Eletricista Itaúna, Minas Gerais

Esta é uma visão exploratória da profissão de eletricista, que inclui fatos e outras informações pertinentes ao ramo.

Divino Jose da Silva
(37) 3241-3273
Rua Minas Gerais 145
Itaúna, Minas Gerais
 
Jose Pedro do Rego
(32) 3441-3291
Rua 27 de Abril 23
Leopoldina, Minas Gerais
 
Assistência Gonçalves 24 Horas
(31) 3288-3422
Avenida do Contorno 6020
Belo Horizonte, Minas Gerais
 
Itagiba Rosa de Castro
(34) 3662-2196
Avenida Getúlio Vargas 317
Araxá, Minas Gerais
 
Am Servicos Hidraulicos e Eletricos
(31) 3450-1970
Rua Água Doce da Mantena 335 lj A
Belo Horizonte, Minas Gerais
 
Mozart Eletricista de Autos
(37) 3212-5096
Rua Cascalho Rico 490
Divinópolis, Minas Gerais
 
Adevaldo Pereira de Souza
(38) 3221-0737
Rua João Gonçalves dos Santos 182
Montes Claros, Minas Gerais
 
Hidroeletro Savassi Bombeiro Eletricista
(31) 3221-9237
Rua Antônio de Albuquerque 386 - 1
Belo Horizonte, Minas Gerais
 
Carlos Juporam dos Santos
(35) 3425-0808
Rua Yeda Maria Machado 100
Pouso Alegre, Minas Gerais
 
Eletrocelso Bombeiro Chaveiro Eletricista Ltda
(31) 3462-9703
Rua Padre Eustáquio 2710
Belo Horizonte, Minas Gerais
 

Eletricista

Visão Geral

A maioria das pessoas estão cientes do fato de precisarmos de eletricidade para vivermos e funcionarmos da maneira com a qual estamos acostumados. Mas muita gente não se dá conta da profissão do eletricista, até que haja um problema em casa ou no prédio, que envolva eletricidade. Este é um ramo importante para indivíduos aprender sobre ele, por causa das muitas coisas que os eletricistas bem-sucedidos em suas carreiras podem realizar. Para indivíduos que estão interessados neste ramo como potencial oportunidade de emprego, pode ser útil aprender o máximo possível sobre ele. Isto aumentará as chances do indivíduo de fazer uma transição para o ramo de eletricista comercial empreiteiro ou eletricista credenciado.

Estar preparado para os fatores e necessidades diárias da profissão, é vital para que o indivíduo tenha um entendimento claro sobre o que o espera nesta carreira. Podemos avaliar vários fatores, como a trilha projetada para esta carreira nos próximos anos, para termos certeza de que este ramo precisará futuramente de novos profissionais. Alguns ramos não crescem tão rápido quanto outros, então a competição no campo de careira é maior porque as pessoas estão competindo por menos vagas disponíveis. Ao observamos como este fatores têm sido usados pelo ramo para fazer predições para o futuro da profissão, podemos aproximar como será o futuro da carreira de eletricistas. Isto é importante para qualquer pessoa que esteja pensando nesta carreira, mas também é importante para os indivíduos que precisam dos serviços de um eletricista. Por exemplo, um menor numero de posições quase sempre significa que haverá menos competição, já que há menos competidores no campo. Isto significa que eles podem cobrar mais caro porque não há tanta competição entre as empresas de eletricistas. Da mesma forma, se o ramo crescer bastante, haverá mais empresas e uma competição maior com relação a preços e serviços oferecidos.

Fatores Básicos do Trabalho

O ramo é dividido em duas concentrações, mas na verdade, mais e mais eletricistas estão aprendendo a atuar nas duas. Isto permite que eles possam aceitar mais trabalhos e gerar uma renda maior. Se uma companhia decide se concentrar em uma das opções ou nas duas, ela vai lidar com construção; implementando componentes elétricos para um projeto que está no começo de sua produção ou manutenção, a qual inclui reparos e trocas de peças elétricas.

Eletricistas e suas empresas precisam aderir aos padrões estabelecidos pelo Código Elétrico Nacional. Além disto, eles devem aderir a todos os códigos exigidos pelo estado. Eletricistas credenciados podem trabalhar em quase todas as áreas, já que o credenciamento é exigido em quase todos os estados.

