Identifique os sintomas do animal eletrocutado Rio Branco, Acre

Saiba como agir se o seu animal de estimação sofrer um choque elétrico. O veterinário Gerson Bertoni explica como socorrer a vítima. Ele também orienta os procedimentos emergenciais na situação de choque anafilático, causado por picadas de insetos ou aranhas.

Emporio Animal Ltda
(68) 3223-8847
r Floriano Peixoto, 815, Lj B, Centro
Rio Branco, Acre

Dados Divulgados por
Luis Marcelo H.garrido (me
(68) 3224-3090
r Aviário, 499, Aviário
Rio Branco, Acre

Dados Divulgados por
Consultorio Veterinario Pet Horse
(68) 3224-3595
r Rio De Janeiro 742 Rio Branco
Rio Branco, Acre

Dados Divulgados por
Agroeste
(68) 3221-0955
r Via Chico Mendes 1114 Triangulo Velho
Rio Branco, Acre

Dados Divulgados por
S. Gomes de Oliveira Me
(68) 3222-7272
r Quintino Bocaiúva, 407, Centro
Rio Branco, Acre

Dados Divulgados por
R. F. C. Dutra
(68) 3224-4784
r Seis de Agosto, 872, Seis de Agosto
Rio Branco, Acre

Dados Divulgados por
J. M. de Souza Junior Me
(68) 3223-2479
r Francisco Mangabeira, 285, Bosque
Rio Branco, Acre

Dados Divulgados por
Pet Shopp Ltda
(68) 3223-3026
r Terra, 60, Adalberto Aragão
Rio Branco, Acre

Dados Divulgados por
G L Silva - Me
(68) 2240-2998
r Sergipe, 174, Cerâmica
Rio Branco, Acre

Dados Divulgados por
Sales & Silva Clinica Veterinaria Ltda
(68) 3223-3536
r Aviário, 918, Aviário
Rio Branco, Acre

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Identifique os sintomas do animal eletrocutado

Editoria: Vininha F. Carvalho2/2/2007

Os choques representam uma grande ameaça á vida do animal

Independente da causa especifica, o choque é a emergência com o qual podemos nos deparar com maior probabilidade e constitui uma grande ameaça à vida do animal.

Em todas as emergências, deve-se considerar sempre os sinais de choque, porque indica a gravidade do caso em questão. Sempre num momento de choque é fundamental manter a calma.

Os sinais de choque são os seguintes:

- Gengivas descoradas ou brancas.

- Freqüência cardíaca rápida (nos cães, superior a 150 batimentos por minuto e nos gatos superior a 250 batimentos por minuto).

- Freqüência respiratória acelerada (mais de 30 movimentos por minuto no caso dos cães e nos gatos respiração com mais de 40 movimentos por minuto).

- Inquietação ou ansiedade.

- Letargia ou fraqueza.

- Temperatura corporal abaixo do normal (verifique a temperatura corporal tocando o animal e observando se está mais frio do que o normal).

Providências para minimizar os efeitos do choque:

- Deite o animal de lado com a cabeça estendida.

- Erga a parte traseira do animal usando travesseiro ou toalha.

- Estanque qualquer hemorragia evidente fazendo pressão com uma compressa absorvente ou se necessário aplicando um torniquete.

- Evite a perda de calor corporal cobrindo o animal com cobertor aquecido.

- Importante: Não ofereça nada para beber ou comer.

- Não permita que o animal fique perambulando, mantenha-o confinado.

- Leve o animal ao veterinário mais próximo, urgentemente. Se o animal estiver em choque profundo, mantenha o animal deitado com os membros acima do nível do coração.

Choque anafilático:

O choque anafilático é causado principalmente por picadas de insetos ou aranhas, medicamentos e às vezes até por alimentos. Difere do choque anterior porque o animal pode apresentar um quadro destes somente após uma causa específica como por exemplo: picada de inseto ou aranha, ingestão de um medicamento (oral ou injetável) ou produto químico.

Os sintomas característicos que o animal pode apresentar são os seguintes:

- vômitos e/ou diarréia repentinos

- dificuldade respiratória

- erupções na pele,

- sinais de choque (como descrito anteriormente) e até óbito dependendo do caso.

Tome as seguintes medidas:

- Mantenha as vias aéreas desimpedidas.

- Se necessário faça respiração artificial e massagem cardíaca caso ocorra parada cárdio-respiratória.

- Se perceber que existe líquido nas vias respiratórias (quando animal respira percebe-se sons de material atrapalhando a passagem do ar), levante o animal pelos membros posteriores para tentar, por gravidade, que as vias aéreas fiquem desimpedidas.

- Procure o veterinário urgentemente, para a utilização de medicamentos e procedimentos que interrompam a ação dos sintomas alérgicos.

Fonte: Dr. Gerson Bertoni Giuntini - Biólogo, Engenheiro Agrônomo e Veterinário
Fonte Link: http://www.policlinicaveterinaria.com.br

Clique aqui para ler este artigo na Animalivre