Silicone Cuiabá, Mato Grosso

A fila de mulheres nos consultórios médicos em busca de um implante de silicone nos seios não para de crescer. Veja dicas para escolher o tamanho certo para o seu biotipo. Reverter o procedimento é possível, mas também traz inconvenientes, explica o cirurgião plástico Ruben Penteado.

Naíra Domingos Sé
(65) 3322-2504
Rua Rua dos Líriosº 525
Cuiaba, Mato Grosso
Especialidade
Nutrologia

Dados Divulgados por
Antônio M Silva
(65) 3321-4451
r Joaquim Murtinho, 940 Centro Sul
Cuiabá, Mato Grosso

Dados Divulgados por
Ângela Cristina Fanzeres Monteiro Fortes
(65) 3621-1806
r Dr Clóvis Corrêa Costa, s/n c 201
Cuiabá, Mato Grosso

Dados Divulgados por
Audimet Auditoria em Saúde e Medicina do Trabalho
(65) 3321-8725
r Des José Mesquita, 303 Araés
Cuiabá, Mato Grosso

Dados Divulgados por
Center Clin
(65) 3321-5658
r Br de Melgaço, 2403
Cuiabá, Mato Grosso

Dados Divulgados por
Eliane Solange de Souza Pires
(65) 3617-1688
Cuiaba, Mato Grosso
Especialidade
Medicina de Família e Comunidade

Dados Divulgados por
Clínica Médica Mady Ltda
(65) 3625-1491
r Manoel Ramos Lino, 223, Coophamil
Cuiabá, Mato Grosso

Dados Divulgados por
Cecan
(65) 3623-7032
Pc Do Seminário, 141
Cuiabá, Mato Grosso

Dados Divulgados por
Cardioclin
(65) 3027-3040
r Joaquim Murtinho, 551
Cuiabá, Mato Grosso

Dados Divulgados por
Clínica Genus Ltda
(65) 3642-4742
av Aclimação, 508, Bsq da Saúde
Cuiabá, Mato Grosso

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Silicone

Fornecido por:

A fila de mulheres nos consultórios médicos em busca de um implante de silicone nos seios não para de crescer. Famosas ou anônimas, elas querem exibir uma comissão de frente cada vez mais avantajada. O procedimento encabeça a lista das cirurgias estéticas mais realizadas. De acordo com a Associação Brasileira de Cirurgia Plástica, 21% das cerca de 460 mil cirurgias estéticas realizadas no ano foram de aumento de mama. O problema é quando a paciente se empolga com o tamanho da prótese, faz a cirurgia e depois quer voltar atrás. Reverter o procedimento é possível, mas também traz inconvenientes.

"Além do incômodo de enfrentar uma nova cirurgia, é preciso entender que diminuir o tamanho das próteses mamárias resulta, na grande maioria dos casos, em cicatrizes  que são decorrentes da correção da pele que antes estava esticada e preenchida, mas ficou excedente", explica o cirurgião plástico Ruben Penteado, diretor do Centro de Medicina Integra...

Clique aqui para ler este artigo na Minha Vida