suas obrigações financeiras para com você.

Criação de controles de crédito e uma melhor gestão dos devedores irão melhorar as suas chances de recebimento das dívidas quando as coisas correm mal para os clientes.

Se eles sabem que você quer negociar, e se você tomar as medidas apropriadas em uma forma disciplinada, eles são mais propensos a pagar a tempo.

Muitos empresários estão preocupados com a forma de uma abordagem disciplinada à cobrança, pois têm medo de perder o cliente. Mas se os clientes não estão cumprindo suas obrigações de pagamento, aconselhamos as seguintes etapas que devem ser implementadas para exercer os controles adequados sobre devedores:

1. Configurar controles de crédito

Dispor de um processo de planejamento em curso e segui-lo.

Incentivar os clientes a fazerem os pagamentos diretamente em sua conta bancária ou na própria empresa.

Utilizar referências e relatórios de verificação de crédito para novos clientes, especialmente os grandes consumidores desde o início. Esse controle deve identificar os clientes que tiveram maus registros de crédito no passado, para que possam ser recusados ou acompanhados de perto.

Definir termos de comércio e de ater-se a eles. É mais fácil ter as condições comerciais muito claras definidas desde o início.

Ranking dos devedores em termos de valor e risco, e acompanhar contas em conformidade.

2. Gerir devedores

• Negociações, mesmo lentas, mas não deixe de negociar.

• Monitore e acompanhe todos os dias se os pagamentos estão sendo cumpridos. Automaticamente enviar em 30, 60 e 90 dias lembrete de negociação e chamá-lo para conversar. Insista que as condições sejam cumpridas.

• Visite-los, se necessário, os pagamentos não são feitos na hora e não saem das negociações sem o seu empenho.

• Não faça somente uma visita. Mantenha o acompanhamento, se necessário, incluindo telefonemas regulares e lembretes. Não termine a chamada sem obter um firme compromisso de fazer um pagamento.

• Proponha o pagamento em cheques, promissórias, bens, etc..

• Revisão de crédito regularmente, para qualquer alteração no aumento dos níveis de endividamento. Clientes devedores de longa data são os maiores riscos de crédito.

• Se você não receber faturas prontamente, incentive os clientes em atraso, com cartas registradas para provar que você está tentando uma negociação justa.

• Fique de olho em clientes que estão expandindo rapidamente. É provável que estejam utilizando o dinheiro para outros investimentos e não para saldarem suas dívidas.

• Tenha cuidado ao verificar qualquer pedido de crédito prorrogado. Confira se o cliente tem capacidade para sobreviver no atual mercado e fazer uma transação comercial com base nas informações disponíveis.

3. Problema com os clientes

• Olhe para os sinais de que os clientes estão enfrentando dificuldades. Às vezes, eles não são fáceis de admitirem.

• Fique atendo aos boatos sobre a situação financeira da empresa, é muitas vezes surpreendentemente e precisos (averigue).

• Se as contas não estão sendo pagas, o abastecimento deve ser interrompido. Isso deve ser parte do seu sistema de crédito. Você pode, então, discutir a situação com o seu cliente e, talvez, chegar a um entendimento quanto ao pagamento de fornecimentos passados e as condições para novos fornecimentos.

• Não adiar muito o envio de um profissional qualificado para ações legais (caso seja necessário).

• Discutir a sua política e os limites de crédito, que você está aplicando claramente e com transparência na frente do cliente, para que saibam que você é sério sobre sua política de crédito.

• Se for necessário, prepare-se para a possibilidade de ir ao tribunal.

Na atual conjuntura mundial, é previsto que clientes possam não saldar suas dívidas, o que não podemos aceitar é o velho ditado:

"Devo não nego, pago quando puder".

Não se esqueça de que quando ele puder pagar, sua empresa já fechou as portas.

Sobre o Autor
•PhD em Administração de Empresas pela Flórida Christian University (EUA)
•PhD em Psicologia Clínica pela Flórida Christian University (EUA)
•Psicanalista e Diretora de Assessoria Geral da Sociedade de Psicanálise Transcendental.
•Mestre em Administração de Empresas pela USP.
•Especialista em Estratégias de Marketing em Turismo e Hotelaria pela USP, MBA em Gestão de Pessoas e Especialista em Informática Gerencial.
•Psicanalista voluntária na Casa de Apoio à Criança Carente com Câncer e na Universidade da Terceira Idade.
•Professora da FGV do Rio de Janeiro e de mais 03 universidades.
•Empresária no ramo moveleiro
•Responsável e Membro do Conselho Editorial da Revista Empresa Familiar.
•Coordenadora do grupo de Excelência de Empresa Familiar do Conselho Regional de Administração de São Paulo - CRA.
•Diretora da DS Consultoria S/S Ltda, especializada em Empresas Familiares.
•Conciliadora, Mediadora e Árbitra Empresarial.
•Membro do Conselho Editorial e responsável pela Revista Empresa Familiar.
•Autora do livro O Perfil do Empreendedor e co-autora do livro Empresa Familiar: Conflitos e Soluções, juntamente com Domingos Ricca, Roberto Gonzalez e José Bernardo Enéas Oliveira.
•Vários artigos publicados na área de Administração, Tecnologia da Informação e Psicanálise em revistas especializadas.

Artigos.com