Pesquisa revela que mel pode combater infecções Cuiabá, Mato Grosso

Estude os efeitos antibacterianos do mel. O autor descreve os resultados de uma pesquisa que avaliou o poder do mel no tratamento de infecções. Confira também a opinião da médica veterinária Danielle Pereira acerca dessa descoberta.

Carlos Alberto A Maranhao
Av 31 - de Marco 889
Cuiaba, Mato Grosso
Especialidade
Cirurgia Plástica

Dados Divulgados por
Jubert Sanches Cibantos Filho
(65) 3623-4023
Rua General Neves 111
Cuiaba, Mato Grosso
Especialidade
Cirurgia Plástica

Dados Divulgados por
Tiago, José S
(65) 3623-5986
r Cândido Mariano, 990 Quilombo
Cuiabá, Mato Grosso

Dados Divulgados por
Med K Prod e Serv Médico Hospital e Laboratorial
(65) 3626-3997
av José Rodrigues do Prado, 252 Santa Rosa
Cuiabá, Mato Grosso

Dados Divulgados por
Henrique S Laboissiere
(65) 3623-2079
av das Flores, 843 s 34 Jardim Cuiabá
Cuiabá, Mato Grosso

Dados Divulgados por
Magno Stefani Cezar
Av. Presidente Marques 437
Cuiaba, Mato Grosso
Especialidade
Cirurgia Plástica

Dados Divulgados por
Dra Maria do Socorro Cirurgiã Plástico
(65) 3623-8521
r Cmte Costa, 1496 Revivere Centro Sul
Cuiabá, Mato Grosso

Dados Divulgados por
AR Distribuidora de Medicamentos e Produtos Hospitalares Ltda
(65) 3634-3637
av Pedro Pedrossiam,Gov, 388, Campo Velho
Cuiabá, Mato Grosso

Dados Divulgados por
Dulciyara Lopes, Drª
(65) 3023-9001
Tv Léo Edilberto Griggi, 75 Goiabeiras
Cuiabá, Mato Grosso

Dados Divulgados por
Draúzio Antônio Medeiros
(65) 3624-3713
av Isaac Póvoas, 1124
Cuiabá, Mato Grosso

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Pesquisa revela que mel pode combater infecções

quarta-feira, 15 de julho de 2009

Produtos esterilizados à base de mel possam substituir pomadas antibacterianas e antissépticas

Já foi falado diversas vezes que o mel faz bem para a saúde, porém, um recente estudo realizado na Austrália mostra que uma variedade de mel típica da Oceania pode ser um eficiente agente no tratamento de infecções de pele e no combate a infecções hospitalares.

O produto, conhecido como Manuka, contém uma substância tóxica para bactérias, chamada metilglioxal, que é resistente a vários tipos de antibiótico e pode provocar várias infecções graves em hospitais, é altamente suscetível ao mel.

De acordo com os pesquisadores australianos, a expectativa é que, no futuro, produtos esterilizados à base de mel possam substituir pomadas antibacterianas e antissépticas no tratamento de cortes, queimaduras, picadas de inseto e outras doenças de pele.

“Já são comprovados os diversos benefícios do mel comum e por meio da atuação da ciência será possível comprovar também suas reais propriedades”, conclui a médica veterinária e tutora do Portal Educação , Danielle Pereira.

Fonte: Assessoria de Imprensa - Portal Educação

Clique aqui para ler este artigo na Portal Biologia