Cursos de gestão de carreira Rio Branco, Acre

A mudança de clima e as transformações sociais proporcionaram o surgimento de novas áreas científicas. Esses novos mercados que atendem a demanda de prevenção ambiental e qualidade de vida exigem profissionais qualificados. O autor destaca as carreiras e atividades relacionadas com a sustentabilidade. Entre as profissões ele descreve a glaciologista.

Cursos de gestão de carreira

quinta-feira, 16 de julho de 2009

Devido a vários acontecimentos que variam da questão ambiental a social, novas atividades surgem como profissão do futuro. Administrador de caos, glaciologista, analista de saúde e conselheiro de aposentadoria são algumas das profissões praticadas hoje no mercado de trabalho.

O presidente do Instituto Brasileiro de Desenvolvimento Econômico e Social (IBDES), Heitor Kuser, avalia que o mais importante são as pessoas. “Se o profissional for de fato profissional, certamente terá destaque em suas atividades”, explica Kuser.

Ele acrescenta ainda que as pessoas precisarão saber cada vez mais sobre assuntos variados. “Elas terão que ser especialistas em generalidades, entender e conhecer um pouco de tudo e por um motivo simples: a informação, em si, está disponível, virou commodity”, afirma.

Outro comportamento que começa a mudar em relação ao mercado de trabalho está relacionado ao desenvolvimento sustentável. Todas as áreas de uma empresa ou indústria devem estar diretamente ligadas, já que o valor da matéria-prima será agregado à sustentabilidade da embalagem e a forma com que ela foi produzida.

Uma nova área de atuação que começa a ser despertada é a de glaciologista, profissional que estuda as calotas polares e os problemas ambientais relacionados ao aquecimento global. Segundo Heitor Kuser, todas as atividades que tiverem ligação com a sustentabilidade terão seu espaço garantido e não estão fadadas a desaparecer do mercado de trabalho.

Entre outras funções também relacionadas a boas práticas ambientais está a do administrador de caos urbano, que trabalha com mobilidade de trânsito. Analista da saúde humana é outra profissão a conquistar espaço, em que a finalidade é ler e interpretar exames médicos para encaminhar o paciente ao profissional indicado.

Porém, segundo Mônica Vargas, administradora e tutora de gestão e liderança do Portal Educação , mesmo as novas profissões serão exigentes no momento da escolha de um profissional. Para ela, independente da área, o mercado excluirá automaticamente àqueles que não obtiverem qualificação adequada. “Os profissionais serão valorizados pela sua gama de conhecimento e instrução. Quem não se qualificar certamente terá sua vaga ocupada por outra pessoa”, declara Mônica.

Fonte: Assessoria de Imprensa - Portal Educação

Clique aqui para ler este artigo na Portal Biologia