O Líder como Fator de Mudança Caucaia, Ceará

Liderar é tanto arte como ciência. Não basta querer ser líder, você tem que ter aptidão, ter talento, e se preparar. Para liderar pessoas é preciso ser integrante do grupo, não cair de pára-quedas, bem como entender os anseios do grupo, e lutar por estes anseios.

Guilherme Guedes Eletricista Predial
(85) 3249-0714
Al das Margaridas 154
Fortaleza, Ceará
 
Eletricista Carlos
(85) 9126-8905
Roberto Pedrosa, 477 - Vicente Pinzon
Fortaleza, Ceará
 
Adailton Serviços
(85) 8798-7675
Tv Sorocaba, 34
Fortaleza, Ceará
 
Eletricista Edogildo
(85) 3278-2704
Tv Ibiapaba 9
Fortaleza, Ceará
 
C A Eletrotécnica
(85) 3253-6988
Rua J da Penha 189
Fortaleza, Ceará
 
Eletricista Fagner
(85) 3295-3399
Rua Itatira 27 cs D
Fortaleza, Ceará
 
Iran Eletricista e Bombeiro
(85) 3483-7808
Tainá Pires Brilhante, 1990 - Mondubim
Fortaleza, Ceará
 
Eletricista Irineu Morais
(85) 9995-4867
Rua Brisa do Mar, 700
Fortaleza, Ceará
 
Jemm Construções e Reformas
(85) 3467-6150
Rua NS 03 1015
Fortaleza, Ceará
 
Servir Serviços
(85) 3219-4723
Rua Dragão do Mar 464
Fortaleza, Ceará
 

O Líder como Fator de Mudança

A IMPORTÂNCIA DO LÍDER COMO FATOR DE DESENVOLVIMENTO.

Nos dias atuais é comum se falar sobre a importância do trabalho em equipe, do fortalecimento dos grupos, do desenvolvimento de novas lideranças, de lideranças empreendedoras, etc. Realmente esses pontos são fundamentais para o sucesso de qualquer organização, entretanto, o tipo de lider que é escolhidoe a forma como esse líder se comporta, perante o grupo, é que contribui de forma fundamental para o desenvolvimento das organizações.

É importante destacar que atualmente temos em muitas organizações chefes, em posições de liderança, que não conseguem liderar o grupo, e administram apenas por imposição, ou por negociatas. A forma como esse líder toma suas decisões, nos mostra claramente que tipo de liderança é exercido nestas organização.

Algumas organizações carecem de líderes, e se contentam com chefes. Muitas pessoas não querem liderar, às vezes por medo da responsabilidade, às vezes por falta de aptidão, às vezes por falta de coragem para tomarem decisões, ou até por falta de incentivo. Aí pela falta de líderes, surgem os PSEUDO-LÍDERES, chefes que tentam liderar.

Liderar é tanto arte como ciência. Não basta querer ser líder, você tem que ter aptidão, ter talento, e se preparar. Para liderar pessoas é preciso ser integrante do grupo, não cair de pára-quedas, bem como entender os anseios do grupo, e lutar por estes anseios.

O verdadeiro líder é o maior servidor. Ele defende e trabalham em prol dos desejos do grupo. Ele é o principal interlocutor do grupo. Ele não exige e nem impõe nada a ninguém, apenas pede o compromisso de todos em prol do grupo. Ele é compreensível, e entende os problemas de cada um, e só pensa no grupo, na coletividade. Todas as decisões tomadas levam em consideração principalmente o grupo. O seu grande objetivo é preservar o grupo, e trabalhar em prol do seu crescimento. A formação de novos líderes é uma importante função do líder moderno. Ele sabe da necessidade de preparar pessoas, é consciente da necessidade de ensiná-las e a condução delas é a sua grande missão.

A humildade, o companheirismo e tolerância devem ser exercidos diariamente pelo líder.

Os grupos se fortalecem com líderes comprometidos com a organização, líderes que se preocupam em trabalhar pela organização, de forma impessoal, e voluntária.

Segundo James Hunter , é necessário que os líderes se transformem em líderes servidores. Ele descreve algumas características básicas para os líderes servidores:

Paciência, gentileza, humildade, respeito, altruísmo, capacidade de perdoar, honestidade, comprometimento, serviço e sacrifício.

Estas características não são encontradas em muitos líderes que atuam em organizações, aliado a este fato, percebe-se ainda, a ausência de bons homens interessados em liderar organizações, empresas, entidades. Este fato pode ser entendido, visto que a maior parte das pessoas tem dedicado, a maior parte do seu tempo, em busca da sua subsistência. Esta grande ocupação tem afastados os líderes natos das funções de liderança.

Este fato tem contribuindo para o aumento de conflitos e de dificuldades em diversas organizações, pois a falta dos " lideres natos " tem dado oportunidade para os PSEUDO-LÍDERES ocuparam esse espaço, usando as organizações para trabalhar a sua exposição pessoal, e usá-las de trampolim político.

Como o objetivo do PSEUDO-LÍDER é a sua exposição pessoal, e o uso da organização como trampolim para projetos pessoais, ele se afasta do grande objetivo do verdadeiro lider, que é o desenvolvimento dos grupos, das organizações, das empresas, da luta por um ideal, por um sonho.

Este conflito de interesses entre o PSEUDO-LÍDER e os interesses do grupo contribui de forma contundente para o enfraquecimento das organizações, através dos conflitos, das imposições, e dos problemas decorridos. Este conflito está cada vez mais presente hoje em diversas empresas, entidades.

É importante destacar que nem todo administrador é um bom líder. O líder é idealista. O administrador nem sempre é. Muitos administradoras obrigam as pessoas a cumprirem as regras, os líderes convencem. Alguns administradores impõem as decisões às pessoas, os líderes perguntam e comunicam ao grupo, o que foi decidido pela maioria; Alguns administradores exigem, alguns líderes compreendem, e convencem.

Quando se é idealista, você tem entusiasmo, e através do entusiasmo você contamina as pessoas.

Por quanto, é importante entender que tipo de organização, empresa e sociedade deseja-se construir, pois tudo isso depende das lideranças, lideranças estas que em muitos casos não são capazes, esses PSEUDO-LÍDERES, estão lá, pela falta de opção. É preciso ir além, é preciso participar.

Neste contexto é preciso que os líderes assumam seu papel, tomem iniciativa, e se preparem para exercer o seu grande papel de transformadores da realidade, de gestores da mudança.

Sobre o Autor
Administrador de Empresas com forte atuação na área comercial e na gestão de pessoas. Jovem, empreendedor, fácil relacionamento.

Exerce Trabalho voluntário com jovens há mais de 15 anos.

Professor do SENAC/RN.

Palestrante e consultor de Empresas

Atualmente trabalha com Gerente Regional de Vendas


Artigos.com