Numeração internacional para livros Cachoeirinha, Rio Grande do Sul

Analise a importância da numeração internacional para livros. O autor explica que a automatização contribui na agilização da distribuição e localização das obras. Ele define, "A ISBN é um sistema de numeração que possibilita individualizar qualquer título de livro em diferentes países".

Lance Propaganda Promoção e Representação Ltda
(51) 3338-3889
av Protásio Alves, 3884, Petrópolis
Porto Alegre, Rio Grande do Sul

Dados Divulgados por
Ciranda Comunicação Social Ltda
(51) 3231-6210
av Getúlio Vargas, 908, An 5 Cj 502, Menino Deus
Porto Alegre, Rio Grande do Sul

Dados Divulgados por
Person Publicidade Ltda
(51) 3311-7799
r Pinheiro Machado, 40, Independência
Porto Alegre, Rio Grande do Sul

Dados Divulgados por
Interlig Propaganda e Marketing Ltda
(51) 3212-3636
av André da Rocha,Des, 165, An 2, Centro
Porto Alegre, Rio Grande do Sul

Dados Divulgados por
Competence Comunicação e Marketing Ltda
(51) 3014-4500
av Plínio Brasil Milano, 1775, Higienópolis
Porto Alegre, Rio Grande do Sul

Dados Divulgados por
Canal Pan Publicidade e Assesoria Ltda
(51) 3527-1522
r Joaquim Nabuco, 1117, Cid Baixa
Porto Alegre, Rio Grande do Sul

Dados Divulgados por
QUEB Divulgação Informação Publicidade e Entretenimento Ltda.
(51) 3212-8260
r República, 125, Cid Baixa
Porto Alegre, Rio Grande do Sul

Dados Divulgados por
Paz Criação e Comunicação Ltda
(51) 3328-5411
al Coelho Neto, 89, Boa Vista
Porto Alegre, Rio Grande do Sul

Dados Divulgados por
Curi Propaganda e Promoções Ltda
(51) 3241-2286
r Inhandui, 60, Cristal
Porto Alegre, Rio Grande do Sul

Dados Divulgados por
USINA COMUNICAÇÃO
(54) 3335-1138
Rua São Paulo, 75
Passo Fundo, Rio Grande do Sul
 
Dados Divulgados por

Numeração internacional para livros

Para falarmos da ISBN devemos atentar para alguns aspectos importantes para melhor compreensão da mesma. Temos que salientar o seu papel Histórico, a sua constituição, características, vantagens e a sua criação no Brasil, para assim elaborarmos um pensamento crítico a respeito desse assunto.

A ISBN teve início na década de 1960, quando as editoras sentiram a necessidade de estabelecer um sistema de controle numérico único para os livros publicados por distintas editoras. A idéia foi descorrida inicialmente por Daniel Melcher, presidente de uma das maiores editoras dessa época. Cinco anos mais tarde, a maior cadeia de livrarias da época, localizada no Reino unido, apresentou a mesma idéia á Publishers Assosciation. Já em 1967, o projeto pronto e aprovado despertou o interesse da British Library e do Greater london Council, e também recebeu adesão do Reino unido, Canadá, EUA e Austrália. Dando início a internacionalização do sistema Numérico para cada livro.

A Numeração Internacional para livros-ISBN é um sistema de numeração que possibilita individualizar qualquer título de livro em diferentes países. A ISBN é constituído dez dígitos distribuídos em quatro segmentos separados por hífens. Os dígitos do primeiro segmento, determinado pela Agência Internacional da ISBN, sediada em Berlim, diz respeito aárea geográfica e ou área idiomática. O segundo segmento é constituído por dígitos que identificam as editoras. O terceiro segmento é formado por dígitos que identificam os títulos. o quarto e último segmento é o chamado dígito de controle, que permite proporcionar a averiguação automática quanto a exatidão a das seqüências dos dígitos.

È importante ressaltarmos, as vantagens que a ISBN trouxe para os livreiros e distribuidores, que através desse sistema economizam tempo no processamento dos pedidos e na transmissão de dados sobre os livros. Nas bibliotecas a ISBN também pode vir a facilitar a automação do sistema de aquisição e futuramente sua utilização em catálogos coletivos e em atividades de empréstimos entre Bibliotecas.

Outro aspecto proeminente, em relação a ISBN ocorre sobre a implantação dela no Brasil, que teve a iniciativa das editoras em 1971, durante o 4º encontro de editores de livros , que aconteceu em São Lourenço, MG. Os participantes desse encontro resolveram propor a Agência Internacional da ISBN a instalação de uma Agência no Brasil. A proposta foi elaborada pela Comissão de representantes do SNEL, Biblioteca Nacional, IBBD (atual IBICT), IBGE e ABNT. Após aprovação da proposta o Brasil, juntamente com Portugal, recebeu o código 85, e passou a fazer parte do grupo de países da Língua Portuguesa. Sendo assim, a Biblioteca Nacional foi escolhida como Agência Nacional da ISBN. Em 1978 começou o processamento das editoras brasileiras interessadas em obter seus números padronizados.

Não podemos esquecer ainda, da disposição da ISBN em livros, A ISBN deve aparecer no verso da página de rosto, ao pé da quarta capa á direita, e na sobrecapa se houver.

Portanto, a ISBN desde da década de 1960 até hoje, vem contribuindo com as editoras e com os Bibliotecários afim de controlar, padronizar e uniformizar os diferentes títulos, que através de números específicos são facilmente identificados por qualquer pessoa que saiba utilizar esse tipo de sistema.

Referências

ASSOCIAÇÂO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 10521: Numeração Internacional para livros: ISBN. Rio de Janeiro, 1988.

MEY, Eliane Serrão Alves. Identificação numérica de documentos. In: __. Introdução a catalogação. Brasília: Briquete Lemos, 1995. Cap. 8, p. 65-70

Clique aqui para ler este artigo na WebArtigos.com