Escola-em-Casa Rio Branco, Acre

Devido às escolas Americanas aparecerem constantemente nas notícias por causa de situações de violência e fracos resultados, entre outros problemas, muitos pais estão a optar por educar os seus filhos em casa.

Sociedade Educativa Acreana Ltda
(68) 3026-1717
av Getúlio Vargas, 1268, An 2 Sl 202, Bosque
Rio Branco, Acre

Dados Divulgados por
Instituto de Ensino Superior do Acre
(68) 3244-1282
tr Ponta Pora, 100, Capoeira
Rio Branco, Acre

Dados Divulgados por
SESI - Serviço Social da Indústria - AC
(68) 3212-4200
av Nações Unidas, 3727, Estação Experimental
Rio Branco, Acre

Dados Divulgados por
M. S. Pre-vestibular Ltda
(68) 3224-0726
r Venezuela, 658, Cerâmica
Rio Branco, Acre

Dados Divulgados por
UFAC
(68) 3901-2571
rdv BR-364, 4000, Km 4, Dis Industrial
Rio Branco, Acre

Dados Divulgados por
Faculdade da Amazônia Ocidental
(68) 2106-8200
etr Dias Martins, 894, Ch Ipê
Rio Branco, Acre

Dados Divulgados por
Faculdade Barão do Rio Branco
(68) 3213-7070
rdv BR-364, 2000, Km 2, Dis Industrial
Rio Branco, Acre

Dados Divulgados por
A F Carneiro
(68) 3224-1946
r Bartolomeu Bueno, 163, Cs, Bosque
Rio Branco, Acre

Dados Divulgados por
R. L. P. dos Santos - Me
(68) 3221-2301
r Deodoro,Mal, 236, 2 An, Centro
Rio Branco, Acre

Dados Divulgados por
SENAI - Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial
(68) 3223-3678
av Epaminondas Jacome, 1260, Base
Rio Branco, Acre

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Escola-em-Casa

Porquê Escolher a Escola-em-Casa?

A escola-em-casa consiste em providenciar a formação escolar dos seus filhos em casa. Em vez de uma sala de aula e professor tradicionais, as crianças são educadas, em casa, pelos seus pais. Existem muitas razãos para esta opção.

Uma dessa razões prende-se com o facto da criança ter dificuldades em aprender num ambiente escolar tradicional. Por vezes, o estudante tem alguma incapacidade de aprendizagem que o impoede de aprender num ambiente tradicional. Outras vezes, são os pais que sentem que a criança aprenderia mais e atingiria o seu potencial máximo no sistema escola-em-casa, no qual o ambiente de trabalho é adaptado às necessidades individuais do aluno.

Alguns pais escolhem este sistema por razões sociais. Estes pais querem proteger a criança dos perigos sociais e, por vezes, físicos, das escolas tradicionais: gangues, agressões, drogas e violência escolar em geral, que pode ser evitada se a criança não frequentar a escola.

Uma terceira razão para escolher a escola-em-casa reside na vontade dos pais de proporcionarem aos seus filhos uma educação religiosa. Estes pais podem não ter os meios financeiros para inscreverem os seus filhos numa escola particular e, por isso, decidem formá-los em casa. Nestas situações, a educação tradicional está baseada em ensinamentos religiosos. Finalmente, as famílias que viajam muito vêem na escola-em-casa a opção ideal para proporcionar uma educação consistente aos seus filhos enquanto estão em trânsito.

A Escola-em-Casa e a Lei

Não obstante as razões que levam os pais a escolher a escola-em-casa, é importante que estes sigam a lei do seu estado relativa a este sistema de ensino. Casa estado tem leis diferentes. Alguns são extremamente benevolentes em relação a este sistema, não exigindo relatórios nem testes, limitando-se a solicitar que os pais informem a agrupamento de ecsolas da sua intenção, para que a criança não seja registada como faltosa. Outros estados exigem relatórios dos pais ao longo do ano a fim de garantirem que a criança está , de facto, a receber instrução. Podem inclusive exigir testes periódicos em escolas públicas locais. Memso que não concordem com as leis dos eu estado, os pais que queiram inserir-se neste sistema devem procurar segui-las cuidadosamente para evitar que lhes seja retirado esse direito. Pode conhecer as leis pertinentes através dos grupos de apoio ao sistema de escola-em-casa.