Enquanto há várias especificidades relacionadas ao trabalho de um eletricista na construção, seu trabalho na manutenção constitui bem mais projetos a serem efetuados. Isto é porque na construção, o trabalho é de implementar o sistema que está delineado no projeto, contudo, na manutenção existe o potencial de aparecer um número ilimitado de problemas. Por isto, há mais opções para implementar soluções na manutenção do que na construção. Esta é razão pela qual muitos eletricistas que trabalham com construção estão agora procurando trabalho de manutenção para suplementar o trabalho de construção.

Condições Gerais de Trabalho

Eletricistas quase sempre trabalham uma semana normal de 40 horas. Mas, como em qualquer outro emprego, as vezes tem hora extra que requer que o eletricista credenciado empregado trabalhe no final de semana ou a noite. Para a maioria dos eletricistas, quando uma empresa é aberta 24 horas, haverá três turnos de eletricistas para cobrir qualquer problema que aparecer. Um eletricista comercial não trabalha em áreas residenciais. Muitas pessoas acreditam que um empreiteiro elétrico comercial tenha um trabalho bem mais difícil porque ele lida com dispositivos elétricos complicados e que muitas vezes cobrem largas áreas. Em muitos casos, isto pode ser considerado mais complexo, mas nem sempre.

Um eletricista credenciado ou eletricistas em geral precisam trabalhar em ambientes variados. Eletricistas precisam estar preparados para efetuar trabalhos elétricos interiores e exteriores. Um dos maiores esforços físicos do eletricista é o potencial de ter que ficar ajoelhado por longos períodos de tempo, e a maior ameaça ao eletricista e ser eletrocutado.

Fatos Sobre a Profissão

Quando avaliamos todas as opções: eletricistas credenciados, empreiteiro elétrico comercial, eletricista comercial, e eletricistas em geral, vimos que nos Estados Unidos, em 2004, haviam aproximadamente 634,000 empregos preenchidos por estes indivíduos.

Eletricistas que trabalhavam no ramo de construção, por exemplo, indivíduos que tinham emprego de empreiteiro elétrico comercial, compuseram dois terços dos eletricistas incluídos na pesquisa. O outro terço dos eletricistas eram indivíduos que trabalhavam como eletricistas comercias, eletricistas credenciados, ou outro tipo de emprego de eletricista na área de manutenção.

Foi concluído que ao considerar eletricistas em geral, um em cada dez era eletricista autônomo. Isto é impressionante porque é igual a um total de 10% dos eletricistas sendo autônomos. Também é verdade que existem empregos para eletricistas por todo o país, já que há eletricidade e seus potenciais problemas por todo o país. Por esta razão, eletricistas, credenciados ou não, conseguem empregos em qualquer estado se satisfizerem os requerimentos exigidos pelo estado. A maioria dos estados requer que o indivíduo seja credenciado, antes de trabalhar como eletricista comercial ou eletricista remunerado.

Education Needed

Electricians will need to achieve certain educational standards before one is considered to be a certified electrician. Most electricians that enter the field are educated through an apprenticeship in which the aspiring electricians are taught by individuals that have been in the field for a long time. This apprenticeship is often a lengthy one, taking up to 4 years to complete, and can include classroom education in addition to the on-the-job training that electricians will provide to their apprentices. Many places will require the electricians to be licensed and/or certified. A certified electrician is one that has been able to meet all the education requirements in the particular area. A commercial electrician and a commercial electrical contractor must also be able to meet the standards of their education requirements, which again often require in the end that one attain a status of certified electrician.

In some areas, employers will pay for their electricians to go to different schools periodically in order to learn updated methods. This is profitable for the employers because it allows them to offer up-to-date services, and it is profitable for the electricians because they are able to get educated in different areas, which makes them a better certified electrician and therefore more desirable to employers. When electricians want to start their own construction businesses when it comes to electrical needs, the commercial electrical contractor will need to be educated in even more ways. This is to make sure that they are able to perform the work required of them.

