Extinção de espécies pode influenciar no aquecimento global Rio Branco, Acre

Estudo constata que, a extinção de espécies reduz absorção de CO2 por florestas. "Dependendo das espécies acrescentadas ou retiradas de uma floresta, a capacidade de armazenagem de carbono pela superfície terrestre varia mais de 600%", destaca o autor. Compreenda os detalhes da pesquisa.

Imobiliaria El Elyon Ltda
(68) 3226-1900
etr Dias Martins, 259, Estação Experimental
Rio Branco, Acre

Dados Divulgados por
Agencia Reguladora dos Servicos Publicos do Estado do Acre
(68) 3211-1800
r Valério Magalhães, 172, Prd, Bosque
Rio Branco, Acre

Dados Divulgados por
Wolstein & Wolstein Ltda
(68) 3223-3303
cj Xavier Maia, s/n, Qd 23 Lt 7, Vl Ivonete
Rio Branco, Acre

Dados Divulgados por
A C B Diogenes Me
(68) 3224-3887
r Rui Barbosa, 112, Sl 2, Centro
Rio Branco, Acre

Dados Divulgados por
Cardoso & Rodrigues Ltda
(68) 3227-6200
av Nações Unidas, 1538, Sl B, Abrahão Alab
Rio Branco, Acre

Dados Divulgados por
Alves Informatica Ltda
(68) 3026-5074
r Bosco,Dom, 290, Tr Ed Lilian Deise, Bosque
Rio Branco, Acre

Dados Divulgados por
Data Control Instituto de Pesquisa Ltda
(68) 3223-9063
tr Antimary, 273, Aviário
Rio Branco, Acre

Dados Divulgados por
Amazon Empreendimentos Imobiliarios
(68) 3026-2792
r Quintino Bocaiúva, 238, Cs, Bsq
Rio Branco, Acre

Dados Divulgados por
Ipe Construtora Moura Leite Imp. e Exp. Ltda
(68) 3026-2737
av Nações Unidas, 840, Fds, Bosque
Rio Branco, Acre

Dados Divulgados por
I C Maciel
(68) 3224-2307
r João Donato, 93, Ipase
Rio Branco, Acre

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Extinção de espécies pode influenciar no aquecimento global

Editoria: Vininha F. Carvalho10/11/2005

Extinção de espécies reduz absorção de CO2 por florestas

Um estudo de pesquisadores dos Estados Unidos e do Reino Unido que acaba de ser publicado na revista Science revela que, dependendo das espécies acrescentadas ou retiradas de uma floresta, a capacidade de armazenagem de carbono pela superfície terrestre varia mais de 600%.

Os resultados mostraram que a perda de biodiversidade nas florestas tropicais, com a extinção de espécies, poderá ter influência sobre a quantidade de carbono atmosférico e o aquecimento global.

Na pesquisa, os cientistas simularam modelos de trabalho a partir de extinções hipotéticas de espécies em uma floresta, o que lhes permitiu estabelecer combinações e composições dos resultados sob diferentes cenários. Dessa forma, exploraram as distintas possibilidades de armazenamento de carbono pela superfície terrestre com massa vegetal.

A pesquisa simulou os efeitos retirando de seus modelos espécies com alta probabilidade de extinção, como as de pouca densidade de população, e substituíram os eliminados por amostras aleatórias de comunidades naturais restantes.

Os métodos de pesquisa da equipe científica podem adaptar-se a outros ecossistemas florestais, segundo os autores do trabalho, com implicações para a conservação, a restauração e a gestão de florestas tropicais, que são fundamentais no conhecimento das conseqüências da emissão de gases de efeito estufa.

Fonte: Estadão on Line

Clique aqui para ler este artigo na Animalivre