Cozinheiros Brasília, DF

O Natal pode ter uma lista de produtos orgânicos e ao mesmo tempo ser tradicional. Algumas frutas secas são difíceis de serem encontradas, pois a ausência de sulfito modifica as cores; por exemplo, o tradicional damasco fica mais escuro. O sabor é mais autêntico! Pode ser destinado para molhos e farofas, além de um ingrediente para compor a doçura de pratos lights e diets.

Fuji sushi
(61) 3224-6255
SCS Q 7 BL A, Lj 64
Brasilia, DF

Dados Divulgados por
Centro de Treinamento Esgrima Brasília
(61) 3242-5497
Sces Tr 1, s/n, lt 3
Brasilia, DF

Dados Divulgados por
Cafe Cancun
(61) 3327-1451
SCN Qd 2 BL D, s/n Lj 52; Liberty Mall
Brasilia, DF

Dados Divulgados por
Aero Clube de Brasília
(61) 3225-9811
Sgas 903, Lt 77
Brasilia, DF

Dados Divulgados por
Brasília Clube de Xadrez
(61) 3274-5375
Scrn 706/707 Bl D, s/n, en 12, s 301
Brasilia, DF

Dados Divulgados por
Aabb-associação Atlética Banco do Brasil
(61) 3223-0078
Sces Tr 2, s/n, lt 16
Brasilia, DF

Dados Divulgados por
Cantina Da Massa
(61) 3226-8374
CLS 302 BL A, Lj 4
Brasilia, DF

Dados Divulgados por
Le Français Restaurant
(61) 3225-4583
CLS 404 BL B, Lj 27
Brasilia, DF

Dados Divulgados por
Dragon King
(61) 3328-4030
SCN Q 5 BL A, Brasília Shopp Lj 223
Brasilia, DF

Dados Divulgados por
Haná Japanese Food
(61) 3242-7331
CLS 408 BL B, Lj 35
Brasilia, DF

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Cozinheiros

Equipe Portal Orgânico
Chef Renato Caleffi

O Natal pode ter uma lista de produtos orgânicos e ao mesmo tempo ser tradicional. Algumas frutas secas são difíceis de serem encontradas, pois a ausência de sulfito modifica as cores; por exemplo, o tradicional damasco fica mais escuro. O sabor é mais autêntico! Pode ser destinado para molhos e farofas, além de um ingrediente para compor a doçura de pratos lights e diets.

Vinho branco com suco de tangerina orgânico sem açúcar, pedaços de peras, pitada de cúrcuma e fatias finas de damasco; cardamomo e anis estrelado Cozinham-se tudo em fogo médio baixo, Retira-se a fruta quando estiver suculenta e o molho ou calda reduz-se. Bater o damasco com um pouco do líquido e devolver à panela pode ser uma alternativa interessante para espessar e melhorar o sabor. Esta compota pode ser divina com sorvete de coco ou cidreira, podem acompanhar aves assadas, lombos.

Se puder ousar, a sugestão fica a combinação de um assado com o molho de damasco e peras em pedaços com farofa vermelha picante: Derrete-se a manteiga com pedrinhas de urucum e pimenta caiena ou calabresa, sal rosa do Himalaia e farinha de rosca. Tudo orgânico e picante.

O tender ou a ave previamente defumada pode ser assado com suco de manga ou pêssego, manjericão e gengibre com mel. Fica a sugestão do chutney de pimenta da marca angra paraty, DIVINO!

Lembrando da Angra Paraty, uma alternativa para sobremesa rápida e deliciosa é a compota de jaca que basta abrir o pote, servir com o sorvete de doce de leite da marca Sítio Bahia ou estância Demétria. No dia seguinte, utiliza-se a jaca para bater no liquidificador com morango, gengibre e hortelã. Uma sugestão de suco é a mistura de cupuaçu e acerola com gengibre e hortelã. A marca Suco do Belo possui sabores regionais e orgânicas como cupuaçu, cereja do rio grande do sul, grumixama, mangaba, amora.

Para as pessoas que não querem e não devem ficar na beira do fogão, bate-se no liquidificador a polpa de amora com licor de ameixa japonesa Umê-shu, e serve-se com sorvete de iogurte ou mesmo um cheese cake. O licor é muito bom, da mesma marca que o soshu nacional, além de ser digestiva feita com cana de açúcar.

Uma dica para ousar com o tradicional é adicionar ao pudim de leite, polpa de mangaba. O sabor ficará finamente exótico.

O vidro de polpa de goiaba da marca Aécia, não contém açúcar e pode ser servidos com sorvetes especiais ou misturados com água gelada e transformado em suco. Fiz a experiência e foi como beber debaixo de um pé de goiaba. Tê-las com sorvete de iogurte foi então, única!

