Cursos de primeiros socorros de animais Brasília, DF

O veterinário Gerson Bertoni ensina como realizar o atendimento de primeiros socorro em animais domésticos. Aprenda a executar a massagem cardíaca e a respiração artificial. Esteja preparado para ajudar o seu animal em situações de traumatismo grave, envenenamento, parada cardíaca, choque, asfixia, choque elétrico e outros acidentes.

canil macedo
61 33392898 61 98184999
shis conj 28 casa 35
brasilia, DF
 
Casa do Gato CLínica Veterinária
(61) 3965-4090
CLN 105, Bloco A, Loja 42
Brasília, DF
 

Cursos de primeiros socorros de animais

Editoria: Vininha F. Carvalho9/2/2007

Respiração artificial e massagem cardíaca podem salvar a vida do animal

Se por um curto período de tempo o cérebro do animal não recebe o suprimento adequado de oxigênio devido a uma parada da respiração ou do coração, danos irreversíveis ocorrerão, geralmente acarretando na morte do animal. Num caso destes poderemos salvar a vida do animal se aplicarmos as medidas que se seguem.

São as seguintes situações que poderão exigir uma respiração artificial ou massagem cardíaca: hemorragia intensa, traumatismo grave, principalmente na cabeça, envenenamento, inalação de fumaça, parada cardíaca, choque, asfixia e choque elétrico.

Uma observação importante é a de que sómente devem ser utilizados estes procedimentos se for evidente que o animal esteja inconsciente com uma parada cárdio-respiratória e, que a morte será iminente, caso nada seja feito.

Lembre-se: caso o quadro seja muito grave, até os socorros mais adequados feitos por um profisional podem ser insuficientes para salvar a vida de um animal.

Respiração Artificial:

Caso o animal tenha parado de respirar:

- Deite-o de lado, puxe a língua para fora e desobstrua as vias respiratórias.

- Com uma da mãos ao redor do focinho e mantendo a boca do animal fechada, sopre as narinas com sua boca até que o peito do animal se expanda (respiração boca-a-focinho).

- Retire a boca até que os pulmões esvaziem.

- Repita este procedimento umas 15 vezes por minuto (conte aproximadamente até 4 entre uma soprada e outra).

- Se o coração não estiver batendo, faça massagem cardíaca juntamente com a respiração artificial.

- Procure um veterinário o mais depressa possível.

Massagem Cardíaca :

Quando o coração do animal pára de bater, este quadro também influi na coloração das gengivas, as quais deixam o seu tom róseo normal para um tom pálido ou azulado.

Faça o seguinte se perceber que o coração do animal parou de bater:

- Deite o animal de lado, de preferência com o lado direito para baixo e com a cabeça mais baixa que o corpo. Segure o peito logo pós o membro anterior com o polegar de um lado e os outros 4 dedos do outro lado, se o animal for pequeno.

Se o animal for de porte médio, faça a massagem com uma mão de um lado e a outra do outro. Se for de porte grande ou obeso, deite o animal de costas no chão e faça a massagem com ambas as mãos (uma em cima da outra), sobre o esterno (osso que está no meio do peito).

- Em qualquer dos casos acima aja com vigor (mas não com violência) tentando impelir o sangue para o cérebro. Se não houver nenhum ferimento no animal na região torácica, não se preocupe em estar machucando o animal.

- Repita esta operação de 80 a 120 vezes por minuto. Nos animais pequenos o coração bate mais depressa que nos animais maiores, leve esta informação em consideração.

- Faça a massagem cardíaca durante 15 segundos aproximadamente, em seguida faça 10 segundos de respiração boca-a-focinho (ver acima).
- Verifique o batimento cardíaco. Continue a fazer a massagem cardíaca até o batimento normalizar, quando isso acontecer, preocupe-se com a respiração.

- Procure urgentemente um veterinário.

Lembre-se: este tratamento é o chamado tratamento heróico. Muitas vezes apesar de todos os esforços não se consegue salvar o animal, pois quando o quadro chega neste ponto sempre podemos considerá-lo bastante grave. Entretanto, faça o que puder e caso não tenha êxito, não se culpe, voce fez estava dentro de suas possiblidades.

Fonte: Dr. Gerson Bertoni Giuntini - Biólogo, Engenheiro Agrônomo e Veterinário
Fonte Link: http://www.policlinicaveterinaria.com.br

Clique aqui para ler este artigo na Animalivre