Detectores de fumaça Goiânia, Goiás

O número de mortes de cidadãos comuns provocadas por incêndios está aumentando.

Planalto Madeiras e Materiais para Construção Ltda
(62) 3287-1066
av T-9, 4570, St Marista
Goiania, Goiás

Dados Divulgados por
Pedreira Araguaia Ltda
(62) 3284-8484
rdv Br-153, 9500, Km 9,5, Vl redenção
Goiania, Goiás

Dados Divulgados por
Madeireira Lisboa Ltda
(62) 3291-4533
r Pouso Alto, 1201, St Campinas
Goiania, Goiás

Dados Divulgados por
Madeireira 2000 rede da Construção
(62) 3289-4444
av Vasco dos reis, 194, Jd Vl Boa
Goiania, Goiás

Dados Divulgados por
Eletroenge Materiais de Construção Ltda
(62) 3254-2000
av Mutirão, 2100, St Bueno
Goiania, Goiás

Dados Divulgados por
Depósito São José
(62) 3248-1423
pça José rodrigues de Morais Filho,Sen, 111, Prq Amazônia
Goiania, Goiás

Dados Divulgados por
Casarão Materiais de Construção
(62) 3210-4175
av Cariri, 354, Jd Diamantina
Goiania, Goiás

Dados Divulgados por
Comercial João XXIII Materiais para Construção Ltda
8007-81133
av Pio XII, 295, rodoviário
Goiania, Goiás

Dados Divulgados por
Cemaco Materiais para Construção Ltda
(62) 3230-3300
pça Francisco Alves, 105, Prq Amazônia
Goiania, Goiás

Dados Divulgados por
Aldeia Materiais de Construção
(62) 3249-0140
rod BR 153 Q 72A, s/n lt 9/12, Vl Brasília
Aparecida de Goiânia, Goiás