Escolher Um Currículo

Com este sistema pode optar por seguir um currículo. Escolhê-lo pode ser um desafio.Algumas famílias usam os currículos tradicionais, semelhantes aos utilizados nas escolas da sua área: ensinam as mesmas coisas – a diferença é que o fazem a partir de casa.

Existem muitos currículos específicos para o sistema escola-em-casa. São bons porque não exigem que o professor, ou neste caso, o pai, apresente actividades de grupo, impossíveis de realizar neste sistema. Em vez disso, as actividades e projectos apresentados num currículo para a escola-em-casa são organizados para trabalho individual. Isto permite ultrapassar um dos maiores problemas enfrentados pelos pais quando se decidem pela escola-em-casa, uma vez que os currículos tradicionais são estruturados para trabalho de grupo. O tipo de sistema que escolhe determina o cuurículo a comprar. Alguns pais acreditam ser mais fácil construir o seu próprio currículo a partir de várias fontes. Contudo, um dos benefícios de optar por um currículo pré-definido prende-se com o facto de os materiais já estarem preparados.

Educação Clássica E A Escola-Em-Casa

Algumas famílias optam por educar os seus filhos segundo os princípios da educação clássica. Com este tipo de formação, os estudantes aprendem com base no Trivium – um sistema educacional com três partes. O primeiro segmento é o da Gramática. Esta é a fase ensinada em anos elementares. Aqui os estudantes adquirem os factos e competências básicas necessárias à prossecução dos seus estudos. Um aspecto frequentemente central aqui é a memorização. O “porquê” das regras não é focado, mas sim o “como”. A segunda fase da aprendizagem, normalmente ensinada nos anos do preparatório, é chamada Dialéctica. Durante esta fase a criança aprende noções de lógica e raciocínio. Eles procuram compreender os “porquês” dos factos aprendidos na fase anterior. A fase final, reservada para estudantes nos anos do secundário, é a da Retórica. Aqui, eles aprendem a apresentar os seus pensamentos através da escrita, discurso oral e outros meios de comunicação.

A educação clássica coloca o ênfase no trabalho de escritores clássicos como Homero, Platão e Shakespeare. Muitas das famílias que escolhem esta filosofia acreditam que o antigo método para educara s crianças é muito mais eficaz que as filosofias modernas. Os ensinamentos religiosos são facilmente incorporados no sistema de escol-em-casa clássico, apesar desta não ter um fundamento religioso.

Unidades Curriculares no Escola-Em-Casa

Outra forma escolhida para organizar a aprendizagem no sistema escola-em-casa é através de unidades curriculares. Em vez de um currículo standard, as unidades curriculares permitem que os pais introduzam novos conhecimentos conforme as crianças vão sentindo necessidade. Por exemplo, os estudantes podem passar alguns meses a estudar os pinguins. Durante esta unidade curricular, eles aprendem os factos científicos sobre os pinguins, resolvem exercícios matemáticos relacionados com pinguins e aprendem a história do estudo dos pinguins. Frequentemente, o tema da unidade curricular coincide com os interesses que a criança vai desenvolvendo durante a sua formação. As unidades curriculares podem ser utilizadas em conjunção com o currículo tradicional. Um estudante pode achar o mundo de George Washington fascinante enquanto estuda a Guerra da Revolução no seu livro de história. O pai pode então agarrar este novo interesse e abrir uma unidade curricular sobre George Washington. Uma vez que o estudante está realmente interessado, a aprendizagem será muito mais eficaz. Esta flexibilidade é o que seduz muitos pais a optar pela escola-em-casa.

