Vida saudável depende do equilíbrio dos chácras Cuiabá, Mato Grosso

Conheca uma tecnica Indiana de alcancar o equilibrio emocional. Assim como o sistema nervoso responde a todos os atos, palavras e emoções, da mesma forma funcionam os chácras, cujas cores e sonoridades são repassadas para os órgãos e glândulas do corpo. Entenda mais no artigo abaixo.

Magno Stefani Cezar
Av. Presidente Marques 437
Cuiaba, Mato Grosso
Especialidade
Cirurgia Plástica

Dados Divulgados por
Carlos Alberto A Maranhao
Av 31 - de Marco 889
Cuiaba, Mato Grosso
Especialidade
Cirurgia Plástica

Dados Divulgados por
AR Distribuidora de Medicamentos e Produtos Hospitalares Ltda
(65) 3634-3637
av Pedro Pedrossiam,Gov, 388, Campo Velho
Cuiabá, Mato Grosso

Dados Divulgados por
Dulciyara Lopes, Drª
(65) 3023-9001
Tv Léo Edilberto Griggi, 75 Goiabeiras
Cuiabá, Mato Grosso

Dados Divulgados por
Henrique S Laboissiere
(65) 3623-2079
av das Flores, 843 s 34 Jardim Cuiabá
Cuiabá, Mato Grosso

Dados Divulgados por
Jubert Sanches Cibantos Filho
(65) 3623-4023
Rua General Neves 111
Cuiaba, Mato Grosso
Especialidade
Cirurgia Plástica

Dados Divulgados por
Med K Prod e Serv Médico Hospital e Laboratorial
(65) 3626-3997
av José Rodrigues do Prado, 252 Santa Rosa
Cuiabá, Mato Grosso

Dados Divulgados por
Draúzio Antônio Medeiros
(65) 3624-3713
av Isaac Póvoas, 1124
Cuiabá, Mato Grosso

Dados Divulgados por
Maria do Socorro Dra. Cirurgiã Plástica
(65) 3623-8521
r Cmte Costa, 1496 Centro
Cuiabá, Mato Grosso

Dados Divulgados por
Dra Maria do Socorro Cirurgiã Plástico
(65) 3623-8521
r Cmte Costa, 1496 Revivere Centro Sul
Cuiabá, Mato Grosso

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Vida saudável depende do equilíbrio dos chácras

Os chácras principais são sete, cada um com nome, símbolo, som, cor. Também chamados de superiores, os sete centros de luz e força ficam localizados nos lugares onde existe a maior confluência de nervos e tecidos nervosos, cuja rede se entrelaça do encéfalo aos plexos, envolvendo a coluna vertebral. O sistema nervoso é denso, físico. Já os chácras e plexos são condutores etéreos. Não é por coincidência que eles estão bem próximos uns dos outros nem nas imediações dos principais órgãos vitais do corpo humano. Trabalham juntos, "assim na terra como no céu". A função principal dos chácras é a de transformar a energia captada do cosmos e do meio ambiente em combustível de saúde e equilíbrio para cada órgão físico ou glândula sob sua jurisdição. Eles respondem rapidamente às vibrações sonoras. É preciso conhecê-los bem e tirar benefícios dessa obra da engenharia divina. Os nomes indianos são uma tradição. Veja boas dicas abaixo.

Assim como o sistema nervoso responde a todos os atos, palavras e emoções, da mesma forma funcionam os chácras, cujas cores e sonoridades são repassadas para os órgãos e glândulas do corpo. Cada um de nós pode processar cerca de 91 mil pensamentos por dia. Junte a esse caldeirão de informações os sons e as palavras. Tudo passa pelos chácras e fica registrado na memória celular, até nos fios de cabelo. Nada passa desapercebido pelos sensores físicos e espirituais dos nossos sete corpos. É um trabalho silencioso e permanente. Você pode mentir para o mundo inteiro menos para os seus próprios sensores internos. Esses centros de captação de energia vital trabalham em sentido helicoidal e são ligados uns aos outros por condutores multifacetados. São centros de armazenamento de informação, ou seja, banco de dados. A informação ali processada tem a velocidade da luz, célula por célula, em qualquer situação em que o corpo esteja submetido, independente do tamanho ou da forma.

