Escolas de educação a distância Brasília, DF

Entenda lendo o artigo abaixo como funciona a educação a distância (EAD). Conheça quais são as suas normas no ISO 10015. A educação a distância permite adequar o aprendizado ao ritmo, à disponibilidade de tempo e às características de cada profissional.

Auto Escola F&M
(61) 3323-9637
SDS, Bl O Te Lj 59 Ed. Venancio VI Conic Asa Sul
Brasilia, DF

Dados Divulgados por
Auto Escola Aprovação
(61) 3225-3073
Sds Bl P, s/n Ed. Venâncio III Sala 212 Asa Sul
Brasilia, DF

Dados Divulgados por
Auto Escola Ativa Ltda
(61) 3301-5414
Sds Bl H, s 506 Asa Sul
Brasilia, DF

Dados Divulgados por
Traduções Aildasani Ltda
(61) 3223-7000
SHS Quadra 6, s/n, An 18 Sl 1801, Asa Su
Brasilia, DF

Dados Divulgados por
Auto Escola Aprenda Fácil
(61) 3468-6600
Shin Ca 7, s/n Bl G7 Lj 100 Largo Norte
Brasilia, DF

Dados Divulgados por
SENAC - Serviço Nacional de Aprendizagem Comercia
(61) 3313-8877
SCS Quadra 6, s/n, A Lj 246, St Coml Sul
Brasilia, DF

Dados Divulgados por
CFC-B Teka Auto Escola
(61) 3327-4938
SCLM Qd 703 Bl A Sl 2, s/n Asa Norte
Brasilia, DF

Dados Divulgados por
Wizard
(61) 3322-1214
CLS-102, s/n, Qd 102 Bl D Lj 35, Asa Sul
Brasilia, DF

Dados Divulgados por
Auto Escola Octogonal
(61) 3361-1581
R AOS 4/5, S/N Bl B Lj 15 Sub Solo Área Octagonal
Brasilia, DF

Dados Divulgados por
Auto Escola Octogonal
(61) 3361-1581
R AOS 4/5, S/N Bl B Lj 15 Sub Solo Área Octagonal
Brasilia, DF

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Escolas de educação a distância

Por Sebastião Guimarães

O italiano Tomás de Aquino, um dos maiores filósofos da Idade Média, surpreendeu o mundo ocidental ao afirmar que o principal agente da educação não deveria ser o professor, e sim o aluno. Aquino defendia um modelo em que as pessoas seriam capazes de conduzir por si só, o processo de aprendizagem.

Graças à Educação A Distância – EAD (1) - as empresas estão aproveitando a oportunidade de, finalmente, colocar o aprendizado nas mãos de seus empregados. Para um grande número de profissionais, o conhecimento está apenas a um toque (no teclado) de distância, uma vez que a EAD chega diretamente às estações de trabalho, via internet.

A educação a distância permite adequar o aprendizado ao ritmo, à disponibilidade de tempo e às características de cada profissional. Para as empresas, a EAD está sendo visto também com um instrumento de retenção de talentos. O leque de ofertas aumenta, não impondo restrições ao potencial de crescimento dos profissionais exponenciais. Do ponto de vista dos executivos, as vantagens incluem desde a oportunidade de acesso às mais conceituais fontes de conhecimento do mundo até a possibilidade de, eventualmente, recuperar o tempo perdido.

A EAD está criando novos hábitos de aprendizagem distintos daqueles incentivados pelo ensino presencial, principalmente no que diz respeito ao autodidatismo (método mencionado no item 4.3.3 da Norma ISO 10015). A forte contribuição da EAD para a mudança de paradigma educacional baseia-se no fato de que existe maior participação do aluno. No sistema presencial é notória a passividade do aluno em relação à condução do processo ensino-aprendizagem.

A EAD é um novo processo que o profissional de treinamento precisar entender para obter sucesso com sua utilização.

Com a adoção da EAD, as empresas precisarão repensar seus sistemas de avaliação e de medição dos resultados de seus programas de treinamento.

É importante frisar que a EAD, quando bem estruturada, segue as diretrizes dadas pela norma de Gestão da Qualidade - ISO 10015 (2). Em muitas etapas, a metodologia implementada pela EAD supera a do ensino presencial. É o caso, por exemplo, da Avaliação da Aprendizagem, que chega a 100%, enquanto nos cursos presenciais fica na faixa de 40 a 70 % - conforme pesquisa da ASTD - American Society for Trawning And Development.

A tecnologia utilizada na EAD, como por exemplo, o LMS - Learning Management System, os Sistemas de Gerenciamento para Ensino a Distância (SGEADS), ou o IMS (Instructional Management System), permite melhor controle e avaliação da aprendizagem.

Diante do exposto, e de acordo com o item 4.3.3 – Métodos de treinamento e critérios para seleção - da Norma ISO 10015: Diretrizes para treinamento - podemos concluir que a EAD deve ser considerada como um dos “ ... métodos potenciais de treinamento que possam satisfazer as necessidades de treinamento.”

Convém assinalar, também, que o EAD tem seus custos bem reduzidos, Por exemplo, a IBM fez, recentemente, uma economia de ¼ de bilhão de dólares, ao utilizar o EAD.

Agora, com a EAD, o profissional pode ir atrás das informações, buscar conhecimento, ampliar os horizontes e cuidar de sua ascensão profissional e de sua empregabilidade. Com a EAD, está nas mãos dos profissionais a melhoria de suas competências(3), conforme preconizou São Tomás de Aquino.

NOTAS

1. A Educação à Distância é caracterizada:

• pela separação do professor e aluno no espaço e/ou tempo (Perraton,1988);
• controle do aprendizado realizado mais intensamente pelo aluno do que pelo instrutor distante (Jonassen,1992);
• comunicação entre alunos e professores é mediada por documentos impressos ou alguma forma de tecnologia (Keegan,1986;Garrison and Shale,1987).
Fonte: http://penta.ufrgs.br/edu/edu1_1.html

2. A Norma ISO 10015 foi editada em 1999, inicialmente, pela ISO - International
Organization for Standardization, e no Brasil em 2001, pela ABNT- Associação Brasileira de Normas Técnicas. “Esta Norma enfatiza a contribuição do treinamento para a melhoria contínua e tem como objetivo ajudar as organizações a tornar seu treinamento um investimento mais eficiente e eficaz”. Por ser uma norma de Gestão da Qualidade e fornecer Diretrizes para treinamento, a ISO 10015 está sendo conhecida como “A ISO do RH e do T&D.”

............................................................................

Sebastião Guimarães é Consultor titular da T&G Treinamento. Facilitador do workshop: ISO 10015. Autor de diversos livros técnicos e didáticos das Editoras Ática e Saraiva. Vivência profissional como Professor de curso de pós-graduação da Universidade São Judas e Professor convidado da Fea/Unicamp, Orientador de Ensino do SENAC-SP, Coordenador de Treinamento Empresarial do CCESP, Gerente da Divisão de Treinamento da Mercedes Bens do Brasil, Gerente do Programa de Gestão da Qualidade Total do SEBRAE – SP.

Clique aqui para ler este artigo na SóCultura