Cuidados com a fertilidade feminina Cuiabá, Mato Grosso

Exames preventivos realizados na adolescência e idade adulta podem evitar problemas de fertilidade. Joji Ueno, ginecologista e especialista em reprodução humana fala sobre cólicas incapacitantes e menstruação irregular. Ele também descreve a síndrome dos ovários policísticos, uma doença que impede a ovulação.

Jubert Sanches Cibantos Filho
(65) 3623-4023
Rua General Neves 111
Cuiaba, Mato Grosso
Especialidade
Cirurgia Plástica

Dados Divulgados por
Magno Stefani Cezar
Av. Presidente Marques 437
Cuiaba, Mato Grosso
Especialidade
Cirurgia Plástica

Dados Divulgados por
Draúzio Antônio Medeiros
(65) 3624-3713
av Isaac Póvoas, 1124
Cuiabá, Mato Grosso

Dados Divulgados por
Dra Maria do Socorro Cirurgiã Plástico
(65) 3623-8521
r Cmte Costa, 1496 Revivere Centro Sul
Cuiabá, Mato Grosso

Dados Divulgados por
AR Distribuidora de Medicamentos e Produtos Hospitalares Ltda
(65) 3634-3637
av Pedro Pedrossiam,Gov, 388, Campo Velho
Cuiabá, Mato Grosso

Dados Divulgados por
Carlos Alberto A Maranhao
Av 31 - de Marco 889
Cuiaba, Mato Grosso
Especialidade
Cirurgia Plástica

Dados Divulgados por
Tiago, José S
(65) 3623-5986
r Cândido Mariano, 990 Quilombo
Cuiabá, Mato Grosso

Dados Divulgados por
Maria do Socorro Dra. Cirurgiã Plástica
(65) 3623-8521
r Cmte Costa, 1496 Centro
Cuiabá, Mato Grosso

Dados Divulgados por
Dulciyara Lopes, Drª
(65) 3023-9001
Tv Léo Edilberto Griggi, 75 Goiabeiras
Cuiabá, Mato Grosso

Dados Divulgados por
Med K Prod e Serv Médico Hospital e Laboratorial
(65) 3626-3997
av José Rodrigues do Prado, 252 Santa Rosa
Cuiabá, Mato Grosso

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Cuidados com a fertilidade feminina

Fornecido por:

Não existem levantamentos estatísticos confiáveis para saber quantas pessoas consultam o serviço de Saúde preventivamente no Brasil. Porém, é consenso entre os especialistas o fato de que a maior parte dos pacientes só busca ajuda quando os sintomas começam realmente a incomodar. Mesmo entre as mulheres, grupo que vai com mais freqüência ao médico, acompanhando filhos, maridos e os idosos da família, os exames preventivos não são uma prática habitual. E elas não adoecem menos, pelo contrário... O sexo feminino sofre mais com distúrbios como depressão, ansiedade, síndrome do pânico e osteoporose. Até nas doenças crônicas, como diabetes, hipertensão, reumatismo e dor na coluna, as mulheres são as maiores vítimas. Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em parceria com o Ministério da Saúde, esses problemas afetam 33,9% das mulheres e 25,7 % dos homens.

São os hormônios feminino...

Clique aqui para ler este artigo na Minha Vida