Fertilização do solo Rio Branco, Acre

Analise como a fertilização do solo têm contribuído para o aumento na emissão de N2O- na atmosfera. A agricultura tem sido responsável pelas perdas de carbono do solo. Contribui para isto os processos de erosão e compactação do solo motivado pela aração excessiva.

SESI - Serviço Social da Indústria - AC
(68) 3212-4200
av Nações Unidas, 3727, Estação Experimental
Rio Branco, Acre

Dados Divulgados por
A F Carneiro
(68) 3224-1946
r Bartolomeu Bueno, 163, Cs, Bosque
Rio Branco, Acre

Dados Divulgados por
UFAC
(68) 3901-2571
rdv BR-364, 4000, Km 4, Dis Industrial
Rio Branco, Acre

Dados Divulgados por
Instituto de Ensino Superior do Acre
(68) 3244-1282
tr Ponta Pora, 100, Capoeira
Rio Branco, Acre

Dados Divulgados por
Faculdade Barão do Rio Branco
(68) 3213-7070
rdv BR-364, 2000, Km 2, Dis Industrial
Rio Branco, Acre

Dados Divulgados por
R. L. P. dos Santos - Me
(68) 3221-2301
r Deodoro,Mal, 236, 2 An, Centro
Rio Branco, Acre

Dados Divulgados por
SENAI - Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial
(68) 3223-3678
av Epaminondas Jacome, 1260, Base
Rio Branco, Acre

Dados Divulgados por
Faculdade da Amazônia Ocidental
(68) 2106-8200
etr Dias Martins, 894, Ch Ipê
Rio Branco, Acre

Dados Divulgados por
Sociedade Educativa Acreana Ltda
(68) 3026-1717
av Getúlio Vargas, 1268, An 2 Sl 202, Bosque
Rio Branco, Acre

Dados Divulgados por
M. S. Pre-vestibular Ltda
(68) 3224-0726
r Venezuela, 658, Cerâmica
Rio Branco, Acre

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Fertilização do solo

A aplicação de fertilizantes nitrogenados, o nitrogênio dos resíduos de animais, a fixação biológica em maior escala devido o aumento da área cultivada com leguminosas, têm contribuído para o aumento na emissão de N2O- na atmosfera. Estas emissões são devidas à desnitrificação cujo processo é NO3- >NO2- >2NO- > N2O- >N2. As formas 2NO- > N2O- >N2O- >N2. são formas gasosas perdidas para atmosfera. Em 1989, dados da FAO, com metodologia do IPCC, apontavam as emissões diretas de N2O- a partir de solos agrícolas estimadas em 2,5 Tg N, as emissões de animais de pastoreio em 1,6 Tg N, e as emissões indiretas em 1,9 Tg N - N2O-.
Tg N = teragrama de N = 10¹² g de N
A agricultura tem sido responsável pelas perdas de carbono do solo. Contribui para isto os processos de erosão e compactação do solo motivado pela aração excessiva, gradagem, desmatamento e consequente redução dos teores de matéria orgânica. A maneira de repor as perdas de carbono seria através do reflorestamento, fruticultura, cultivos de seringueira, castanhas, cacau, pastagem com melhor manejo, conservação do solo e melhor uso de fertilizantes químicos e adubações orgânicas. As emissões de N2O- na atmosfera chega a ser 10 vezes mais na cultura do milho do que na cultura do feijão. A uréia apresenta as mais elevadas emissões de N2O para a atmosfera em relação ao sulfato de amônio que são menores. As maiores emissões foram encontradas logo após a aplicação dos fertilizantes. Estudos mostraram que isto dura até três dias.
O nitrogênio na forma nítrica é perdido mais rapidamente pela desnitrificação do que o N amoniacal. A forma amoniacal tem que ser hidrolisada e a amônia formada é nitrificada e depois desnitrificada. A irrigação do solo, logo após a aplicação da uréia, pode aprofundar a mesma e reduzir as perdas por volatilização da amônia. Mas lixiviaria a parte nítrica adicionada. O sulfato de amônio, pelas suas características ácidas, foi o fertilizante que apresentou menos emissões de N2O- para o ar.

Clique aqui para ler este artigo na Agronomia Com Gismonti