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Detectores de fumaça

~Visão geral sobre detectores de fumaça^ O número de mortes de cidadãos comuns provocadas por incêndios está aumentando As causas mais comuns de incêndio relatas foram relacionadas a cozinhas e a equipamentos de aquecimento. Dois dos maiores perigos para se começar um incêndio estão presentes em todas as casas e são quase sempre inevitáveis exceto nas temperaturas mais amenas: alimentação e aquecimento. Todos têm que se alimentar e aquecer suas casas, então à parte de usar adequadamente os equipamentos mais seguros para cozinhar e aquecer a casa, há pouco a se fazer para evitar completamente o risco de incêndio. Há medidas que podem ser tomadas para prevenir incêndios e reduzir o risco de lesão e morte. Primeiramente, utilizar boas precauções de segurança na cozinha e estar certo que todo o equipamento de aquecimento e chaminés estão conservados adequadamente. Muitos incêndios começam de algo tão simples como um porta-panela deixado sobre um bico de gás ou uma panela cheia de óleo deixada sobre um fogão que não está apagado. Tentar evitar este tipo de acidente é uma parte fundamental da prevenção de incêndios, mas, infelizmente, esta ainda é a principal causa. Uma grande ajuda para garantir a segurança contra incêndios é o uso eficaz de detectores de incêndio. Para proteger uma residência do risco de incêndio com eficácia, detectores de incêndio devem ser instalados corretamente. Uma vez instalados, eles têm que ser conservados corretamente e substituídos quando necessário. Usados corretamente, os detectores de fumaça podem aumentar drasticamente as chances de sobrevivência em um incêndio doméstico. ~Por que instalar detectores de fumaça?^ Com mais da metade de fatalidades ocorrendo à noite, enquanto as pessoas estão dormindo, é imprescindível que elas se protejam contra os perigos de estar dormindo durante um incêndio. Inalação de fumaça é a mais comum causa de morte e, raramente, as pessoas acordam ou sabem do perigo eminente com o qual estão se deparando. 85% das pessoas que morreram em decorrência de um incêndio doméstico, a casa não tinha detector de fumaça ou tinha um que não funcionava adequadamente. Infelizmente, mais da metade dessas mortes poderiam ter sido evitadas com o uso, conservação e substituição corretas do detector de fumaça doméstico, se necessário. Trocar as baterias regularmente e comprar um novo detector de fumaça, no mínimo, a cada 10 anos são algumas das maneiras mais fáceis de proteger sua família dos perigos de um incêndio. O perigo da inalação de fumaça é evidente e programas de educação pública continuam oferecendo informações valiosas a consumidores. Entretanto, mesmo quando presentes, ainda há um grande uso inadequado de detectores de fumaça. Quando detectores de fumaça estão presentes, em geral, eles não são funcionais. Alguns estudos estimam que 1 em 3 detectores de fumaça em casas não estão funcionando corretamente. Com todas essas informações disponíveis, é surpreendente que não haja um detector de fumaça funcionando corretamente em cada casa. Onde os detectores de fumaça são usados e conservados, talvez haja uma escassez na quantidade necessária naquela casa. Para um uso adequado, é vital que se entenda quantos detectores de fumaça são necessários, onde localizá-los e como conservá-los e substituí-los antes que falhem. A causa mais comum de falha é falta ou baterias descarregadas e o mau funcionamento de detectores de fumaça velhos ou danificados. ~Como os detectores de fumaça funcionam^ Existem dois tipos de detectores de fumaça que podem ser considerados para a instalação em residências: iônicos e fotoelétrico. Cada um detecta a fumaça de uma maneira diferente. Os diferentes métodos de detecção fazem de cada tipo melhor para detectar diferentes tipos de fumaça. Detectores de fumaça iônicos funcionam usando pequenas quantidades de materiais radioativos que fazem com que o ar dentro da câmara sensora torne-se ionizado. A câmara sensora, então, torna-se condutora de corrente elétrica. Dois eletrôdos são usados para pasar a corrente através da câmara sensora. Quando partículas de fumaça entram na câmara, o fluxo de eletrecidade é reduzido ou parado, fazendo com que o alarme soe. Esse é o tipo de detector mais usado em residências. Ele é mais eficaz detectando fumaça em incêndios com chamas e responde mais rápido que o detector do tipo fotoelétrico. Se os detectores iônicos respondem mais rápido, então por que sequer considerar um detector fotoelétrico? Porque eles funcionam emitindo uma luz para a câmara sensora, que é detectada por um sensor. A vantagem deste tipo de detector de fumaça é que ele é muito bom em detectar incêndios com pouca fumaça e sem chamas, como os provocados por um cigarro que caiu em um sofá. De preferência, ambos os tipos de detectores de fumaça devem ser instalados em cada andar de uma residência para um maior nível de proteção. Com os dois tipos instalados, eles irão detectar facilmente incêndios tanto com ou sem chamas. Detectores de fumaça iônicos são ideais para cozinhas ou lugares onde incêndio com chamas são mais prováveis. Detectores fotoelétricos são indicados para outras áreas onde podem ocorrer incêndios sem chamas. ~Detectores de fumaça elétricos ou movidos a bateria?