Identificando os sintomas de derrame Cuiabá, Mato Grosso

Estudo constata que, durante derrames, as mulheres apresentam sintomas diferentes dos homens. Perda da consciência e cefaleias são alguns dos sinais atípicos, evidenciados pela pesquisa liderada nos Estados Unidos. Confira todos os aspectos identificados e o comentário do neurologista Ricardo Teixeira acerca do assunto.

Naíra Domingos Sé
(65) 3322-2504
Rua Rua dos Líriosº 525
Cuiaba, Mato Grosso
Especialidade
Nutrologia

Dados Divulgados por
Clínica Médica Mady Ltda
(65) 3625-1491
r Manoel Ramos Lino, 223, Coophamil
Cuiabá, Mato Grosso

Dados Divulgados por
Audimet Auditoria em Saúde e Medicina do Trabalho
(65) 3321-8725
r Des José Mesquita, 303 Araés
Cuiabá, Mato Grosso

Dados Divulgados por
Cecan
(65) 3623-7032
Pc Do Seminário, 141
Cuiabá, Mato Grosso

Dados Divulgados por
Cardioclin
(65) 3027-3040
r Joaquim Murtinho, 551
Cuiabá, Mato Grosso

Dados Divulgados por
Eliane Solange de Souza Pires
(65) 3617-1688
Cuiaba, Mato Grosso
Especialidade
Medicina de Família e Comunidade

Dados Divulgados por
Antônio M Silva
(65) 3321-4451
r Joaquim Murtinho, 940 Centro Sul
Cuiabá, Mato Grosso

Dados Divulgados por
Clínica Genus Ltda
(65) 3642-4742
av Aclimação, 508, Bsq da Saúde
Cuiabá, Mato Grosso

Dados Divulgados por
Center Clin
(65) 3321-5658
r Br de Melgaço, 2403
Cuiabá, Mato Grosso

Dados Divulgados por
Castro, Maria C D
(65) 3321-5658
r Br Melgaço, 2403
Cuiabá, Mato Grosso

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Identificando os sintomas de derrame

Fornecido por:

As mulheres podem estar mais propensas do que os homens a apresentarem sintomas "não tradicionais" de derrames, como desorientação, confusão mental ou perda de consciência, de acordo com um estudo da Universidade de Michigan (EUA), publicado recentemente na revista científica "Stroke".

"Infelizmente, os sintomas de AVC (Acidentes Vascular Cerebral) são mais variados do que os do infarto do coração e bem menos conhecidos pelo público leigo, e isto dificulta a rápida procura por assistência médica. É bom saber que o AVC é a principal causa de morte no Brasil", explica o neurologista Ricardo Teixeira, diretor do Instituto do Cérebro de Brasília (ICB).

Pesquisadores estudaram 470 pessoas que foram tratadas por doenças isquêmicas, AVC isquêmico ou AIT (Ataque Isquêmico Transitório). Não foram analisados pacientes que sofreram AVC hemorrágico.

A equipe de pesquisadores solicitou aos pacientes (ou a amigos e parentes, quando o paciente não tinha co...

Clique aqui para ler este artigo na Minha Vida