Melhorando sua gestão com o Feedback Barbacena, Minas Gerais

A prática do feedback, quando bem aplicada, produz benefícios tangíveis tanto para as pessoas como para as organizações. Segundo pesquisas,receber orientação e/ou aprovação do líder contribui diretamente com a satisfação e a motivação dos colaboradores.Conheca mais sobre esta metodologia.

RDG - Consutor Autonomo
(34) 9992-1336
Rua Sinfronio Faria 44
Uberlândia, Minas Gerais
 
Legal Telecom
(31) 3091-4045
Rua Tupiniquins 14 Iguaçu Ipatinga
Ipatinga, Minas Gerais
 
Íntegra Soluções Empresariais Ltda
(35) 8414-9149
Av Antônio Januário 124 Belo Horizonte
Pouso Alegre, Minas Gerais
 
Mercador Consultores Associados
(31) 3284-3029
r Espírito Santo, 2727 s 709, Lourdes
Belo Horizonte, Minas Gerais

Dados Divulgados por
Mentes Estratégicas - Consultoria e Desenvolvimento Empresarial
(34) 8812-1212
Rua Cruzeiros dos Peixotos, 499 - Sala 504 Centro
Uberlândia , Minas Gerais
 
Adplan- Servicos, Consultoria e Gestao Administrativa Ltda
(34) 3219-0505
av João Naves de Ávila, 1331, Lj 800, Sta Maria
Uberlandia, Minas Gerais

Dados Divulgados por
www,williamconsultoria.com.br
(31) 3043-7488
rua deputado claudio pinheiro lima 601 lj 14
belo horizonte, Minas Gerais
 
Astec Assessoria e Consultoria em Segurança e Higiene do Trabalho S/C Ltda
(31) 3351-1317
r Norberto Mayer, 626, An 2 Sl 214, Eldorado
Contagem, Minas Gerais

Dados Divulgados por
Tavares & Gomes Assessoria e Consultoria Ltda
(31) 3357-1440
r Pequi, 215, A, Jd Laguna
Contagem, Minas Gerais

Dados Divulgados por
Airtrade Services Ltda ME
(31) 3332-1032
r Ataliba Lago, 136, Nova Suissa
Belo Horizonte, Minas Gerais

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Melhorando sua gestão com o Feedback

No Brasil, apenas 27% dos líderes aplicam formalmente a prática do feedback com seus colaboradores. Dentre os que aplicam, apenas 36% evolvem os colaboradores na definição das ações de desenvolvimento profissional ou correção de conduta que irão beneficiá-los.

Esses dados, que provém de pesquisas feitas por revistas especializadas, mostram o despreparo da maioria dos gestores para a aplicação do feedback, uma poderosa ferramenta de desenvolvimento das equipes de trabalho. Realizada com objetividade e assertividade, essa prática cria a oportunidade de APROVAR comportamentos das pessoas ou ORIENTÁ-LAS a adotar as práticas e atitudes solicitadas pela organização.

A falta de conhecimento sobre o assunto começa pelo próprio conceito de feedback. Muitos o entendem como "retorno pelo resultado obtido", quando, na verdade, trata-se do "retorno sobre o comportamento que produz o resultado". E há uma grande diferença entre uma coisa e outra.

Essa diferença fica bastante clara com um exemplo. Imaginemos que o gestor solicite um relatório a determinado colaborador da equipe, e este produza um trabalho excelente, com informações relevantes que sequer haviam sido solicitadas. Se o gestor parabenizar o colaborador pelo relatório, que é o resultado do trabalho, o colaborador ficará satisfeito, mas não saberá precisamente o que fez para o resultado ser tão bom. Por outro lado, se o gestor exaltar a atitude de exceder as expectativas, o feedback reforçará o comportamento do colaborador, incentivando-o a exceder as expectativas em futuras tarefas.

O mesmo princípio deve ser seguido em situações de feedback de desenvolvimento (erroneamente chamado de "feedback negativo"). Imaginemos que o relatório do colaborador tivesse erros de cálculo e ortografia. Na sessão de feedback, o gestor deve procurar identificar os comportamentos do colaborador que provocaram os erros - por exemplo, falta de atenção a detalhes e má administração de tempo.

Identificados os comportamentos que causam problemas, líder e liderado devem, juntos, elaborar um plano de ação para que as situações indesejáveis não tornem a acontecer. O plano pode incluir ações como leituras ou um treinamento específico para a administração do tempo, por exemplo. É importante frisar que o plano deve ser fruto de um acordo entre líder e colaborador, e não uma imposição do líder. Se a intenção é fazer com que a pessoa se comprometa a realizar determinadas ações, ela deve participar da construção do plano.

A prática do feedback, quando bem aplicada, produz benefícios tangíveis tanto para as pessoas como para as organizações. Prova disso é um dos dados do levantamento "As 500 Melhores e Maiores Empresas do País", realizado anualmente pela revista Exame. Segundo a pesquisa, receber orientação e/ou aprovação do líder contribui diretamente com a satisfação e a motivação dos colaboradores. Nessas empresas, com certeza, o feedback positivo é utilizado como recurso para reforçar condutas que produzem bons resultados, enquanto o feedback de desenvolvimento orienta o colaborador a avaliar e modificar comportamentos que o limitam, de modo que ele possa buscar continuamente a melhora de seu desempenho.

Ricardo Piovan - ricardo.piovan@portalfox.com.br

Participe de nossa palestra aberta Feedback Assertivo - Desenvolvendo equipes de Alta Performance

www.portalfox.com.br

Sobre o Autor
Consultor Organizacional e Administrador de Empresas com especialização na área de bancos e finanças. Atuou como diretor de projetos na área da tecnologia da informação por 18 anos. Formação em técnicas de Expansão de Consciência, programação neurolinguística, comportamento humano e liderança situacional. 

Palestrante focado no desenvolvimento humano, onde defende que a competência, pessoal e/ou profissional do indivíduo, é a soma de vários hábitos e características, sejam elas, físicas, emocionais ou espirituais. Atua principalmente na conscientização do indivíduo, dando-lhe maior compreensão do meio em que está inserido, auxiliando na sua evolução nos grupos e organizações que pertence. 

“Somos o que repetidamente fazemos. A excelência não é um feito, mas sim um hábito”. 

Aristóteles

Artigos.com