^ Existem muitos detectores de fumaça disponíveis que podem ser instalados com baterias ou diretamente na rede elétrica. Os benefícios de cada tipo são únicos e deve ser levado em consideração qual tipo irá oferecer maior proteção e diminuir o custo de instalação. Detectores de fumaça instalados diretamente na rede elétrica, em geral, não precisam de baterias. Os que usam baterias são mais fáceis de instalar, mas requerem mais manutenção. Existem muitas vantagens em se instalar um detector de fumaça movido a bateria em uma residência. Eles são mais baratos e, porque são fixados em qualquer parede ou teto, não é preciso preocupar-se em colocá-lo próximo à rede elétrica. A instalação, em geral, não requer esforço, sendo necessários apenas alguns parafusos para afixar o detector de fumaça. Outros podem incluir um kit de montagem facil de usar, mas talvez seja mais fácil tirá-lo da parede ou do teto pra trocar as baterias. Detectores de fumaça movidos a bateria são mais fáceis de instalar e requerem um menor investimento de tempo e dinheiro para instalação. Detectores de fumaça que estão diretamente ligados à rede elétrica existente são chamados de elétricos. Um detector de fumaça elétrico pode levar mais tempo para ser instalado. Entretanto, em geral, eles não requerem o investimento de tempo para a manutenção de baterias. Talvez seja necessário contratar um eletricista para instalá-lo, o que pode ser caro, mas não será necessário preocupar-se com o mau funcionamento do detector de fumaça devido a baterias descarregadas. Existem modelos de detectores de fumaça elétricos disponíveis que também usam baterias, para o caso de falta de energia. Um detector de fumaça elétrico oferece um resultado mais consistente porque o fator erro humano é retirado da equação. ~Características dos detectores de fumaça^ Detectores de fumaça têm uma larga variedade de características e, por isso, requerem atenção na hora de escolher qual o melhor para cada área da casa. Com tantas opções, é melhor comparar todas as características disponíveis a fim de escolher o detector de fumaça que seja mais eficaz para o ambiente doméstico. Cada casa é diferente e, por isso, o que funciona bem em uma pode não ser a escolha mais segura contra incêndios para outra. As funções mais importantes dos detectores de fumaça domésticos são as que aumentam sua eficácia. Existem muitas funções que ajudam a garantir que a bateria esteja funcionando bem – aqueles que possuem baterias de lítio de longa duração duram até 10 anos. Alguns disparam um alarme quando a bateria está prestes a acabar e há ainda as que ativam uma luz de emergência brilhante quando ativadas. Existem detectores com função de duplo sensor que usam ambos métodos de detecção. Essas funções melhoram o desempenho do aparelho e oferecem uma camada extra de proteção ao plano de segurança contra incêndios domésticos. Existem muitos modelos disponíveis com funções que tornam o uso dos detectores de fumaça domésticos mais fácil. Muitos deles vêm equipados com botões que permitem desligar o alarme no caso dele ter disparado por causa de comida queimada ou fogões a lenha. Essa função também é oferecida em modelos que trabalham em conjunto com controle remotos de televisão para facilitar testes e silenciamento. Essas funções são extremamente úteis em áreas onde, ocasionalmente, pode haver fumaça e, mesmo que se queira que o alarme soe em caso de incêndio, é possível desligá-lo temporariamente. ~Quantos detectores de fumaça são necessários?^ O número de detectores de fumaça necessários em uma residência é grande, dependendo de seu tamanho e dos itens contidos nela. Os lugares básicos onde devem ser colocados os detectores de fumaça são: cozinha, cada quarto ou área de dormir e áreas principais, como corredores, em cada andar. É preciso que se tenha certeza que todas as áreas da casa estão protegidas com detectores de fumaça. Dentro de todos os quartos deverão ter detectores de fumaça instalados para, em caso de incêndio naquele quarto, alertar quem está dormindo nele. Porque estão dormindo, podem não se dar conta do perigo que estão correndo até que seja tarde demais. Também é necessário ter detectores de fumaça instalados do lado de fora do quarto, em corredores, em todos os andares. Incêndios em cozinhas, como foi dito antes, são a causa mais comum de incêndios domésticos, por isso, ter um detector de fumaça instalado na cozinha é, sem dúvida, uma boa idéia. Geralmente, quando se está cozinhando pode-se produzir alguma fumaça porque a comida queimou, portanto, um modelo de detector de fumaça com um botão de silenciamento e duplo sensor para que ambos os tipos de incêndio sejam detectados e que, no caso de comida queimada, ele possa ser temporariamente desligado. Incêndios em cozinhas podem ser com chamas, como os causados por gordura, ou apenas com fumaça e sem chamas, como os causados por um pano deixado sobre um bico de gás. Então, se possível, deve ser isntalado um modelo que possa detectar ambos. Áreas principais, tais como corredores, salas de jantar, banheiros e salas de estar, devem estar cobertas. Se existem muitas divisórias e paredes, a fumaça levará tempo até chegar ao detector. Por isso, detectores adicionais serão necessários, mas basta apenas um para grande áreas abertas. ~Quando os detectores de fumaça devem ser substituídos?