O que fazer para equilibrar os chácras?
Há inúmeras técnicas capazes de ajustar e manter o equilíbrio dos chácras. Você pode fazer isso sozinho praticando meditação, Ioga, judô ou outra arte marcial porque essas práticas exigem disciplina e essa é uma virtude básica para o equilíbrio energético. A rotina das grandes cidades e da vida diária nem sempre nos permitem reservar um tempo só para nós, mas esse é um objetivo que cada um deve perseguir e persistir. Para quem não pretende ser terapeuta o ideal é passar pelas iniciações de Reiki I e II, sempre com um mestre credenciado. O Reiki ajusta, equilibra e mantém, quando praticado com devoção. Para os que não têm tempo, disciplina e disposição para se dedicar a autocura, a solução é procurar um terapeuta que trabalhe com uma das técnicas de ajuste energético dos chácras utilizando Cromoterapia, Florais, Cristais, Reiki, Reflexologia, Musicoterapia etc. Se o terapeuta tiver vidência ou puder ver a aura facilita. Do contrário, uma foto Kirlian ajuda a diagnosticar e geralmente que tem essa máquina tem treinamento para diagnosticar. Para todos nós, o contato com a natureza e a luz do Sol é essencial tanto quanto a alimentação balanceada e o aprimoramento do comportamento.

Como as impressões dos chácras?
Naturalmente que um autodiagnóstico pode ser feito sem aparelhagem eletrônica: examine o que você pensou nas últimas duas horas, veja o que você está fazendo na vida, o que come, o que bebe, como dorme, o que pensa de você e do mundo inteiro. Olhe pela janela da sua casa e analise a saúde do meio-ambiente ao redor do lugar onde você mora ou passa a maioria das horas, as árvores, o nível de poluição sonora, visual e do ar. Veja como está a arrumação de suas gavetas, armários e estantes e dê uma olhadinha na limpeza da casa. Depois disso imprima o resultado! Quem dera tivesse uma impressora conectada ao nosso corpo, não era? Sem brincadeira, tudo o que você conseguiu visualizar já foi processado pela sua memória celular e pelos seus chácras, com resultados já em andamento dentro de todo o seu ser. O importante é que você teve uma idéia de como tudo ao nosso redor interage conosco e altera nossos processos mentais, espirituais, físicos e emocionais. Vamos então à descrição de cada chácra:

Muladhara - a ligação com a Terra
Comecemos a ler os chácras de baixo para cima, considerando ser humano em pé. Esse primeiro chama-se básico e fica entre o ânus e a vagina ou o pênis. É chamado pelos indianos de Muladhara, que significa raiz. Sua cor vibratória é a vermelha, e estende-se até outros menores nos joelhos e pés, projetando-se para fora do corpo através da aura em forma de um cordão de ligação com a gravidade da Terra. Essas extensões localizadas no peito dos pés servem para captar da Terra o equilíbrio energético necessário para nos mantermos vivos, centrados, conectados com o Universo. A cor vermelha vibra na mais baixa freqüência justamente para poder fazer a polaridade com a Terra e trazer dela os instintos e direções. Começa aí a maravilhosa engenharia do corpo humano: entra em cena a glândula supra-renal, ligada aos rins, responsável pela produção de adrenalina que agita o sangue de acordo com os pensamentos e as emoções. Este centro de força é a fundação de todo o sistema dos sete e é quem absorve a Kundalini, que será distribuída onde necessitar. Quem exagera nas bebidas alcoólicas, que são processadas pelos rins, já pode imaginar o que acontece com o chácra básico depois de uma noite de bebedeira. É por este chácra que os espíritos obsessores e as forma-pensamento laçam suas vítimas.

O corpo humano interage com todo o sistema solar. Portanto, qualquer desequilíbrio de ordem física, mental, emocional ou espiritual tem reações em cascata. Como este chácra administra pernas, pés, joelhos e intestinos, a manifestação física de desequilibro aparece em forma de prisão-de-ventre, hemorróidas, obesidade, problemas no útero/próstata. A nível emocional traz tristeza, depressão e instabilidade. O excesso de energia nesta usina traz avareza, medo do futuro, sede pelo poder, supervalorização de valores externos e "vista curta". Quando há equilíbrio, a pessoa mostra-se de bem com a vida, seguro e consciente do que representa no universo. Tambores e gongos reproduzem o som ideal para a regeneração deste chácra. Os Florais ajudam a trazer o indivíduo para o aqui e agora.

Svadhistana - o centro sexual da vida
O segundo chácra fica entre o púbis e o umbigo. Chama-se Svadhistana. A cor é laranja. Quando equilibrado dá a sensação de fluidez, solta a criatividade, levanta a auto-estima, estimula o prazer, o desejo, a sexualidade e a intuição. Governa a sexualidade e a reprodução. O desequilíbrio manifesta-se em frustrações, imaturidade emocional, ciúmes, rigidez, medo do prazer, impotência, frigidez, dores na bacia, problemas genitais, nos rins e na visão. Transforma a energia do Sol em magnetismo restaurador. É armazenador dos processos vitais e é utilizado nos processos mediúnicos. Os ovários e os testículos são as glândulas sob influência deste ponto energético. Há uma comunicação estreita entre ele e o da garganta. Este chácra é o mais visado por entidades vampirizadoras porque podem sugar energias através do esplênico, retirando a força e a vitalidade. Os passes magnéticos são perfeitos no processo de restauração.

