Nova técnica de ultrassom para tratar câncer de próstata Cuiabá, Mato Grosso

O câncer de próstata agora tem um novo tipo de tratamento: a técnica de ultrassons. Este procedimento já está sendo realizado em dois hospitais britânicos e evita as intervenções cirúrgicas. Conheça este tratamento abaixo.

Magno Stefani Cezar
Av. Presidente Marques 437
Cuiaba, Mato Grosso
Especialidade
Cirurgia Plástica

Dados Divulgados por
Jubert Sanches Cibantos Filho
(65) 3623-4023
Rua General Neves 111
Cuiaba, Mato Grosso
Especialidade
Cirurgia Plástica

Dados Divulgados por
Draúzio Antônio Medeiros
(65) 3624-3713
av Isaac Póvoas, 1124
Cuiabá, Mato Grosso

Dados Divulgados por
Med K Prod e Serv Médico Hospital e Laboratorial
(65) 3626-3997
av José Rodrigues do Prado, 252 Santa Rosa
Cuiabá, Mato Grosso

Dados Divulgados por
Dra Maria do Socorro Cirurgiã Plástico
(65) 3623-8521
r Cmte Costa, 1496 Revivere Centro Sul
Cuiabá, Mato Grosso

Dados Divulgados por
Carlos Alberto A Maranhao
Av 31 - de Marco 889
Cuiaba, Mato Grosso
Especialidade
Cirurgia Plástica

Dados Divulgados por
Henrique S Laboissiere
(65) 3623-2079
av das Flores, 843 s 34 Jardim Cuiabá
Cuiabá, Mato Grosso

Dados Divulgados por
AR Distribuidora de Medicamentos e Produtos Hospitalares Ltda
(65) 3634-3637
av Pedro Pedrossiam,Gov, 388, Campo Velho
Cuiabá, Mato Grosso

Dados Divulgados por
Dulciyara Lopes, Drª
(65) 3023-9001
Tv Léo Edilberto Griggi, 75 Goiabeiras
Cuiabá, Mato Grosso

Dados Divulgados por
Clínica Magno Cézar
(65) 3623-5122
av Pres Marques, 441 Santa Helena-Quilombo
Cuiabá, Mato Grosso

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Nova técnica de ultrassom para tratar câncer de próstata



O câncer de próstata agora tem um novo tipo de tratamento: a técnica de ultrassons. Este procedimento já está sendo realizado em dois hospitais britânicos e evita as intervenções cirúrgicas. Acontece da seguinte forma: os pacientes recebem anestesia geral e são submetidos a ultrassons de alta intensidade, que geram temperaturas entre 80 e 90°C e matam com precisão as células cancerosas.

Cerca de 170 pacientes do sexo masculino já foram submetidos ao novo tratamento e 78% deles puderam retornar para casa cinco horas depois dos ultrassons.

“Esta nova técnica diminui o tempo de internação do paciente e pode evitar cirurgias, melhorando a qualidade de vida do paciente”, ressalta o enfermeiro e tutor do Portal Educação , Alisson Daniel.

Vale ressaltar também que 159 pacientes foram examinados um ano mais tarde, e em 92% dos casos não foi detectado nenhum novo sinal da doença. Porém, o médico responsável pelo estudo, Hashem Ahmed, disse que não sabe ainda se esta técnica é mais eficaz que os tratamentos tradicionais, “por isso é importante realizar novos estudos”.

Fonte: Assessoria de Imprensa - Portal Educação

Clique aqui para ler este artigo na Portal Fisioterapia