^ Mutas residências estão sob a proteção de um detector de fumaça que não funciona porque elas não se dão conta que detectores de fumaça precisam ser substituídos. Uma boa idéia é substituí-los, pelo menos, a cada 10 anos. Isso previne mal funcionamento por equipamento gasto e também certifica que a bateria de lítio seja trocada antes que acabe. O detector de fumaça funciona o tempo todo, por isso, substituí-lo regularmente garantirá que ele sempre funcione muito bem. Muitas pessoas morrem a cada ano por causa de detectores de fumaça sem bateria e inoperante. Para garantir a segurança, é necessário testar os detectores de fumaça regularmente. É bom testá-los aos menos 2 vezes por ano, mas quanto mais melhor. Esta é uma ótima oportunidade para por em prática outras medidas de proteção contra incêndio, como simular a evacuação do local em caso de incêndio e a manutenção de chaminés e sistemas de aquecimento. É necessário trocar o filtro de ar de muitas caldeiras uma vez por mês e essa é uma oportunidade perfeita para testar os detectores de fumaça da casa com freqüência e regularidade. O teste leva apenas alguns segundos, ou seja, a maioria das pessoas que não faz o teste estão, provavelmente, esquecendo-se dele. Agendar um teste para que ele coincida com outro evento é uma ótima maneira de lembrar-se de testar os detectores de fumaça. A instalação de um bom detector de fumaça e a troca de suas baterias podem não garantir a total proteção em caso de incêndio. É necessário testá-los regularmente e trocá-los, se necessário, e substituí-los a cada dez anos, mesmo que ainda estejam funcionando. ~Quanto deve custar um detector de fumaça?^ É preciso determinar a quantidade e os tipos de detectores de fumaça necessários para que as necessidades sejam corretamente supridas. Isso deve poupar algum dinheiro, uma vez que permite que sejam escolhidos modelos mais baratos para determinadas áreas e modelos mais caros e com mais funções para áreas onde eles são mais necessários. Detectores de fumaça podem ser encontrados em várias faixas de preço e inclusive o modelo mais simples e econômico protege bem. Existem muitos detectores de fumaça disponíveis por menos de US$10/€6.75. Geramente, esse detectores de fumaça são iônicos que usam baterias comum e têm algumas funções disponíveis, como indicador sonoro para baixo nível de bateria ou energia. Alguns modelos até têm botões de silenciamento. Para uso geral em áreas de baixo risco, esses podem ser soluções econômicas, se a troca ocasional de baterias não for um problema. Numa faixa de preço entre US$10 e US$20/ €6.75 e €13.51, aumentam significativamente a quantidade de funções e opções. Detectores de fumaça elétrico com bateria de emergência são facilmente encontrados nessa faixa de preço e estão disponíveis com botões de silenciamento e luzes indicadoras de bateria. Ainda há modelos com baterias de lítio nessa faixa de preço e muitos deles têm botão de silenciamento, luzes indicadoras de bateria e botões de teste. Modelos custando US$20/€13.51 ou mais por unidade têm qualquer função que se possa desejar e estão disponíveis em quaisquer detectores de fumaça que se queira. Existem modelos que custam mais de US$100/€67.55, mas existem modelos de qualidade semelhante por preços mais baixos. Detectores de fumaça não são caros e com algum planejamento, é possível comprar a quantidade desejada por um preço razoável, que esteja de acordo com as necessidades e com o orçamento. ~Detectores de fumaça e troca de baterias^ O aspecto mais importante em um plano doméstico de proteção contra incêndios é o uso e conservação corretas dos detectores de incêndio domésticos. Infelizmente, a maioria das mortes decorrentes de incêndios domésticos a cada ano ocorrem em casas que não tinham detectores de fumaça instalados. Muitas pessoas perdem a vida diariamente porque não tinham detectores de fumaça ou, mais freqüentemente, porque a bateria não foi trocada. Um bom plano de troca de bateria é essencial para manter funcionando o detector de fumaça movido a bateria, das principais razões de falha em soar o alarme em caso de incêndio. As bateria devem ser trocadas a cada 6 meses, caso não haja um indicador de nível de bateria que emita um sinal quando ela precisa ser trocada. Não se deve esquecer, é claro, de trocar as baterias no detector de fumaça elétrico com bateria de emergência também. Na maioria dos incêndios domésticos em que ocorrem mortes, não há um detector de fumaça em funcionamento. Então é necessário ter certeza de trocar as baterias a cada 6 meses. Muitas pessoas lembram-se de fazê-lo durante a mudança da hora no horário de verão. Essa é uma ótima maneira para se lembrar de trocar as baterias porque é possível fazê-lo quando se altera a hora do relógio. Quaisquer duas datas que ocorram regularmente a cada 6 meses podem ser usadas como lembretes para a troca da baterias. Formular um bom plano de troca de baterias é esencial para se proteger os moradores do incêndio. Como ou quando elas são substituídas não é importante: o que importa é que elas sejam substituídas regularmente 2 vezes por ano. O custo de não se substituir a bateria do detector de fumaça pode ser o mais alto de todos: sua vida ou a vida de quem você ama.