Escola-na-Casa

Uma terceira filosofia, e talvez a mais fácil de montar, é a estrutura do escola-na-casa. Este sistema pega num currículo tradicional, que o estudante poderia estar a cumprir numa escola pública ou privada, e limita-se a ensinar-lhe esse currículo em casa. As crianças trabalham segundo um horário diário, realizam trabalhos escritos e recebem classificações, tudo segundo o sistema tradicional.

Um benefício deste tipo de escolaridade é que a criança pode regressar facilmente ao ambiente escolar tradicional sempre que necessário. Contudo, ao ensinarem os seus filhos em casa, os pais podem dedicar mais tempo a matérias nas quais a criança sinta dificuldades. Uma criança do segundo ano que não compreenda a subtração, por exemplo, não tem que passar ao capítulo seguinte do livro de matemática simplesmente porque é altura de o fazer. Ela pode dedicar o tempo que for preciso à subtração até que compreenda o conceito. Os pais que escolhem este sistema de educação em casa também usam frequentemente unidades curriculares e outros métodos do sistema escola-em-casa em conjunção. O objectivo é proporcionar à criança uma formação equivalente ou melhor àquela das crianças inscritas nas escolas públicas, ao mesmo tempo que se ganha flexibilidade para explorar os interesses da criança e se fortalece as suas fraquezas.

Unschooling

Alguns pais começam a rejeitar todas as formas de educação formal no seu escola-em-casa, preferindo seguir a filosofia conhecida por “Unschooling”. Este tem sido, em anos recentes, um assunto controverso no seio tanto dos que aderem à escola-em-casa e dos educadores tradicionais. Refere-se a um tipo de escola-em-casa na qual os pais não criam qualquer escola, limitando-se a seguir os interesses diários da criança. Por exemplo uma criança que mostre aptidão para a matemática, pode estudar matemática todo o dia, e não tocar num livro de história. De acordo com esta filosofia, as crianças desenvolvem competências, tal como a da escrita ou leitura, porque querem utilizar estas ferramentas para compreenderem algo em que estão interessadas. Podem aprender botânica enquanto tratam do seu jardim, em vez de abrirem um livro. Aprendem cálculo quando vão ao supermercado, em vez de através do manual. Na maior parte dos casos, os pais que aderem ao sistema unschooling não seguem qualquer currículo. Por vezes, existem manuais em casa, mas não é neles que a educação é baseada. Os interesse da criança são a força motora deste sistema. É ela que inicia qualquer aprendizagem, em vez de escolher dentre as oferecidas pelos pais ou se ficar por aquilo que a sociedade acredita dever estar incluído na formação escolar das crianças.

A razão pela qual este sistema é tão controverso é que, nele, as crianças podem não aprender todos os conteúdos que aprenderiam em ambiente escolar tradicional. Se acriança não teiver interesse por história, ela pode nunca a estudar. Este aspecto não é bem aceite por muitos educadores tradicionais e muitos estados podem fazer com que seja difícil adoptar este sistema, devido aos testes exigidos para todas as crianças inseridas em sistemas de escola-em-casa.

A Tecnologia E A Escola-Em-Casa

A tecnologia mudou a escola-em-casa. Agora, com a Internet e os DVDs, os pais que não são professores também têm a possibilidade de oferecer aos seus filhos uma ducação em casa de grande qualidade. A utilização da tecnologia levou a que muito pais, insatisfeitos com as opções tradicionais, se virassem para a escola-em-casa, como opção para a formação escolar dos seus filhos.

Uma das opções preferidas por muitos pais é a escola virtual. Estas escolas oferecem os materiais da escola tradicional através da internet. Professores com profissionalização orientam o trabalho do estudante, enquanto este faz o seu trabalho da escola em casa. Os testes são feitos no computador e os estudantes podem interagir entre si em sala de aula virtuais, semelhantes aos chat rooms mas moderados e controlados por um professor online.