O arroz pode ser misturado com o bagaço de caju sem suco. O suco pode ser destinado ao assado ou sucos ou capirinhas. Corta-se o caju em pedacinhos ou tiras e refoga-se com especiarias; recomendo zátar ou cominho em grão. O arroz com passas pode ser então, renovado!

Lembrando de zátar: mistura-se o queijo quark com ricota, sal e tempero de hibiscus vermelho até a mistura ficar rosa. Adiciona-se mostarda preta e faz-se um bola média com a palma da mão. Polvilha a bola com zátar e em seguida coloca-se em uma taça bonita com bastante azeite. Estará pronta uma alternativa melhor que o tradicional queijo árabe. Shanklish. (abaixo temos a definição).

Os pães e grissines do sítio Bahia são de tirar o chapéu, então os antepastos e queijos ficarão bem servidos. A mistura de castanhas e frutas é interessante, vale a pena uma busca pela feira da água branca para isso e aproveita-se para comprar todo o restante da mesa natalina. Para as pessoas que não se contentam em ficar paradas nesta data, pica-se as frutinhas, reserva-se com um bom mel e azeite de gengibre. Distribui-se por cima de pães umidificados com o azeite e cortados em triângulos sob fatia de queijo gouda (também do sítio Bahia), leva-se ao forno e depois serve-se com riscos de mel.
Se encontrar nectarina ou ameixa vermelha, recomendo uma caipirinha. Tomei numa ocasião no Gil café e nunca mais me esqueci.

Bebidas

Bebidas alcoólicas orgânicas! Há quem se espante com isso ainda.
Além de sugestões de sucos e infusões, lembro da importância de ter à mesa vinhos e espumantes sem que contenham ingredientes para dores de cabeça e ressaca. Já é um bom motivo para regar-se com os orgânicos.
A mistura de sucos com espumante é deliciosa, alguns rótulos tão mais caros devem ser apreciados puro mesmo como o Champagne Fleury

A De La croix possui vinhos e espumantes orgânicos, a maior parte da região de Languedoc∗ A de lacoix possui vinhos de pequenos produtores franceses, com baixa quantidade de garrafas produzidas, artesanais. Todos são orgânicos ou biodinâmicos, certificados por orgãos como o Ecocert, Demeter, Sève e Biodyvin.
Outros como a Sidra, opção única para o Natal dos Sonhos. Nada de Cidras populares e banalizadas, a Sidra na Europa e no Canadá, é valorizada e romântica.

Fleury Père & Fils
Região: Champagne (Côte des Bars)
Champagne Fleury

Uvas: 85% Pinot Noir e 15% Chardonnay

Produtor: A família de Jean Pierre Fleury vem produzindo celebrados champagnes desde 1895, e faz parte do "Champagne des Vignerons", uma restrita família de produtores que utiliza o método biodinâmico na produção dos vinhos. Devido à grande concentração da uva Pinot Noir, esta champagne apresenta estrutura e complexidade únicas.

Produção: Utiliza métodos biodinâmicos, método de prensagem das uvas bem lento, de forma a extrair a quintessência de seus sucos. Toda a produção é feita na propriedade Fleury.

Características: Cor amarela ouro brilhante, aromas de abacaxi, mel, acácia e maçãs. Na boca é agradável, demonstrando força e estrutura.

Graduação alcoólica: 12,5°

Serviço: Melhor servir entre 6 e 10 graus.

Tempo de guarda: Pronto, mas pode ser guardado por até 5 anos.

Harmonização: Peixes, frutos do mar, carnes rosadas, sobremesas com mel, nozes ou amêndoas.

A de la croix pode ser facilmente encontrada, mas sugiro contato de Daniel Freitas de Toledo; de la Croix Importation , Tel.: 11 3034-6214; www.delacroixvinhos.com.br.

Para quem prefere uma linha mais barata, a sugestão é a de sempre: linha Jean Bousquet orgânica; com destaque para a uva tipo merlot e malbec rosé, pois são de fáceis harmonizações com a mesa variada e,...

... depois de experimentar essas dicas maravilhosas, desejamos à todos um FELIZ NATAL e um ANO NOVO REPLETO DE REALIZAÇÕES!!!

Nota: É proibida a reprodução deste texto em qualquer veículo de comunicação sem a autorização expressa do autor. Só serão permitidas citações do texto desde que acompanhadas com a referência/crédito do autor.


Fonte: Chef Renato Caleffi

Clique aqui para ler este artigo na Portal Gastronomia