Lojas de sementes Rio Branco, Acre

Compreenda o trabalho das formigas na proliferação de vegetação no cerrado. Confira os detalhes da premiada pesquisa liderada pelo pesquisador Alexander Christianini. "O docente afirma que o estudo pode ajudar a entender melhor o funcionamento e a regeneração de uma das vegetações mais representativas do Brasil, como o cerrado, que vem sendo constantemente convertida em áreas de agricultura", destaca o autor.

Consultorio Veterinario Pet Horse
(68) 3224-3595
r Rio De Janeiro 742 Rio Branco
Rio Branco, Acre

Dados Divulgados por
Agroeste
(68) 3221-0955
r Via Chico Mendes 1114 Triangulo Velho
Rio Branco, Acre

Dados Divulgados por
R. F. C. Dutra
(68) 3224-4784
r Seis de Agosto, 872, Seis de Agosto
Rio Branco, Acre

Dados Divulgados por
Luis Marcelo H.garrido (me
(68) 3224-3090
r Aviário, 499, Aviário
Rio Branco, Acre

Dados Divulgados por
Sales & Silva Clinica Veterinaria Ltda
(68) 3223-3536
r Aviário, 918, Aviário
Rio Branco, Acre

Dados Divulgados por
J. M. de Souza Junior Me
(68) 3223-2479
r Francisco Mangabeira, 285, Bosque
Rio Branco, Acre

Dados Divulgados por
Emporio Animal Ltda
(68) 3223-8847
r Floriano Peixoto, 815, Lj B, Centro
Rio Branco, Acre

Dados Divulgados por
G L Silva - Me
(68) 2240-2998
r Sergipe, 174, Cerâmica
Rio Branco, Acre

Dados Divulgados por
S. Gomes de Oliveira Me
(68) 3222-7272
r Quintino Bocaiúva, 407, Centro
Rio Branco, Acre

Dados Divulgados por
Pet Shopp Ltda
(68) 3223-3026
r Terra, 60, Adalberto Aragão
Rio Branco, Acre

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Lojas de sementes

Editoria: Vininha F. Carvalho17/7/2009

Estudo aponta que formigas são importantes dispersores de sementes em plantas do cerrado.

Estudo desenvolvido por Alexander Christianini, professor do campus Sorocaba da UFSCar, recebeu recentemente menção honrosa da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), no âmbito do "Prêmio Capes de Teses".

Instituída em 2005, a premiação tem o objetivo de outorgar distinção às melhores teses de doutorado defendidas e aprovadas nos cursos reconhecidos pelo Ministério da Educação (MEC) considerando os quesitos originalidade e qualidade.

A pesquisa de Christianini, intitulada "Interações entre formigas, frutos e sementes em solo de cerrado: o papel de formigas na biologia de sementes e plântulas", realizou uma comparação entre o papel das aves e das formigas na dispersão de sementes e regeneração de plantas do cerrado.

A dispersão de sementes acontece quando uma ave ou inseto transportam as sementes de um local para outro, promovendo a disseminação das espécies de plantas.

O objetivo mais importante do trabalho do pesquisador foi exatamente verificar de que maneira as formigas poderiam influenciar na probabilidade de disseminação de plantas que estavam adaptadas apenas à dispersão de sementes por aves.

Entre os anos de 2003 e 2007, o professor desenvolveu diversos experimentos em campo e laboratório, envolvendo desde aspectos descritivos da interações das formigas e aves com frutos e sementes até a quantificação da produção desses frutos e sementes nas plantas.

Além disso, Christianini realizou experimentos de germinação, remoção de sementes, análises de solo e acompanhamento de plântulas de espécies vegetais selecionadas crescendo associadas, ou não, aos formigueiros.

De acordo com o pesquisador, o resultado do estudo surpreendeu as expectativas."Constatamos que as formigas são mais importantes do que suspeitávamos, chegando em alguns casos a rivalizar com as aves no número de sementes dispersas de algumas plantas do cerrado", aponta Christianini, revelando que também foi possível verificar que as interações de formigas com plantas são suscetíveis às alterações de hábitat promovidas pelo homem, como quando uma área de cerrado é isolada por pastagens.

O docente afirma que o estudo pode ajudar a compreender melhor o funcionamento e a regeneração de uma das vegetações mais representativas do Brasil, como o cerrado, que vem sendo constantemente convertida em áreas de agricultura.

Para Christianini, a menção honrosa oferecida pela Capes é um reconhecimento importante de seu trabalho. "Esta menção honrosa representa um grande estímulo para minha carreira e para o aprofundamento das questões abordadas na tese que, sem dúvida, podem fornecer também mais informações interessantes e que podem ser relevantes para conservação do cerrado brasileiro", revela o pesquisador.

Alexander Christianini é professor do curso de graduação em Ciências Biológicas e também docente credenciado no Programa de Pós-Graduação em Diversidade Biológica e Conservação do campus Sorocaba da UFSCar. Sua pesquisa de doutorado foi desenvolvida no Programa de Pós-Graduação em Ecologia da Unicamp e defendida em 2007.

O trabalho do professor foi incluído na área de Ecologia e Meio Ambiente do "Prêmio Capes de Teses" e concorreu com trabalhos realizados em todo o País. No total, mais de 480 teses foram inscritas nas 38 áreas de conhecimento selecionadas pela Capes.

A cerimônia para entrega da premiação acontece no próximo dia 22 de julho, em Brasília.

Fonte: Gisele Catarina Bicaletto

Clique aqui para ler este artigo na Animalivre