Manipura - Gastrites ou Mozart no café da manhã
Três a quadro dedos acima do umbigo fica o Plexo Solar, o terceiro chácra, amarelo, responsável pelo metabolismo do processo digestivo. Está ligado a Nervo Vago, que por sua vez está conectado a diversas glândulas responsáveis pela produção química de líquidos gástricos, especialmente o pâncreas. O Nervo Vago responde com sensibilidade à emoção e seu desequilíbrio materializa-se em forma de gastrite, úlcera etc. Este chácra está ligado aos plexos hepático (fígado), pilórico (ligação estômago-duodeno), gástrico, mesentério (jejuno e íleo) etc. Quando em desequilíbrio a pessoa fica nervosa, irritada, chora facilmente, tem depressão e tristeza profundas. Pode ficar obesa. A expressão verbal e emotiva flui com facilidade quando não há bloqueios aqui. Musicoterapia com as tigelas tibetanas ou Mozart no café da manhã têm ótico resultado. A nota é Mi.

Anahata - a casa astral do companheirismo
O quarto chácra é o coronário, que está ligado ao coração, pulmões, às linfas e ao timo. A cor é verde. Quando equilibrado a pessoa sente-se aceita, cheia de compaixão, tem relações afetivas saudáveis e equilíbrio interno. Em desequilíbrio perde a noção de limites, possessiva, ciumenta, solitária, amarga, crítica. A nível físico, aparecem problemas respiratórios, asma, problemas circulatórios e cardíacos. As linfas fazem uma varredura diária no corpo e depositam a sujeira em forma de gânglios nos seios. Brócolis ajudam a fortalecer a imunidade. Quando detectados no início da formação, os gânglios podem ser dissolvidos com Reflexologia Podal e Reiki. Os Florais de Bach ajudam nos desbloqueios de forma eficiente. O cristal rosa, programado, pode ser usado como colar. Jade verde ajuda a resolver as pendências emocionais/afetivas pelo sono. Fá é a nota.

Vishuddha - Expressão, ritmo e gengibre
O quinto chácra é o da garganta. É azul turquesa. É a expressão, a voz, a comunicação. A tireóide e a paratireóide estão sob seu domínio e desenvolvem-se melhor entre os 28 e 35 anos de idade. Quando equilibrado a pessoa faz uso da expressão com clareza, criatividade, livre de embaraços, aberta à telepatia. O bloqueio é caracterizado pela fala excessiva, tagarela, incapacidade de escutar os outros, medo de falar em público ou mesmo falar de si, falta de ritmo, inchaço na tireóide, dores de garganta, bem como pode afetar a função sexual. Lá Bemol é a nota. Gengibre batido com mel e suco de laranja ajuda a cicatrizar feridas físicas da garganta.

Ajna - a mãozinha do Arcanjo Gabriel
O chácra do terceiro olho, localizado entre as sobrancelhas, é o penúltimo da série. A cor pode variar entre índigo azul e roxo. A glândula pituitária está sob o comando. Preces ao Arcanjo Gabriel pode ajudar a desenvolver a abertura deste ponto de visão espiritual, derrubando todos os empecilhos e bloqueios. Quando equilibrado favorece a percepção extra-sensorial, a vidência, a interpretação correta dos fatos e questionamentos. No desequilíbrio atrai os pesadelos, alucinações, desilusões, dificuldade de se concentrar, pouca memória, dores de cabeça, negação, pouca visão, problemas nasais e endócrinos. A nota é Si.

Sahasrara - a comunhão com a luz
O último dos sete chácras chama-se coronário, da coroa, recebe ação direta dos espíritos e age sobre os demais pontos energéticos. Fica na linha reta da ponta das orelhas. A glândula pineal está intimamente ligada a este ponto energético. O desenvolvimento pleno só aparece entre 42 e 49 anos de idade. Quando desenvolvido e em equilíbrio proporciona sabedoria, conhecimento, conscientização, conexões espirituais e comunhão com a luz. Em desarmonia provoca intelectualismo exacerbado, confusão mental, dissociação, descrença, materialismo, apatia etc.

Clique aqui para ler este artigo no Guia da Plastica