Remoção de tatuagens Lavras, Minas Gerais

O artigo da dicas de como remover tatuagens. Arrependimento por ter feito tatuagem não é raro. O tempo muda muita coisa, e o que parecia tão definitivo pode perder a importância, ou até incomodar. Veja mais abaixo.

Meire Maria Fernandes Melo
323-2179
Rua Benjamim Colucci 50 - 6 Andar
Juiz de Fora, Minas Gerais
Especialidade
Cirurgia Plástica

Dados Divulgados por
Cristiano Dias da Silveira Ramos
Rua Espirito Santo 1115 - 908-909
Juiz de Fora, Minas Gerais
Especialidade
Cirurgia Plástica

Dados Divulgados por
Márcio Pifano Soares Ferreira
(37) 3223-7658
Av. 1 - º de Junho 411 201
Divinopolis, Minas Gerais
Especialidade
Cirurgia Plástica

Dados Divulgados por
Joao Batista Vieira
323-2156
Av Rio Branco 2288 - 401 e 507
Juiz de Fora, Minas Gerais
Especialidade
Cirurgia Plástica

Dados Divulgados por
Raimundo Joao Sanchez
(34) 3236-7902
Av. Raulino Cotta Pacheco 178
Uberlandia, Minas Gerais
Especialidade
Cirurgia Plástica

Dados Divulgados por
Cleber Mauricio Goncalves
(32) 3215-8282
Rua Dom Vicoso 20
Juiz de Fora, Minas Gerais
Especialidade
Cirurgia Plástica

Dados Divulgados por
Daniela Paiva
034-3326-1617
av Getúlio Guaritá357 (salas 17 e19)UberabaMG
Uberaba, Minas Gerais
Especialidade
Cirurgia Plástica

Dados Divulgados por
Eduardo Faria Vicari
Av Francisco Vieira Martins 786 - Sala 102
Ponte Nova, Minas Gerais
Especialidade
Cirurgia Plástica

Dados Divulgados por
Edina Marcia Zinato Respeita
(32) 3215-8282
Rua Dom Vicoso 20
Juiz de Fora, Minas Gerais
Especialidade
Cirurgia Plástica

Dados Divulgados por
Daniel Thomaz
(34) 3229-1202
al saul afonso silva 105
Uberlandia, Minas Gerais
Especialidade
Cirurgia Plástica

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Remoção de tatuagens

Se o amor acabou, bola pra frente. É hora de fazer uns ajustes nos porta-retratos, se encher de ânimo e partir para outra. Muitas vezes, também é hora de procurar um dermatologista para remover aquela tatuagem feita no auge da paixão.

Arrependimento por ter feito tatuagem não é raro. O tempo muda muita coisa, e o que parecia tão definitivo pode perder a importância, ou até incomodar. Temos o direito de mudar de idéia. Felizmente, nos casos das tatuagens, o laser permite essa mudança.

Antes desse tipo de tratamento, só era possível remover uma tatuagem com cirurgia ou com dermabrasão, que é uma raspagem controlada da pele. Mas esses métodos deixam cicatrizes.

O laser revolucionou o tratamento. Ele destrói seletivamente o desenho tatuado sem machucar a pele. A luz passa através da epiderme, a primeira camada da pele, e atinge especificamente a tinta que foi colocada na derme -- a segunda camada da pele.

E como essa luz consegue agir tão seletivamente?

Consegue porque cada tipo de laser é absorvido por uma cor apenas, ou por uma gama de cores parecidas. A cor que absorve o laser depende do aparelho usado. Existem aparelhos que emitem luz absorvida apenas pela cor preta (ou por cores escuras, como o azul escuro.) Já outros aparelhos emitem luz absorvida por pigmento vermelho. O verde absorve outro tipo de luz.

Quando o pigmento colorido da tatuagem absorve a luz do laser, ele é fragmentado em minúsculas partículas, que acabam eliminadas pelo próprio corpo. Com esse método, o laser não é absorvido pelas células da pele, ou é muito pouco absorvido por elas. É isso que faz com que ele destrua seletivamente a tatuagem.

Essa seletividade também faz com que cada cor de pigmento exija um tipo diferente de laser para ser destruída. Se a tatuagem for muito colorida, dois ou mais aparelhos emissores de laser são necessários para resolver a situação.

O desenho desaparece completamente da pele?

Nem sempre a remoção é fácil. Há casos bem difíceis. O número de sessões necessárias varia muito, dependendo do tamanho da tatuagem, da quantidade e profundidade do pigmento e das cores utilizadas. Uma tatuagem profissional costuma ter maior quantidade de pigmento, o que dificulta a remoção e requer um número maior de sessões. Fica ainda mais difícil se o pigmento for colocado mais profundamente na derme. Nesses casos, ao final do tratamento, pode sobrar um pouco da tatuagem, já que o pigmento profundo nem sempre é atingido pelo laser.

A cor preta é a que sai mais facilmente. Felizmente essa é a cor mais freqüente nas tatuagens. Alguns tons de verde e os pigmentos amarelos são mais difíceis de remover.

Quais são os riscos do procedimento?

Realiza-se uma sessão por mês. Apesar do laser ser bastante seletivo, como em qualquer tratamento com este método, existe um risco de queimadura da pele. Risco que aumenta nas pessoas bronzeadas ou de pele morena ou negra: nesses casos, há maior quantidade de melanina, pigmento escuro que dá cor à pele e que também absorve a luz do laser. Uma queimadura pós laser causa manchas na pele, que tanto podem passar ou ficar definitivamente. Existe também um pequeno risco de deixar cicatriz.

Por isso, o tratamento tem que ser feito com bastante cuidado, por médico especializado. Mas a boa notícia é essa: o tempo consegue apagar as mágoas de um amor passado. E a medicina consegue apagar a tatuagem.

Clique aqui para ler este artigo no Guia da Plastica