Diminutivo: um grande recurso da língua Brasília, DF

O diminutivo é uma indicação formal de diminuição de tamanho,mas dependendo do contexto muda-se o efeito de sentido e da siginificação no uso cotidiano.Neste artigo citaremos os vários sentidos e empregos de diminutivos utilizados em nosso dia-a-dia.

Circuitu´s Instalações e Reformas
(61) 9333-2430
CLN 406 BL A lj 8
Brasília, DF
 
Apoio Telecom
(61) 3223-2331
SDS BL Q s 307
Brasília, DF
 
Alencar Instalações
(61) 3245-2104
CRS 513 BL B s 203 en 9
Brasília, DF
 
Francisco Bombeiro Hidráulico Eletricista
(61) 3233-3684
SHCES Q 303 BL C Comércio lj 47
Brasília, DF
 
Marcelo Eletricista
(61) 3355-6395
QN 3 CJ 5 c 22
Brasília, DF
 
Altaide Eletricista
(61) 3274-1603
SCLRN 708 BL C ap 101 en 16
Brasília, DF
 
S.o.s Pague Menos Elétricos e Hidráulicos
(61) 3347-2002
SCLRN 704 BL C lj 20
Brasília, DF
 
Elétrica Hidrowat
(61) 3340-1841
SCLRN 716 BL A lj 21
Brasília, DF
 
Divino Instalações Elétricas
(61) 9998-1466
QI 8 cj D
Brasília, DF
 
Elétrica e Hidráulica Sadan
(61) 3399-5976
QS 14 c 3 cj 10B
Brasília, DF
 

Diminutivo: um grande recurso da língua

"Preta, preta, pretinha..." (Moraes Moreira)

Tradicionalmente, o diminutivo é ensinado como uma indicação formal de diminuição de tamanho. Mas, dependendo do contexto em que o diminutivo é usado, ele pode assumir as mais diversas significações, indicando manifestações da emoção e das intenções do falante.

Ele tem jeitinho especial para lidar com as pessoa. = Habilidade

Jeans com jeitinho parisiense = Modo de ser

Casa com jeitinho de chácara = Igual, com características de chácara

Não me agrada esse jeitinho brasileiro. = Maneira de burlar a lei

Embora a significação dos diminutivos de uma palavra dependa do contexto e só exista em relação a ele, seguem abaixo alguns dos efeitos de sentido e das significações do uso cotidiano desse recurso de linguagem:

a) ADMIRAÇÃO/ SURPRESA

Dois amigos se encontram e um deles convida o amigo para conhecer a sua "casinha" (sentido afetivo, de aconchego).

Quando o amigo chegou em frente à casa, declara admirado:

- Que "casinha" hein!...

Na realidade, a casa não era uma casinha, (no sentido de pequena), mas uma casa grande, o que causa surpresa por não corresponder à expectativa criada quando o amigo se referiu à sua propriedade.

b) IRONIA/ DEPRECIAÇÃO/ ANTIPATIA

Você gosta mesmo de ler esse jornalzinho?

Esse doutorzinho não acertou um diagnóstico sequer.

Vai entender o que esse povinho quer fazer da vida.

Ele nos serviu um vinhozinho qualquer

Nesses casos, a entonação de voz ajuda a reforçar o sentido irônico ou depreciativo do termo empregado no diminutivo.

c) ATENUAR SENTIDO:

Ao dizer "senti um 'friozinho na barriga só de pensar em perder meu emprego", a pessoa deve estar atenuando o gelo de medo que sentiu ao pensar em algo desfavorável/ desagradável.

Essa atenuação ocorre para desarmar certas palavras que, na sua forma original, são desagradáveis, como operação. Se um médico disser que o paciente passará por uma operaçãozinha, parece que é algo mais banal do que se disser operação, uma palavra que denota uma situação que certamente durará horas e pela qual pacientes graves passam.

Pensando em palavras menos trágicas, mas que podem ser atenuadas: você pode passar horas tomando chopinho e comendo porçõezinhas fritas sem o peso na consciência que você poderia ter se tivesse tomado dois chopes com duas porções fritas.

d) REFORÇAR SENTIDO: Quando o diminutivo sugere alguma incumbência ou ordem, não indica que a pessoa deverá realizá-la mais lenta ou rapidamente, mas sim acentuar a recomendação, reforçar o sentido.

João, vá depressinha apanhar o meu remédio na farmácia.

Maria é bom que estude devagarinho.

e) AFETIVIDADE: nesse caso, o diminutivo denota sentimentalismo, carinho ou cuidado com algo ou com a outra pessoa envolvida na comunicação.

Que saudade da minha caminha!

Que comidinha gostosa a sua mãe faz !

Gostou do cafezinho?

Às vezes essa afetividade pode infantilizar a pessoa a quem o emissor se refere:

- Filho, quer um leitinho quentinho? (e o filho tem mais de 21 anos de idade)

f) SIGNIFICADO CRISTALIZADO: Existem palavras que, embora utilizem o sufixo diminutivo, não tem significação de diminutivo, dependendo, sempre, do contexto em que são utilizadas.

1. Terrinha: Portugal

2. Pombinhos: casal feliz

3. Santinho: Propaganda eleitoral impressa em formato pequeno, com foto do candidato e informações sobre ele.

4. Folhinha: Folha com o calendário impresso.

5. Patricinha: Mulher que se veste com excessivo apuro.

6. Vaquinha: ajuda mútua, caixinha.

"Não tinha dinheiro, então, fez-se uma vaquinha entre os amigos para comprar a carne para o churrasco".

Diante desses exemplos de efeitos de sentido gerados a partir do uso do diminutivo, procure utilizá-lo de acordo com o contexto adequado e com o efeito de sentido pretendido. Caso contrário, você pode ser mal interpretado, afinal, há inúmeros efeitos de sentido pela "simples" inserção do -inho ao final de uma palavra.

Sobre o Autor
Comunicação

Artigos.com