Melhores épocas para fazer plástica Manaus, Amazonas

O inverno e a melhor epoca para fazer uma cirurgia plastica. Passar o verão com cinta cirúrgica, curativos e repouso absoluto no calor de quase 40ºC não é algo que faça parte dos planos femininos. Leia mais no artigo abaixo.

João BL Botelho
(92) 234-5609
bc Ribeiro, 520, sl 705, Parque 10 De Novembro
Manaus, Amazonas
 
Wellington Sampaio
(92) 236-1672
r Acre, 31, bl 31 b ap 3, Parque 10 De Novembro
Manaus, Amazonas
 
João LP Machado
(92) 232-4559
bc Ribeiro, 620, sl 203, Parque 10 De Novembro
Manaus, Amazonas
 
Paulo MG Lobo
(92) 633-1764
r Ramos, 89, São José Operário
Manaus, Amazonas
 
Antônio Lg Matos
(92) 236-7505
av C Nery, 2240
Manaus, Amazonas
 
Roberto O Mello
(92) 232-3915
r C Azevedo, 9, sl 206
Manaus, Amazonas
 
Luciana SM Vieira
(92) 233-1878
r Ferreira, 1297
Manaus, Amazonas
 

Melhores épocas para fazer plástica

Nessa época, movimento aumenta até 400% nos consultórios; frio ajuda na recuperação

Passar o verão com cinta cirúrgica, curativos e repouso absoluto no calor de quase 40ºC não é algo que faça parte dos planos femininos. Para chegar à estação em forma, com direito à pele br onzeada e corpo à mostra, muitas mulheres insatisfeitas com o corpo se antecipam e procuram pela cirurgia plástica no inverno. Resultado: o movimento nos consultórios aumenta até 400% de meados de junho até o início de agosto, segundo o cirurgião plástico Rubens Granato, professor da pós-graduação da Faculdade de Medicina da USP de Ribeirão.

"A mulher costuma fazer o seguinte cálculo: se operar agora, em setembro estará bem. Mesmo que aconteça alguma coisa, em dezembro certamente ela estará pronta para aproveitar praia, sol e as festas de final de ano", contou o médico.

Outro cirurgião plástico, Márcio Botteon, diz que tem operado de segunda a sábado, praticamente o dia todo. "Nesse período, melhora muito para a gente. Se houvesse quatro meses como julho no ano, seria perfeito."

As cirurgias mais procuradas nesta época são prótese de mama, lipoaspiração, plástica no abdome, redução de mama e plástica no nariz e na face. A cliente de inverno tem, em média, entre 13 e 50 anos. É a mãe cujos filhos estão de férias ou a estudante que aproveita o recesso da escola ou da universidade para mexer no corpo.

O pós-operatório no inverno é menos sofrível, avisam os médicos e confirmam as pacientes. "O inverno ajuda a não ficar muito exposta ao sol, facilita o repouso. No calor, a gente fica mais impaciente. É difícil ficar deitada", disse Flávia Junqueira, 28, proprietária de clínica de estética, que há um mês se submeteu à plástica no nariz e colocou prótese de silicone nos seios.

No inverno, é menos desconfortável usar por baixo da roupa a cinta cirúrgica, companheira indispensável durante 45 dias após intervenções como lipoaspiração ou plástica no abdome. Além disso, nessa época as pessoas costumam se agasalhar mais, o que evita os prejuízos causados pela exposição indevida ao sol.

"Com o sol, não só a cicatriz como a pele trabalhada ficam escuras, podem manchar. Fora que o calor aumenta o inchaço, e a recuperação acaba sendo mais demorada. E, demorando mais para cicatrizar, pode infeccionar", alerta o médico Rubens Granato.

No inverno ou no verão, para minimizar os riscos de uma cirurgia mal-sucedida, o médico Márcio Botteon sugere que a pessoa opte por um profissional com título de especialista. "Em cerca de 90% das besteiras que acontecem, o médico nem cirurgião plástico é."

As mais procuradas

Entre as intervenções mais procuradas, a lipoaspiração costuma ser a mais barata. A recuperação é uma das mais tranqüilas. No dia seguinte à cirurgia, a paciente já pode dirigir, e, em uma semana, está liberada para a academia. O período de internação varia de 6h a 8h - geralmente a anestesia é peridural.

A cirurgia de nariz é uma das únicas que podem levar anestesia geral. Se a pessoa não ligar para o inchaço e o gesso, pode sair de casa depois de 48h.

Mais cara, a prótese de mama. A anestesia pode ser tanto local como peridural. A internação dura de 6h a 8h. Após repouso absoluto de três dias, a paciente já pode sair de casa. Em cinco dias, está liberada para dirigir. Em duas semanas, já pode freqüentar academia.

Frio ajuda recuperação

Na primeira vez em que consultou um cirurgião plástico, a empresária Flávia Junqueira, 28, optou por uma mudança geral na aparência. Há um mês, ela refez o nariz e aumentou em 280 ml os seios. Flávia acredita que o fato de ter operado num período mais frio tenha colaborado para acelerar a cicatrização.

"A recuperação foi muito rápida, surpreendeu todo mundo. É uma época ótima para fazer cirurgia", afirmou ela, que fez drenagem linfática e compressa de gelo para atenuar o aspecto roxo.

Ela diz que está muito satisfeita com o resultado. "Quando você se sente incomodada, não tem como não fazer plástica. Não fiz nada que me descaracterizasse. O cirurgião trabalha como se estivesse diante de uma escultura", afirmou.

Sem ansiedade, a universitária Ketlin Scorsolini, 19, espera pela cirurgia que fará amanhã, de implante de silicone. Escolheu esta época para aproveitar as férias da faculdade. "Me falaram que no frio o pós-operatório geralmente é melhor. No verão, estarei pronta para a praia", disse.

Clique aqui para ler este artigo no Guia da Plastica