Projeção de Carreira

Se espera que até o ano 2014, empregos para eletricistas e todos os empregos relacionados a profissão, inclusive empregos de eletricista comercial, empreiteiro elétrico comercial e eletricistas credenciados, vai ter uma taxa de crescimento igual a de outros empregos em geral. Isto não significa que os eletricistas vão encontrar empregos com uma rapidez impressionante, mas que o mercado de trabalho neste ramo crescerá constantemente com relação as necessidades do público, as quais manterão o nível atual. A maior razão pela qual haverá empregos é porque uma grande quantidade de eletricistas de todas as áreas, os trabalhadores comercias e os empreiteiros elétricos comerciais esperam se aposentar. Isto é porque eles já alcançaram a idade na qual a maioria dos eletricistas se aposentam, assim abrindo vagas para aprendizes e outros eletricistas credenciados. Por sua maior parte, esta informação é sensível e contingente a maneira como a economia vai crescer e mudar ao longo to tempo.

Habilidades Necessárias

Existem certas habilidades básicas que os eletricistas devem ter. Apesar de ser imperativo na maioria dos estados, que eletricistas se tornem credenciados, há certas coisas que não são ensinadas nas aulas de credenciamento, mas que são necessárias para os eletricistas. Uma destas e a habilidade de ler e escrever inglês. Muitos dos manuais de instruções são escritos em inglês, e eletricistas que não sabem ler isto não poderão efetuar o trabalho requerido, sendo ele como eletricista comercial ou empreiteiro elétrico comercial. E essencial para os indivíduos que estão se preparando para entrar no ramo de eletricista nos Estados Unidos que saibam ler inglês.

É importante que aqueles que querem ser eletricistas tenham habilidades básicas em matemática. Isto se deve ao fato de que indivíduos vão ter que usar matemática simples no trabalho de implementar sistemas, tais como as atividades de um empreiteiro elétrico comercial ou quando for necessário resolver um problema específico, e também nas atividades de eletricistas residenciais ou comercias. Estas simples habilidades ajudaram bastante ao indivíduo no trabalho, mas um eletricista credenciado não vai aprender inglês nas aulas de credenciamento, porque estas vão focalizar na aprendizagem de habilidades elétricas especificas a profissão.

Média Salarial

As seguintes médias salariais foram baseadas em informações obtidas de várias áreas relacionadas a eletricistas no ano 2004. Enquanto alguns destes fatores podem ter mudado, esta informação ainda é viável para ser usada por indivíduos interessados em eletricistas e nesta profissão em particular. Isto inclui fatos sobre eletricista credenciado, eletricista comercial, como também empreiteiro elétrico comercial.

Na época, a média salarial para eletricistas era de US$ 20,33 por hora. Eletricistas na parte inferior do ramo ganharam menos que US$ 12,18. Em comparação, empregos de eletricistas credenciados e eletricistas em geral que estavam nos primeiros 10% da faixa salarial, ganharam mais de US$ 33,00 por hora. Aprendizes, que em todos os casos não são eletricistas credenciados e que raramente ocupam vagas de eletricistas comerciais ou empreiteiros elétricos comercias; pelo fato de não terem experiência, ganharam em torno de 40-50% por hora menos que outros eletricistas.

Fatos Interessantes

Nos Estados Unidos da América, as vezes eletricistas são chamados de nomes variados, como um tipo de gíria. Alguns destes nomes de gíria inclui: “faísquinha” ou “faísca”. As vezes também são chamados de “Quilowatt”, “létricos” e “lechy”.

Outro nome para eletricistas nos Estados Unidos é “Fiador Interno”. Este termo não é gíria, mas sim usado para diferenciá-los dos que trabalham nos sistemas mais perigosos de distribuição de redes. Estes dispositivos operam numa voltagem bem mais alta do que para eletricistas em geral, e estes eletricistas são chamados de “Homens de Linha Exterior”.

Na maioria das áreas, trabalho de eletricista é bem regulamentado, porque é grande o perigo envolvido no ramo, por causa da interação do eletricista com a eletricidade.

No Reino Unido a entidade que trabalha para regulamentar a profissão de eletricistas é conhecida como JIB. Esta entidade também é responsável pelos salários e outros benefícios, aos quais os eletricistas dentro do Reino Unido são intitulados.

Algumas ferramentas usadas para este tipo de trabalho são: fita elétrica, fita de borracha, fita de peixe, voltímetro de solenóide, e um interruptor sem fio.