Fisioterapia para animais Brasília, DF

Entenda os benefícios do Reiki para a reabilitação de animais. O autor destaca os princípios dessa terapia. "Os animais são extremamente receptivos ao Reiki, pois não apresentam bloqueios intelectuais. São seres puros, sem preconceitos, o que os torna sensíveis à energia", cita o autor.

canil macedo
61 33392898 61 98184999
shis conj 28 casa 35
brasilia, DF
 
Casa do Gato CLínica Veterinária
(61) 3965-4090
CLN 105, Bloco A, Loja 42
Brasília, DF
 

Fisioterapia para animais

Editoria: Vininha F. Carvalho22/11/2006

Reiki pode curar problemas comportamentais e físicos de animais

Mãos "mágicas" capazes de acalmar e curar animais agressivos e estressados são da reikiana, médica veterinária Carolina Kliass, que há quatro anos descobriu que os benefícios do Reiki estendem-se também aos animais.

Válida como terapia complementar aos tratamentos convencionais, o Reiki não apresenta efeitos colaterais ou contra-indicações e os resultados revelam-se surpreendentes desde a primeira sessão.

"Os animais são extremamente receptivos ao Reiki, pois não apresentam bloqueios intelectuais. São seres puros, sem preconceitos, o que os torna sensíveis à energia" garante a pioneira.

A terapia pode ser utilizada para tratar distúrbios comportamentais como agressividade, estresse, depressão, nervosismo e também problemas físicos como recuperações pós-cirúrgicas, acelerando o processo de cicatrização e recuperação, problemas de pele e alívio de dores. É também muito válida para animais idosos com cardiopatia, nefropatia ou tumor, pois melhora a qualidade de vida, aliviando o sofrimento.

Utilizando os mesmo princípios usados nos seres humanos, a terapeuta posiciona as mãos em forma de concha sobre certos pontos fundamentais, denominados chacras, captando e transmitindo a energia do Universo (REI) para todo o organismo do paciente.

O toque realiza uma limpeza profunda no organismo, eliminado as toxinas e equilibrando-o energeticamente. Desde as primeiras aplicações são visíveis os resultados como o aumento da freqüência de micção e defecação. Além disso, a aplicação acalma o animal, tornando-o mais dócil.

O tempo da aplicação depende da necessidade do animal. "Ele mesmo determina a duração da sessão, e quando está satisfeito se afasta das mãos", explica a veterinária. Para os cavalos o tempo médio é de 40 a 60 minutos, enquanto cães e gatos pequenos, no máximo 15-20 minutos.

As reações do animal durante a aplicação são muito claras: bocejos, suspiros e pálpebras pesadas fazem com que o bicho se entregue a um momento de relaxamento total. "A maioria dos animais adormece durante a sessão" explica a reikiana.

Para iniciar o tratamento, devem-se fazer três aplicações em dias seguidos ou alternados. Para curar casos de comportamento e problemas de pele, o ideal é no mínimo de dez aplicações.

Fonte: Comunicatto Press

Clique aqui para ler este artigo na Animalivre